Alessandra Berriel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.


Alessandra Berriel
Nome completo Alessandra de Assis Berriel
Conhecido(a) por Alessandra Berriel
Nascimento 1971
Araçatuba, SP
Residência Marília, SP
Nacionalidade Flag of Brazil.svg Brasileira
Ocupação Presidente do PPS-Marília

Alessandra de Assis Berriel (Araçatuba, SP, 1971) foi uma das principais modelos internacionais brasileiras nas décadas de 1980 e 1990.[1] Desfilou e fotografou nos principais centros mundiais da moda, Brasil, Japão, França, Itália e Estados Unidos, e sua carreira esta associada a busca da profissionalização das modelos brasileiras e a criação de um calendário de moda no Brasil.

Decidiu encerrar sua carreira como modelo no início dos anos 2000 quando estava no apogeu da profissão, trabalhando com praticamente todos os estilistas durante as edições do Morumbi Fashion Brasil, percursor do São Paulo Fashion Week, a semana de moda brasileira no calendário internacional da moda.

Com o encerramento da carreira, Berriel pôde se dedicar a um grande sonho, ser mãe. Ela é mãe de Lorenzo e Lucca. Além de cuidar dos seus filhos, Berriel desenvolve ações sociais voluntárias na cidade do coração,[2] Marília, SP, para onde se mudou com sua família quando tinha apenas 2 anos (1973).

Atualmente ela também é presidente do Partido Popular Socialista em Marília e é candidata à vereadora na cidade. Uma das principais bandeiras políticas de Berriel é o empoderamento social e profissional da mulher brasileira no século XXI. Berriel defende melhores condições de segurança, saúde, emprego e profissão para mulheres e demais minorias em Marília.

Família e estudos[editar | editar código-fonte]

Alessandra Berriel é a caçula e única mulher da família de quatro filhos entre o auditor fiscal federal Antônio Augusto Berriel e a advogada Helena Zorzeto.

Berriel sempre foi menina muleca e carrinhos de rolemã e bola na rua eram parte das suas brincadeiras de criança, na Rua das Palmeiras, Jardim Marília, na zona Oeste da cidade de Marília. Durante a infância e a pré-adolescência não se poderia imaginar a mulher, dona de um charme, elegância e refinamento que marcariam a sua carreira e ganhariam os olhos do Brasil.

Ela realizou seus estudos iniciais na Escola Pública Estadual de Primeiro Grau (EEPG) "Abel Augusto Fragata". Durante os anos que se referem ao atual Fundamental II (quinto ao nono ano), ela estudou no colégio Objetivo de Marília. A sequência dos estudos ficou comprometida quando a carreira internacional de Berriel decolou, o que a obrigou a parar com a vida escolar aos 15 anos para se dedicar exclusivamente ao seu trabalho.

Após encerrar sua carreira como modelo e de volta à Marília, Berriel retomou seus estudos. Em 2003, ela concluiu o Ensino Médio por meio do projeto Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos (CEEJA) da Escola Pública Estadual "Profª Sebastiana Ulian Pessine”.

Berriel tem dois filhos com o filósofo e educador Roberto Cavallari Filho: Lorenzo Berriel Cavallari (2007) e Lucca Berriel Cavallari (2011).

Carreira e história na moda[editar | editar código-fonte]

Esta é a primeira foto profissional da modelo Alessandra Berriel. A foto foi feita por Kikito para o concurso "Modelo Pernambucanas Exportação 86".
Esta é a primeira foto profissional da modelo Alessandra Berriel. A foto foi feita por Kikito para o concurso "Modelo Pernambucanas Exportação 86".

Alessandra Berriel foi revelada em 1986 no concurso "Modelo Pernambucanas Exportação 86". O concurso fazia parte do SuperModel of the World, realizado pela agência Casting, de Bernard. Berriel ficou de fora das 10 finalistas do concurso. Mas o jurado Renato Kherlakian (Zoomp) realizou o potencial de Berriel para o mundo da moda e a convidou para fazer o seu showroom. Foi por meio desse trabalho inicial que ela conheceu Walter Rodrigues, Paulo e Patrícia Ramalho (Malacacheta) e Miro, pessoas com quem teve o apoio profissional para se tornar uma das mais importantes modelos brasileiras.

Sua carreira atingiu o apogeu no final dos anos 80 e década de 1990, quando desfilou para diversas marcas nacionais e internacionais e foi destaque e/ou capa das principais revistas da moda, como Capricho, Moda Brasil, Cláudia Moda, Vogue, Elle, Marie Claire entre outras.

Dona de traços e curvas marcantes, contribuiu para que a moda brasileira ganhasse mais visibilidade ao redor do mundo. É contemporânea das modelos Silene Zepter, Claudia Liz, Paula Mott, Isabella Fiorentino e Cassia Avila, integrando a geração das supermodelos pré-Gisele Bündchen, época em que o mercado valorizava o biotipo e a personalidade de cada modelo.

Berriel fotografou seu primeiro editorial de moda em 1986, para a revista Cláudia. Junto com Berriel fotografou a top Patrícia Cruz, que atualmente é juíza criminal na cidade de São Paulo.

Berriel foi uma das principais incentivadoras para se ter um calendário de moda fixo para o Brasil. Ela desfilou pro bono nas edições do evento Phytoervas Fashion. O Phytoervas Fashion surgiu em 1993 e foi o primeiro evento da moda brasileira de impacto e é considerado o embrião do São Paulo Fashion Week (SPFW).

Em 1996 o Phytoervas Fashion deu lugar ao Morumbi Fashion Brasil. Berriel participou da criação do evento e desfilou nas primeiras edições do Morumbi Fashion Brasi. Além de desfilar para o grupo de estilistas que migrou do Phytoervas (Walter Rodrigues, Fause Haten e Alexandre Herchcovitch), novos desfiles de Lino Vilaventura, Forum, Triton, Zoomp, Zappin, Cia. do Linho, Reinaldo Lourenço, Huis Clos, Ricardo Almeida entre outros fizeram parte da agenda da modelo mariliense.

O participação de Berriel no Morumbi Fashion Brasil ajudou a marcar a evolução da moda rumo ao profissionalismo que vemos hoje: modelos profissionais, imprensa especializada, críticos de moda e estilistas tomaram seus lugares. Berriel teve um papel fundamental para a profissionalização da moda brasileira.

Foi também durante as primeiras edições do SPFW, que surgiu em 2001, que Berriel se tornou repórter especial para a Direct TV. As coberturas eram ao vivo do backstage. Pelo seu profissionalismo enquanto modelo, ela foi a primeira pessoa dos meios de comunicação a conseguir entrar e mostrar os bastidores de todos os camarins durante a semana da moda, levando ao telespectador a corrente de preces e proteção, as palavras de incentivo e foco dos estilistas às modelos e o trabalho das camareiras.

Homenagem de Ruth Cardoso[editar | editar código-fonte]

Alessandra Berriel para a campanha "O Câncer de Mama no Alvo da Moda".
Alessandra Berriel para a campanha "O Câncer de Mama no Alvo da Moda".

Em 1995, com 24 anos, Berriel foi agraciada com um pingente, honraria concedida pela então primeira-dama do Brasil, Dona Ruth Cardoso, em detrimento da importante participação de Berriel na campanha contra o câncer de mama. A campanha, intitulada no Brasil como "O Câncer de Mama no Alvo da Moda", fez parte de uma campanha internacional liderada pelo estilista Ralph Lauren (Fashion Targets Breast Cancer).[3]

No Brasil a campanha foi encampada pelo Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC) e contou com a parceria de vários estilistas e modelos brasileiros. Berriel foi convidada à vestir a camiseta logo na primeira edição nacional.

O grande desafio desta campanha foi eliminar a imagem de mutilação deixada por campanhas anteriores ao mesmo tempo em que ressaltaria a importância do auto exame. Alessandra Berriel ganhou uma pingente de Ruth Cardoso pela sua participação na campanha e importância na conquista dos seus objetivos.[4]

"A princípio, foram feitas 400 mil camisetas, mas a expectativa de Bellino é que possam ser vendidas até 1 milhão —o que elevaria a arrecadação do IBC a R$ 5 milhões. O objetivo da campanha é alertar as mulheres para o risco da doença e para a importância do auto-exame. Para isso serão veiculados anúncios em revistas com fotos de modelos como Claudia Liz, Betty Prado e Alessandra Berriel, da apresentadora Xuxa e de atrizes como Camila Pitanga e Alexia Deschamps".

— Folha de S.Paulo (30/03/1995)[5]

Presença em livros de moda e literatura[editar | editar código-fonte]

Devido a sua importância para a profissionalização e internacionalização da moda brasileira, Alessandra Berriel é constantemente inserida nos livros de história da moda no Brasil. Entre eles, ela foi destaque com uma secção exclusiva no livro "O Brasil na moda", que retrata os ícones do mundo fashion que fizeram o Brasil se destacar no cenário mundial. O livro é assinado pelo diretor de arte Giovanni Bianco e Paulo Borges, diretor do São Paulo Fahion Week. O livro foi lançado em dois volumes pela Editora Caras.

Berriel também figura nos principais livros técnicos da moda. Suas fotos podem ser admiradas no livro "Maquiagem", do artista Duda Molinos. Nesse livro, Duda Molinos provoca as mulheres a ingressar no aprendizado da maquiagem, mostrando que essa arte pode ser decisiva para a construção de um estilo pessoal. O livro foi lançado pela Editora Senac em 2010 e já esta em sua 10ª edição.

Quando decidiram lançar um livro póstumo do estilista Conrado Segreto, "Moda e paixão", Berriel foi convidada a participar. O livro mostra a trajetória de como Conrado Segreto modernizou a alta costura brasileira, imprimindo nacionalismo, beleza e perfeição ao seu trabalho por meio de obras de arte vestidas pelas supermodelos como Alessandra Berriel. O livro foi lançado pela Luste Editora em 2012.

Homenagem da Câmara Municipal[editar | editar código-fonte]

Berriel foi agraciada pela Câmara Municipal de Marília com uma homenagem por sua carreira e pelos serviços prestados à cidade de Marília, sempre carregando com charme e simpatia o nome de Marília para o Brasil e o mundo.

Posições políticas e partidárias[editar | editar código-fonte]

Alessandra Berriel participa de reunião com o deputado federal Roberto Freire (PPS), presidente nacional do partido, r com o deputado estadual Davi Zaia, presidente estadual do PPS.
Alessandra Berriel participa de reunião com o deputado federal Roberto Freire, presidente nacional do Partido Popular Socialista (PPS), e com o deputado estadual Davi Zaia, presidente estadual do PPS.

Alessandra Berriel foi decisiva para a profissionalização do mercado da moda, proporcionando que ele se tornasse uma das maiores indústrias brasileiras no mercado nacional e de exportação nacional. Enquanto modelo, ela lutou por direitos trabalhistas da categoria ao mesmo tempo em que cobrava mudança no comportamento dos profissionais da moda, como respeito aos horários, condições de trabalho e legislação.

Suas ações sociais se destacaram nos dias após a tempestade que devastou, em setembro de 2015, as regiões Oeste e Sul de Marília.[6] Berriel reuniu amigos de Marília, do Brasil e do exterior para, por meio de doações, levar materiais, comida e conforto espiritual onde o poder público local faltou.[7] A sua liderança na reconstrução de casas e no fornecimento de mantimentos aos desabrigados chamou a atenção do deputado federal Roberto Freire, presidente nacional do Partido Popular Socialista (PPS).

Berriel assumiu a presidência do Partido Popular Socialista (PPS) em fevereiro de 2016. Ela foi convidada pessoalmente por Roberto Freire.[8] Em sua primeira entrevista à frente do PPS em Marília, Berriel defendeu a necessidade de mais vontade política para resolver os atuais problemas de Marília.

Uma das principais bandeiras políticas de Berriel é o empoderamento social e profissional da mulher brasileira no século XXI. Berriel defende melhores condições de segurança, saúde, emprego e profissão para mulheres e demais minorias em Marília.

Referências

  1. «Paulo Borges lança o livro O Brasil na Moda - Terra - Bastidores». moda.terra.com.br. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  2. «Cerca de mil brinquedos foram entregues na zona oeste da cidade». Marília Global. 30 de dezembro de 2015. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  3. «Ralph Lauren's breast cancer campaign turns 20 years old». Consultado em 15 de agosto de 2016 
  4. «Folha de S.Paulo - Xuxa vira líder de luta contra câncer - 1/8/1995». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  5. «Folha de S.Paulo - Desfile lança campanha de combate ao câncer de mama - 30/3/1995». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  6. «Forte chuva causa estragos em Marília e deixa bairros sem energia». 8 de setembro de 2015. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  7. «Solidariedade de marilienses garante comida no prato e teto na cabeça diante do terror do abandono». Marília Global. 11 de setembro de 2015. Consultado em 15 de agosto de 2016 
  8. Cézar, Roberto (2 de janeiro de 2016). «Site destaca convite de Freire para Alessandra Berriel comandar o PPS de Marília». Página oficial de Roberto Freire. Jornal da Manhã de Marília. Consultado em 14 de agosto de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]