Alexander Kazantsev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alexander Kazantsev
Nascimento 2 de setembro de 1906
Astana
Morte 13 de setembro de 2002 (96 anos)
Peredelkino
Cidadania Império Russo, União Soviética, Rússia
Etnia russos
Ocupação problemista, ufólogo, escritor, roteirista, escritor de ficção científica
Prêmios Ordem da Insígnia de Honra, Ordem da Bandeira Vermelha do Trabalho, Ordem da Amizade dos Povos, Ordem da Estrela Vermelha
Página oficial
http://akazantsev.ru/main.html

Alexander Petrovitch Kazantsev (2 de setembro de 1906 - 13 de setembro de 2002) foi um engenheiro e escritor russo de Ficção Científica. Nasceu em Akmolinsk (atual Astana, capital do Cazaquistão), e morreu em Pereldekino, na Rússia. Como escritor um visionário, assim como Isaac Asimov e Júlio Verne. Previu a existência de várias decobertas científicas (muitas vezes inspirando os cientistas). Em sua obra A Ponte Ártica (Северный мост), de 1941, Kazantsev descrevia túnel que ligava dois continentes semelhante ao Eurotúnel. Em A Ilha em chamas (Пылающий остров) , previu o uso da supercondutividade.

Sua obra mais famosa é A Destruição de Faena (Фаэты) , em que fala sobre as consequências que uma eventual guerra nuclear teria sobre o ser humano. Esta obra foi traduzida para o português pela editora Raduga sob o título O fim de Faena[1]. Kazantsev também escreveu o roteiro do filme Planeta Bur, filmado na União Soviética em 1962.

Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Kazantsev, Alexandre (1988). O Fim de Faena. Col: Biblioteca de Ciência-Ficção e Aventura. Moscovo: Raduga