Alegria da Zona Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alegria da Zona Sul
Bandeira do GRES Alegria da Zona Sul.png
Fundação 28 de julho de 1992 (25 anos)
Escola-madrinha Salgueiro[1]
Cores

Vermelho

Branco
Símbolo Zé Carioca e Panchito
Bairro Copacabana[2]
Presidente Marcus Vinícius de Almeida
Presidente de honra Sabrina Garcia[3]
Carnavalesco Marco Antonio
Intérprete oficial Igor Vianna
Diretor de carnaval Julião Gresa
Diretor de bateria Mestre Claudinho
Rainha da bateria Veronice de Abreu
Madrinha da bateria Anny Santos
Mestre-sala e porta-bandeira Diego e Alessandra
Coreógrafo Jorge Teixeira e Saulo Finelon
Desfile de 2017
Enredo Bravos Malês! A saga de Luiza Mahin
Posição de desfile 1° a desfilar no sábado (10/2/2018)
www.gresalegriadazonasul.com.br

Grêmio Recreativo Escola de Samba Alegria da Zona Sul é uma escola de samba da cidade do Rio de Janeiro. criada na comunidade do Cantagalo-Pavão-Pavãozinho, em Copacabana.[4][5] tem como característica mais forte em seus enredos a utilização de temas que tratem da temática da negritude, já tendo utilizado esse tema diretamente quatro vezes em menos de 20 anos.

Sua quadra encontra-se na Rua Frei Caneca, 239 - ao lado do Arco do Apoteose, no Sambódromo. O barracão fica na Via Binário, na área revitalizada do Porto Maravilha, na região central do Rio de Janeiro.

História[editar | editar código-fonte]

A escola foi criada em 28 de julho de 1992 através da fusão dos blocos de enredo Alegria de Copacabana e Unidos do Cantagalo. A escola adotava as cores azul, verde e branco e tinha como símbolo os personagens de Walt Disney: Zé Carioca e Panchito.

Em 1993, no seu primeiro ano na AESCRJ, o Alegria conseguiu se manter no grupo E, apresentando o enredo "Sou Mais Carioca", que retratava os 100 anos de seu bairro, os 50 anos do personagem Zé Carioca e do primeiro aniversário da agremiação.

No ano seguinte, já consolidada, a Alegria da Zona Sul alcançou seu primeiro campeonato, com o enredo "Na Dança das Cores: Preto Não é Cor, Mas Negro é Raça", apresentando em seu desfile um apanhado dos significados das cores e enaltecendo a raça negra.

Em 1995, embora com força de um recente título, e no grupo D, o Alegria não desfilou. No ano seguinte, 1996, penalizado pela Associação, disputou novamente o Grupo E, obtendo novamente o título, com o enredo "Olha que Coisa Mais Linda Mais Cheia de Graça", contando a história e comemorando o centenário do bairro Ipanema.

Em 1997, após novos distúrbios, quase não desfila. Seu enredo foi "Capoeira, Um Ballet á Brasileira", contando a origem da luta/dança. Apesar dos problemas, consegue uma boa apresentação, que lhe rendeu o vice-campeonato e o acesso ao grupo C.

Em 1998, obteve o sétimo lugar com o enredo "Mulher Negra é Cultura Mundial", enaltecendo a importância e força da mulher negra desde os primórdios da humanidade, mantendo-se no mesmo grupo.

Em 1999, o Alegria apresenta-se com o enredo "Alegria, Seu Signo no Zodíaco", na Avenida Rio Branco, apresentando os signos e colocando a escola como o signo da euforia. Obteve o penúltimo lugar, e desceu para o grupo D.

No ano 2000, o Alegria vence e sobe novamente para o grupo C com o enredo "Negro Quem És?".

Em 2001, com o enredo "Brasil um País de Todas as Raças", mostrando as etnias que estiveram no Brasil até mesmo antes do descobrimento dos portugueses e a miscelânea que é o povo brasileiro, o Alegria da Zona Sul é campeão na Avenida Rio Branco, classificando-se para o desfile no grupo B na Marquês de Sapucaí.

Em 2002, foi a segunda escola a desfilar na terça-feira de carnaval, conseguindo a 6ª colocação com o enredo "O Sonho Dourado de Percy", mostrando a saga do coronel inglês Percy Fawcett, desaparecido no interior do sertão brasileiro quando buscava a entrada para o Eldorado.

Em 2003, apresentou o tema "Festa no Quilombo: na Coroação de um Rei Negro", a escola apresentou, num sonho de folião, o que teria sido a festa de coroação de Ganga Zumba, o primeiro rei de Palmares, quando, os mocamos homenagearam o entronado com danças afro-brasileiras, o que rendeu a ascensão ao grupo A.

Em 2004, o grêmio apresentou na avenida dos desfiles o enredo "Dorival Caymmi, o Mar e o Tempo nas Areias de Copacabana", onde se aproveitou do fato de ser do bairro que o cantor e compositor Dorival Caymmi escolheu para viver e completar seus 90 anos de idade.

Reestruturado, o Alegria alterou suas cores em 2005 para vermelho, branco e ouro.[2] Trouxe como intérprete Pixulé, vindo da Leão de Iguaçu; o diretor de Harmonia Sassá e o diretor de bateria Folia. A escola apresentou o enredo Teatro Rival - 70 anos de resistência cultural e obteve a sua melhor colocação desde sua criação: quinta colocada da segunda divisão.

Em 2006, primeira escola a desfilar na noite de sábado, apresentou o enredo "A Alegria é show de bola", que tinha a bola como tema. Com carros inacabados, sendo que o último não conseguiu atravessar a passarela durante o desfile, a escola acabou na última posição, sendo rebaixada. Naquele ano, teve o reforço do casal de mestre-sala e porta-bandeira Maria Helena e Chiquinho, demitidos da Imperatriz.

Em 2007, trouxe de volta Pixulé e continuou com Maria Helena e Chiquinho, mas com o enredo Negro não humilha e nem se humilha a ninguém. Todas as raças já foram escravas também terminou na 7º colocação.

Em 2008, falando sobre Albino Pinheiro, a Alegria terminou na 5º colocação. No ano seguinte, a escola trouxe como enredo Heitor dos Prazeres, carioca da gema, sambista de coração, ficando na 10º colocação com 237.6 pontos, permanecendo no mesmo grupo.

Para 2010 a escola trouxe o carnavalesco Lane Santana, que desenvolveu o enredo No mundo da fantasia… vejo as cores da Alegria. Além disso trouxe o mestre Claudinho Tuiuti pra fazer dupla com o Mestre Tabaco e teve como madrinha de bateria, a ex-rainha do carnaval 2009 Jéssica Maia, tendo feito um desfile considerado pela crítica como de alto nível, sagrou-se campeã do Grupo Rio de Janeiro 1 (antigo Grupo B) e retornou ao Grupo de acesso A, em 2011.

Nos preparativos para o carnaval de 2011, teve parte de seu barracão incendiado, tendo prejuízo com o incêndio[6]. devido a isso, a escola recorreu a LESGA para evitar o rebaixamento, o que logo depois foi negado e manteve-se o regulamento. com a Alegria recebendo ajuda da prefeitura.[7] no entanto a escola estourou o tempo em seu desfile e foi a última colocada no Grupo de acesso, retornando ao grupo B,.

No ano de 2012 a escola se reforçou trazendo Eduardo Gonçalves como carnavalesco[8] e Mestre Esteves, como diretor de bateria[9] ao lado de Claudinho Tuiuti. além de formar uma corte da bateria, composto por: Andreza Oliveira e Larissa Reis, como rainha e princesa da bateria, ambas da comunidade que se juntaram a modelo Alessandra Mattos, como madrinha de bateria da escola,[10] sendo a segunda colocada.

Em 2013, teve como enredo, o Cordão do Bola Preta[11] e assim como em 2011, foi novamente prejudicada com o incêndio em seu barracão. perdendo desde alegorias a fantasias[12], terminando na 13º colocação.

Em 2014, segunda escola a desfilar na noite de sábado, falará sobre o bairro de criação da escola (Copacabana), dos carnavalescos André Tabuquine e Eduardo Minucci. onde formaria uma Comissão com Sandro Gomes, que por outros motivos abandonou a escola[13]. tendo sua final de samba-enredo, no dia 14 de setembro, com quatro concorrentes[14].

Para o carnaval de 2015, a escola falará do jeito de ser do carioca, com o enredo "Kari'Oka" do carnavalesco Eduardo Minucci. O presidente Marcus Almeida fez algumas modificações em sua equipe, promoveu a diretor de carnaval, Maurício Dias, que era da comissão de harmonia. E a comissão de harmonia agora é capitaneada por Gilberto Moura, Carlos Jorge e Uiliam Esteves. Trouxe para a escola o novo casal de MS/PB, Hugo César e Bárbara Falcão e o experiente intérprete Alexandre D'Mendes assumiu o microfone oficial da escola.

Para o carnaval de 2016, o carnavalesco Eduardo Minucci, o intérprete Alexandre D'Mendes e a coreógrafa Renata Monnier são desligados da escola, os novos contratados são Marco Antonio, Tiganá e Jardel Augusto Lemos para os respectivos cargos. O enredo será sobre o orixá Ogum.

Em 2016, a escola fez um desfile bonito, marcado principalmente pelo samba-enredo. Na apuração, consegue sua melhor colocação desde que ascendeu a Série A do carnaval,um 10º colocação

Para 2017, o carnavalesco Marco Antônio, foi mantido. O enredo anunciado foi uma homenagem a sambista Beth Carvalho. No desfile a escola sofreu alguns problemas em evolução, o que fez a Alegria cair para 13º lugar, a frente apenas da União do Parque Curicica, rebaixada a Série B.

Para o carnaval 2018, a agremiação lançou um enredo sobre a Revolta dos Malês e Luiza Mahin, escrava liberta.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Mandato Nome Ref.
2003-2009 Sérgio Eduardo de Almeida [3]
2010-atual Marcus Vinícius de Almeida [3]

Presidente de honra[editar | editar código-fonte]

Mandato Nome Ref.
2006-2010 Sabrina Garcia [3]

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Carnavais Intérprete oficial Referências
2000–2004 Niltinho Oliveira [15]
2005 Pixulé [16]
2006 Ciganerey [17]
2007–2008 Pixulé [16]
2009–2014 Edmilton Di Bem [18]
2015 Alexandre D'Mendes [19]
2016 Tiganá [20]
2017 Igor Vianna [21]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de Harmonia Mestre de bateria Ref.
2010 Flávio Mello Comissão de Harmonia
(Mauricio Dias, Gilberto Moura, Robson Sant’Anna)
Claudinho Tuiuti e Tabaco [22]
2011 Flávio Mello Comissão de Harmonia
(Mauricio Dias, Gilberto Moura, Robson Sant’Anna)
Claudinho Tuiuti [23]
2012 Flávio Mello Comissão de Harmonia
(Mauricio Dias, Gilberto Moura, Robson Sant’Anna)
Claudinho Tuiuti e Esteves [24]
2013-2014 André do Valle Comissão de Harmonia
(Mauricio Dias, Gilberto Moura, Robson Sant’Anna)
Esteves [2]
2015 Maurício Dias Comissão de Harmonia
(Carlos Jorge)
Mestre Esteves [25]
2016 Julião Gresa Comissão de Harmonia
(Carlos Jorge)
Mestre Esteves
2017 Julião e Samuel Gasman Comissão de Harmonia
(Carlos Jorge)
Claudinho Tuiuti

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2010-2011 Patrick Nogueira
2012 Renata Monier [26]
2013 Irídio Mendes [27]
2014 Handerson Big [28]
2015 Renata Monier [29]
2016 Jardel Augusto [29]
2017 Jorge Teixeira e Saulo Finelon
2018 Leandro Azevedo [30]

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2010-2012 Feliciano e Eliana Fidélis [24]
2013 Fábio Jr. e Andréia Neves [31]
2014 Feliciano e Eliana Fidélis [2]
2015 Hugo César e Bárbara Falcão [32]
2016-2017 Wanderson Orelha e Bárbara Falcão [33]
2018 - Atual Diego Machado e Alessandra chagas [34]

Corte da bateria[editar | editar código-fonte]

Período Rainha Madrinha Ref.
20042005 Karen Motta [2]
2006 Luciana Picorelli [35]
20072009 Regininha Ana Paula Evangelista [35][36][2][nota 1]
2010 Regininha Jéssica Maia [37][38][39][36][2]
2011 Regininha [36]
2012 Andreza Oliveira Alessandra Mattos [10][40][41]
2013 Desirée Oliveira [36]
20142015 Veronice Abreu [42][43]
2016 Camila Oliveira Kasia Stocka [44][45][46]
2017 Veronice Abreu Anny Santos [47][48][49]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Alegria da Zona Sul
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalesco Ref.
1993 5.º lugar Desfile de Avaliação "Sou mais carioca" Deco e Oswaldo Luiz
1994 Campeã Desfile de Avaliação "Na dança das cores, preto não é cor, mas negro é gente" Deco e Oswaldo Luiz
1995 A escola não desfilou
1996 Campeã Grupo E "Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça" Deco e Oswaldo Luiz
1997 Vice-campeã Grupo D "Capoeira, um balé à brasileira" Deco e Oswaldo Luiz
1998 7.º Lugar Grupo C "Mulher negra é cultura mundial"
(Samba-enredo composto por Marquinhos, Serginho, Mano, Bebeto e Sérgio)
Deco e Oswaldo Luiz
1999 11.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo C "Alegria, sou signo no Zodíaco" Deco, Oswaldo e Luiz Carlos André
2000 Campeã Grupo D "Negro, quem és?" Deco e Oswaldo Luiz
2001 Campeã Grupo C "Brasil, um país de todas as raças"
(Samba-enredo composto por Edu do Cavaco, Kléber e Sérgio)
Deco e Oswaldo Luiz
2002 6.º Lugar Grupo B "O sonho dourado de Percy"
(Samba-enredo composto por Valter, Marinho e Bedeu)
Deco, Oswaldo Luiz e Carlos André
2003 Vice-campeã Grupo B "Uma festa no Quilombo dos Palmares"
(Samba-enredo composto por Fio, Moura e Expedito)
Deco, Oswaldo Luiz e Carlos André
2004 6.º Lugar Grupo A "Dorival Caymmi, o mar e o tempo nas areias de Copacabana"
(Samba-enredo composto por Gilmar Nogueira, Jorge Madrugada e Pedrinho Cassa)
Deco e Oswaldo Luiz
2005 5.º Lugar Grupo A "Teatro Rival, 70 anos de resistência cultural"
(Samba-enredo composto por Adilson Silva, Bittar e Marcelinho Santos)
Deco, Oswaldo Luiz e Carlos André
2006 10.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo A "A Alegria é show de bola"
(Samba-enredo composto por Henrique Balanshow, Valtinho BV, Augustinho Santos, Mará, Dário Lima, André do Cavaco, Xande, J.Júnior, Doum, Gago, Glorioso e Tadeu)
Comissão de Carnaval
(Deco, Oswaldo Luiz, Carlos André, Marco Antônio, Marquinhos, Marcelo Nasseh, Roberto Brito, Daniel de Paula e Vinícius Pastor)
2007 7.º Lugar Grupo B "Negro não humilha e nem se humilha a ninguém. Todas as raças já foram escravas também"
(Samba-enredo composto por Adilson, Badá, Gago, Glorioso, Tadeu do Cavaco e Pixulé)
Marco Antônio Falleiros
2008 5.º Lugar Grupo B "Chegou o general da Banda! Albino Pinheiro, alegria do Rio"
(Samba-enredo composto por Fio, Moura, Expedito, Ivo do Galo e Luiz Chaveiro)
Marco Antônio Falleiros e Rodrigo Sampaio
2009 10.º Lugar Grupo RJ-1 "Heitor dos Prazeres, carioca da gema, sambista de coração"
(Samba-enredo composto por Rodney Cheto, Marcinho Keleque, Douglas PN, Bogalho, Guinho, Léo, Júnior e Vagner Britto)
Marco Antônio Falleiros e Rodrigo Sampaio
2010 Campeã Grupo RJ-1 "No mundo da fantasia... vejo as cores da Alegria"
(Samba-enredo composto por Wanderlei, Cleber, Armandinho, Silvão e F. Pinto)
Lane Santana
2011 11.º Lugar
(Rebaixada)
Grupo A "Os doze obás de Xangô"
(Samba-enredo composto por Alexandre Alegria, Telmo, Adelson, Vagner Silva e Serginho Gama)
Lane Santana
2012 Vice-campeã Grupo B "Os Saltimbancos"
(Samba-enredo composto por Daniel Katar, Rodney Chetô, Vinícius Amaral, Pixulé, Rodrigo Bola, Xuxa do Cavaco, Celson Mody e Al Big Dan)
Eduardo Gonçalves
2013 14.º Lugar Série A "Quem não chora não mama"
(Samba-enredo composto por Daniel Katar, Pixulé, Vinícius Amaral, Victor Alves, Cathiola e Edmilton Di Bem)
Eduardo Gonçalves
2014 14.º Lugar Série A "Sacopenapã"
(Samba-enredo composto por Márcio André Filho, Gabriel Fraga, Telmo Augusto, Adelson, Virgínia e Edvander)
André Tabuquine, Eduardo Minucci e Leandro Mourão
2015 13.º Lugar Série A "Kari’Oka"
(Samba-enredo composto por Márcio André Filho, Vaguinho, Telmo Augusto, Adelson, Vagnão e Hebert Rocha)
Eduardo Minucci [50]
2016 10.º Lugar Série A "Ogum"
(Samba-enredo composto por Pixulé, Thiago Meiners, Rafael Tubino, James Bernardes, Alex Bagé, André K, Gilson, José Mario, Júnior e Victor Alves)
Marco Antônio Falleiros [51]
2017 13.º Lugar Série A "Vou festejar Com Beth Carvalho, a madrinha do samba"
(Samba-enredo composto por Pixulé, Rafel Tubino, James Bernardes, André Kaballa, Marcelão, Marco Moreno, José Mário, Pedro Miranda e Victor Alves)
Marco Antônio Falleiros [52]
2018 Série A “Bravos Malês! A Saga de Luiza Mahin”
(Samba-enredo composto por Samir Trindade, Telmo Augusto, Fernando Girão, Marco Moreno, Marcelão da Ilha e Thiago Meiners)
Marco Antônio Falleiros [53]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Títulos da Alegria da Zona Sul
Divisão Títulos Carnavais
Trophy (transp. Simón Bolívar Cup).png Série B 1 2010
Trophy (transp. Simón Bolívar Cup).png Série C 1 2001
Trophy (transp. Simón Bolívar Cup).png Série D 1 2000
Trophy (transp. Simón Bolívar Cup).png Série E 2 1994 e 1996

Premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmios recebidos pelo GRES Alegria da Zona Sul.

Ano Prêmio Categoria / premiados Divisão Ref.
2003 S@mba-Net Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Mosquito e Jaçanã) Grupo B [54]
Ala mirim
2004 S@mba-Net Comissão de frente (Coreógrafos responsáveis: Geny Dias e Iridio Mendes) Grupo A [55]
Troféu Jorge Lafond Ala mirim [56]
2006 Troféu Jorge Lafond Mestre-sala (Chiquinho) Grupo A [57]
2008 S@mba-Net Ala mirim Grupo B [58]
Troféu Jorge Lafond Rainha de bateria [59]
Destaque
2009 Troféu Jorge Lafond Rainha de bateria Grupo B [60]
2010 Troféu Rádio Manchete Melhor escola Grupo RJ-1 [61]
Troféu Jorge Lafond Melhor escola [62]
Carnavalesco (Lane Santana)
Comissão de frente (Coreógrafo: Patrick Carvalho)
S@mba-Net Ala das baianas [63]
Conjunto de alegorias
Conjunto de fantasias
Destaque de luxo (Ricardo Ferrador - Carro abre-alas)
Plumas & Paetês Carnavalesco (Lane Santana) [64]
Diretor de carnaval (Flavio Melo)
Aderecistas (José Paulo e Kleber Santos)
Destaque (Ricardo Ferrador)
2011 Troféu Jorge Lafond Comissão de frente (Coreógrafo: Patrick Carvalho) Grupo A [65]
2012 S@mba-Net Enredo ("Os Saltimbancos") Grupo B [66]
Comissão de frente (Coreógrafa responsável: Renata Monnier)
Plumas & Paetês Figurinista (Eduardo Gonçalves) [67]
Pesquisador / historiador (Eduardo Gonçalves)
2013 S@mba-Net Ala ("Nega maluca" - Bateria) Série A [68][69]
2016 SRZD-Carnaval Intérprete (Tiganá) Série A [70]

Referências

  1. Alegria da Zona Sul. «O Alegria». Consultado em 22 de fevereiro de 2014 
  2. a b c d e f g [1]
  3. a b c d Academia do Samba. «Diretoria». Consultado em 23 de maio de 2014 
  4. Academia do Samba. «Alegria da Zona Sul». Consultado em 5 de janeiro de 2011 
  5. Samba Rio Carnaval. «Alegria». Consultado em 4 de janeiro de 2011 
  6. G1 (5 de fevereiro de 2011). «Incêndio atinge barracão de escola de samba de grupo de acesso no Rio». Consultado em 7 de fevereiro de 2011 
  7. Jornal do Brasil. «Rebaixamento está mantido para Grupo de Acesso A». Consultado em 9 de fevereiro de 2011 
  8. Fernanda Frantz, para o SRZD-Carnaval (3 de julho de 2011). «Eduardo Gonçalves da Alegria da Zona Sul: 'a união faz a força'». 14h58. Consultado em 12 de fevereiro de 2012 
  9. SRZD-Carnaval (23 de setembro de 2011). «Bateria da Alegria da Zona Sul ganha reforço para o Carnaval de 2012». 13h28. Consultado em 12 de fevereiro de 2012 
  10. a b Carnavalesco (3 de fevereiro de 2012). «Alessandra Mattos é a nova madrinha de bateria da Alegria da Zona Sul». 17h38 
  11. G1-Globeleza 2013 (9 de fevereiro de 2013). «Alegria da Zona Sul leva marchinhas e clima de blocos de rua à Sapucaí». 4h33. Consultado em 11 de fevereiro de 2013 
  12. Carnavalesco (31 de outubro de 2012). «Nota da Alegria da Zona Sul sobre o incêndio no barracão». 16:48. Consultado em 12 de novembro de 2012 
  13. Galeria do Samba (29 de julho de 2013). «Sandro Gomes não é mais carnavalesco da Alegria da Zona Sul». 19:42. Consultado em 31 de julho de 2013 
  14. Tititi do Samba (11 de setembro de 2013). «Morro do Cantagalo já está em festa!». Consultado em 11 de setembro de 2013 
  15. «Niltinho Oliveira». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  16. a b «Pixulé». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  17. «Ciganerey». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  18. «Edmilton Di Bem». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  19. «Alexandre DMendes». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  20. «Tiganá». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  21. «Igor Vianna». Sambario Carnaval. Consultado em 18 de fevereiro de 2017 
  22. [2]
  23. [3]
  24. a b [4]
  25. Revista Série A, pág 29
  26. [5]
  27. [6]
  28. [7]
  29. a b [8]
  30. [9]
  31. [10]
  32. [11]
  33. [12]
  34. «Alegria da Zona Sul apresenta primeiro casal em ensaio nesta quinta-feira - Carnavalesco». Carnavalesco. 27 de setembro de 2017 
  35. a b Carnaval Carioca (23 de agosto de 2013). «Luciana Picorelli não é mais rainha de bateria da Alegria da Zona Sul». 17h18 
  36. a b c d Extra (26 de novembro de 2012). «DESIRRÉ OLIVEIRA É COROADA RAINHA DE BATERIA NO RIO». Consultado em 1 de março de 2014 
  37. O Repórter (16 de dezembro de 2009). «Alegria da Zona Sul tem nova madrinha de bateria». 12h26 
  38. Extra (28 de janeiro de 2010). «Jéssica Maia será coroada pela Alegria da Zona Sul neste domingo». 20h31 
  39. Galeria do Samba (2 de fevereiro de 2010). «Alegria da Zona Sul coroou Jéssica Maia como madrinha de bateria da escola». 13h00 
  40. SRZD-Carnaval (4 de fevereiro de 2012). «Alegria da Zona Sul apresenta nova madrinha de bateria, Alessandra Mattos». 11h04 
  41. Ritmo Carioca (14 de fevereiro de 2012). «Alessandra Mattos brilhará à frente dos ritmistas da Alegria da Zona Sul». 00h19 
  42. Galeria do Samba. «Alegria da Zona Sul tem nova rainha de bateria». Consultado em 4 de outubro de 2013 
  43. OBatuque. «Alegria da Zona Sul coroa Veronice de Abreu». Consultado em 19 de dezembro de 2013 
  44. «Camila Oliveira é a nova rainha da bateria da Alegria da Zona Sul». 12 de dezembro de 2015 
  45. Eliane Santos, para o EGO (21 de dezembro de 2015). «Depois de perder R$ 30 mil em fantasia, rainha destronada vira musa». Consultado em 23 de dezembro de 2015 
  46. Rafael Arantes, para o Sambarazzo (19 de janeiro de 2016). «Tipo importação! Polonesa será madrinha de bateria no Rio». Consultado em 25 de janeiro de 2016 
  47. SRZD-Carnaval (19 de junho de 2016). «Conheça a nova rainha de bateria da Alegria da Zona Sul». Consultado em 30 de julho de 2016 
  48. SRZD (12 de setembro de 2016). «Alegria da Zonal Sul sem rainha de bateria para 2017» 
  49. SRZD (26 de novembro de 2016). «Coroação de Anny Santos como madrinha de bateria da Alegria da Zona Sul» 
  50. Oscar do Samba (4 de abril de 2014). «Alegria da Zona Sul já se prepara para 2015». 22h59 
  51. «Ogum é o enredo de 2016 da Alegria da Zona Sul». 20 de março de 2015 
  52. «Vai festejar! Beth Carvalho será enredo no Carnaval 2017». 14 de março de 2016 
  53. Redação (12 de maio de 2017). «Alegria da Zona Sul anuncia oficialmente enredo durante sua feijoada». Carnaval Interativo 
  54. «Premiação S@mba-Net 2003». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  55. «Premiação S@mba-Net 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de maio de 2016 
  56. «Troféu Jorge Lafond 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 14 de junho de 2016 
  57. «Troféu Jorge Lafond 2006». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de junho de 2016 
  58. «Premiação S@mba-Net 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  59. «Troféu Jorge Lafond 2008». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 24 de junho de 2016 
  60. «Troféu Jorge Lafond 2009». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  61. «Rádio Manchete faz festa nesta quinta-feira para entregar o Troféu Manchete aos melhores do Carnaval». Galeria do Samba - Notícias. Consultado em 25 de maio de 2016 
  62. «Troféu Jorge Lafond 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  63. «Premiação S@mba-Net 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de maio de 2016 
  64. «Plumas e Paetês 2010». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  65. «Troféu Jorge Lafond 2011». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 27 de junho de 2016 
  66. «Premiação S@mba-Net 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 19 de maio de 2016 
  67. «Plumas e Paetês 2012». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 10 de junho de 2016 
  68. «Prêmio S@mba-net divulga relação dos ganhadores da 15ª edição». CARNAVAL CARIOCA - O melhor carnaval do mundo - Ano 7. Consultado em 19 de maio de 2016 
  69. «Sábado (18/5) é a festa de entrega do Prêmio S@mba-Net». Blog de bamba - O Globo. Consultado em 19 de maio de 2016 
  70. «Unidos de Padre Miguel vence Prêmio SRZD-Carnaval como Melhor Escola da Série A». SRZD - Sidney Rezende. Consultado em 10 de maio de 2016 
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons

Notas

  1. Segundo o site Carnaval Carioca.net, a rainha de bateria em 2007 teria sido Luciana Picorelli, e não Regininha, como afirmam as fontes Extra e Ingresso Carnaval