Aleksis Kivi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aleksis Kivi
Imagem mais antiga de Aleksis Kivi. Acredita-se que foi desenhada por Albert Edelfelt em 1873.
Nascimento 10 de outubro de 1834
Nurmijärvi, Grão-Ducado da Finlândia
Morte 31 de dezembro de 1872
Tuusula, Grão-Ducado da Finlândia
Ocupação escritor

Aleksis Kivi, nascido Alexis Stenvall, (10 de Outubro, 183431 de Dezembro, 1872) foi um escritor finlandês que escreveu a primeira obra literária signicativa em língua finlandesa, Os Sete Irmãos (Título em finlandês: Seitsemän veljestä). Apesar de Kivi ter sido um dos primeiros autores de prosa e verso em finlandês, ele é até hoje considerado um dos maiores de todos os tempos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Aleksis Kivi nasceu em Nurmijärvi, Finlândia, de uma família de alfaiates. Em 1846 ele foi para a escola em Helsinque, e em 1859 foi aceito para a Universidade de Helsínque, onde estudou literatura e desenvolveu interesse pelo Teatro. Sua primeira peça foi Kullervo, baseada em um conto trágico de Kalevala. Ele também conheceu a famosa jornalista e estadista Johan Vilhelm Snellman. De 1863 em diante, Kivi dedicou seu tempo à escrita. Ele escreveu 12 peças teatrais e uma coleção de poesia. A novela Sete Irmãos levou dez anos para escrever. Os críticos literários, especialmente o proeminante Augudt Ahlqvist, desaprovou o livro, pelo menos nominalmente por causa de sua "grosseria" - o romantismo estava em seu ponto forte na época - mas talvez também porque foi escrito no dialeto sul-ocidental do finlandês, enquanto Ahlqvist preferia dialetos do nordeste de sua pátria. Os Fennomans também desaprovaram a sua representação de não-tão-virtuosa vida rural que estava longe de seu ponto de vista idealizado. Em 1865 Kivi ganhou o Prémio do Estado para sua comédia Nummisuutarit (Os sapateiros na Heath) ainda bastante encenada. No entanto, a recepção menos entusiástica de seus livros foi cobrando seu preço e a essa altura Kivi já bebia bastante. Sua principal benfeitora Charlotta Lönnqvist não poderia ajudá-lo após a década de 1860. A deterioração física e o desenvolvimento de esquizofrenia (suspeita-se que causada por borreliose avançada [1]) estabeleceram-se, e Kivi morreu na pobreza aos 38 anos de idade.

Na Ficção[editar | editar código-fonte]

Em 1995-1996, o compositor finlandês Einojuhani Rautavaara escreveu uma ópera sobre a vida e a obra de Kivi. Em 2002, o filme A Vida de Aleksis Kivi (título finlandesa: Aleksis Kiven elämä), do diretor Jari Halonen, estreou nos cinemas finlandeses.

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.