Aleksei Rykov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aleksei Rykov
Nascimento 25 de fevereiro de 1881 (140 anos)
Saratov, Rússia
Morte 15 de março de 1938 (57 anos)
Moscou, União Soviética
Sepultamento Campo de fuzilamento de Communarka
Nacionalidade Russo (1881–1938)
Soviético (1922–38)
Cidadania Império Russo, União Soviética
Ocupação político
Religião ateísmo
Causa da morte fuzilamento
Assinatura
Alexei Rykov signature.svg

Alexei Ivanovich Rykov, em russo Алексей Иванович Рыков (25 de fevereiro de 1881 - 15 de março de 1938) foi um líder bolchevique da União Soviética.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Rykov nasceu em Saratov, de uma família de camponeses.

Em 1889, juntou-se ao Partido Trabalhista Social Democrático Russo (RSDLP), aderindo aos Mencheviques quando estes se separaram dos Mencheviques, no Congresso de 1903. Na condição de agente bolchevique, em Moscou e São Petersburg, teve um papel ativo na Revolução de 1905.

Com o triunfo da Revolução de 1917, Rykov foi eleito Ministro do Interior e, após a morte de Lenin, tornou-se presidente do Conselho de Comissários do Povo (cargo equivalente a primeiro-ministro).

No exercício dessa função (de 1924 a 1929), colaborou com Stalin para derrotar e expulsar a Oposição de Esquerda, mas acabou sendo deposto por dirigir a Oposição de Direita, com Nikolai Bukharin.

Incluído entre os réus dos Processos de Moscou, foi condenado e executado no campo de fuzilamento de Kommunarka.

Referências

  • Mihail Heller e Aleksandr Nekrič. Storia dell'URSS. Milano, Bompiani, 2001. ISBN 88-452-4799-6
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aleksei Rykov