Alec Ogilvie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido (desde abril de 2014). Ajude e colabore com a tradução.
Alec Ogilvie em 1919.

Alexander "Alec" Ogilvie, (✰ Marylebone, 08 de junho de 1882; ✝ Ringwood, 18 de junho de 1962) foi um pioneiro na aviação britânico que se tornou amigo dos irmãos Wright e foi o sétimo cidadão britânico a se qualificar como piloto.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Alexander Ogilivie foi educado na Rugby School e na Cambridge University.[1]

No início da aviação[editar | editar código-fonte]

Em 1908 Ogilvie assistiu a um voo de demonstração de Wilbur Wright na França e dali a dois meses encomendou um biplano Wright para ele próprio.[2] Antes que o biplano fosse entregue em 1909 ele praticou voando em Friston, Sussex usando um planador. Ogilvie criou um campo de voo em Camber Sands perto de Rye, Sussex e tomou parte de vários encontros de aviação ao redor do país.[2] ele se associou ao Royal Aero Club em 11 de Maio de 1909[3] mas só obteve o certificado de piloto em 24 de Maio de 1910.[2][4] Ainda em 1910, usando um biplano Wright de corrida, ele participou da Gordon Bennett competition em Belmont Park, Nova Iorque, ficando com o terceiro lugar.[5][2] No ano seguinte, ele obteve o quarto lugar no seu avião Wright a uma velocidade média de 88,51 km/h.[6] Em 1912, Ogilvie inventou o indicador de velocidade do vento que mais tarde foi adotado pelo Royal Naval Air Service (RNAS).[7] Em 1911 ele se juntou a Orville Wright em Kitty Hawk, Carolina do Norte, Estados Unidos durante os experimentos dos Wright com planadores efetuando vários voos.[2] Ele continuou usando uma avião Wright até 1914 incluindo um voo em 1913 levando H.G. Wells como passageiro.[2]

Na Primeira Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Em 19 de Fevereiro de 1915, Ogilvie foi comissionado como comandante de esquadrão no Royal Naval Air Service.[8] Ogilvie recebeu inicialmente a tarefa de ministrar treinamentos de voos de observação na escola de voo naval, Eastchurch.[7] Em 5 de Abril de 1916 ele recebeu o comando da oficina de reparo de aviões em Dunquerque, e foi promovido à comandante de ala em 31 de Dezembro de 1916.[9] Em 5 de Março de 1917 ele se tornou membro do Air Board, eventualmente servindo como controlador do departamento técnico.[2][9] O posto de comandante de ala foi confirmado em 30 de Junho de 1917.[9] No início de 1918, Ogilvie efetuou voos de teste do Sopwith Snipe, dizendo que "suas qualidades de voo eram ruins"; no entanto, ele foi contradito por Trenchard e Brooke-Popham e as encomendas foram feitas.[10] Em 1 de Abril de 1918, juntamente como todo o pessoal da RNAS, Ogilvie foi transferido para a recém criada Royal Air Force com a patente de major.[9] Uma nota no seu novo registro da RAF cita: "Ele voou a maioria dos aviões, exceto monopostos."[9] Ele foi ferido num acidente de voo em 8 de Junho de 1918.[9]

No Pós Guerra[editar | editar código-fonte]

Ogilvie saiu do Air Board em 1919, sendo colocado na lista de desempregados da RAF em 10 de Março.[7][11] Em seguida, ele trabalhou como engenheiro aeronáutico consultor com o nome de "Ogilvie and Partners", que em 1919 se tornou a companhia limitada "Ogilvie and Partners Ltd.", da qual ele era "diretor/presidente permanente".[12] Em seguida ele se mudou para a Austrália por alguns anos. Ele morreu aos 80 anos em 18 de Junho de 1962 em sua casa em Ringwood, Hampshire.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Turner, Charles Cyril (1927). The Old Flying Days. [S.l.]: Ayer Publishing. p. 85. ISBN 0-405-03783-X 
  2. a b c d e f g «Lieut.-Col. Alec Ogilvie Aviation Pioneer». The Times (55243). 15 páginas. 21 de junho de 1962 
  3. «Aero Club of the United Kingdom: Official Notices to Members». Flight Magazine. 1 (20). 276 páginas. 15 de maio de 1909. Consultado em 15 de junho de 2010. 
  4. Flight 28 May 1910
  5. «Awards & Trophies: Silver Medal of the Royal Aero Club». Royal Aero Club. 2009. Consultado em 19 de junho de 2010. 
  6. Jane, Fred T. (1969). Jane's All the World's Aircraft 1913. London: David & Charles. p. 8d. ISBN 978-0-7153-4388-3 
  7. a b c d «World News: Alec Ogilvie». Flight Magazine. 81 (2781): 994–995. 28 de junho de 1962. Consultado em 13 de junho de 2010. 
  8. The London Gazette: no. 29086. p. 2092. 2 March 1915. Visitado 13 June 2010.
  9. a b c d e f «RAF officers' service records 1918 - 1919—Ogilvie, Alexander». DocumentsOnline. The National Archives 
  10. http://www.internetmodeler.com/2000/june/first-looks/csm_snipe.htm
  11. The London Gazette: no. 31264. pp. 4224–4225. 1 April 1919. Visitado 14 June 2010.
  12. «New Companies Registered». Flight Magazine. IX (41). 1356 páginas. 9 de outubro de 1919. Consultado em 18 de junho de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.