Alexander Peya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tenista Alexander Peya
Alexander Peya.jpg
País  Áustria
Residência Viena, Austria
Data de nascimento 27 de junho de 1980 (38 anos)
Local de nasc. Viena, Austria
Altura 1,83m
Peso 76kg
Profissionalização 1998
Prize money US$ 3,598,249
Simples
Vitórias-Derrotas 22–51
Títulos 0
Melhor ranking Nº 92 (30 de abril de 2007)
Resultados de Grand Slam
Open da Austrália Q2 (2007, 2008)
Roland Garros 1R (2004, 2007)
Wimbledon 2R (2004)
US Open 3R (2004)
Duplas
Vitórias-Derrotas 367–264
Títulos 14
Melhor ranking Nº 3 (12 de agosto de 2013)
Resultados de Grand Slam de Duplas
Open da Austrália 3R (2014)
Roland Garros SF (2013)
Wimbledon SF (2011)
US Open F (2013)
Última atualização em: 11 de novembro de 2014.

Alexander Peya (Viena, 27 de Junho de 1980) é um tenista profissional austríaco, atualmente especialista em duplas, onde já chegou a ser o N. 3 da ATP. Em simples, figurou como N. 92 no ano de 2007. Representa a Equipe Austríaca de Copa Davis.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Inicio 2007 - 2012[editar | editar código-fonte]

Entrou pela primeira vez no top50 mundial de duplas em 2007, porém, nunca obtendo posição de relevo maior até 2011. Entre 2003, até a metade de 2011 Peya esteve a maior parte do tempo no top100 mundial de duplas, porém, sem nunca chegar perto do top30.[1]

Em 2011 passou a se especializar em duplas. Neste ano, obteve 4 vice-campeonatos e 1 título de ATP, jogando com Oliver Marach ou Christopher Kas. [1]

Em 2012 ainda obteve mais 1 título com Marach, e passou a jogar fixamente com o brasileiro Bruno Soares, obtendo com ele, uma parceria de sucesso, que, em agosto de 2013, culminou com a chegada da dupla Soares/Peya ao posto de dupla n.2 do mundo, atrás apenas dos irmãos Bob Bryan e Mike Bryan.[1]

Parceria Peya e Soares[editar | editar código-fonte]

Bruno Soares com Alexander Peya

Em julho de 2012, Peya iniciou uma nova parceria com Bruno Soares.[2] No primeiro torneio da nova parceria, eles foram vice-campeões do ATP 250 de Bastad.

No US Open 2012, junto com Soares, chegou às quartas-de final das duplas masculinas. [1]

Após o título de duplas mistas de Soares no US Open, a dupla Soares/Peya entrou em uma impressionante sequência de vitórias, ganhando 3 títulos em 4 torneios seguidos jogados: venceram o ATP 250 de Kuala Lumpur e o ATP 500 de Tóquio; jogaram o Masters 1000 de Shanghai mas perderam na segunda rodada; e ganharam o ATP 500 de Valência. No último torneio do ano, o Masters 1000 de Paris, Soares e Peya foram às quartas-de-final, perdendo para a dupla Melo e Cilic.[1]

2013[editar | editar código-fonte]

O ano de 2013 vem sendo o melhor ano da carreira de Peya. Em fevereiro, a dupla ganhou o ATP 250 do Brasil[3], e foi semifinalista dos ATP 500 de Memphis e Acapulco.[1]

Em março, a dupla chegou à semifinal do Masters 1000 de Indian Wells. Em abril, venceu o ATP 500 de Barcelona[4]. Em maio, chegaram à uma final de Masters 1000, em Madri, perdendo somente para os n.1 do mundo, os irmãos Bryan. [5][1]

Em Roland Garros, Soares e Peya chegaram às semifinais do torneio. Com isso, Peya entrou pela primeira vez no top 10, obtendo a 8ª colocação no ranking de duplas.[6][1]

Na preparação para Wimbledon, Soares/Peya foram vice-campeões do ATP 250 de Queens, e campeões do ATP 250 de Eastbourne. [7] Em Wimbledon, foram eliminados nas oitavas-de-final das duplas masculinas. [1]

Em julho, foram finalistas do ATP 500 de Hamburgo. Em agosto, conquistaram pela primeira vez um título de Masters 1000, no Masters 1000 do Canadá. Com isso, Peya chegou ao ranking de n.3 do mundo, e Soares o de n.4, se tornando a segunda dupla mais forte do mundo, atrás apenas dos irmãos Bryan.[8][1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Grand Slam finais[editar | editar código-fonte]

Duplas: 1 (1 vice)[editar | editar código-fonte]

Posição Ano Campeonato Piso Parceiro Oponentes Placar
Vice 2013 US Open Duro Brasil Bruno Soares Índia Leander Paes
República Checa Radek Štěpánek
1–6, 3–6

Masters 1000 finais[editar | editar código-fonte]

Duplas: 5 (2 títulos, 3 vices)[editar | editar código-fonte]

Posição Ano Campeonato Piso Parceiro Oponentes Placar
Vice 2013 Madrid Saibro Brasil Bruno Soares Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
2–6, 3–6
Campeão 2013 Montreal Duro Brasil Bruno Soares Reino Unido Andy Murray
Reino Unido Colin Fleming
6–4, 7–6(7–4)
Vice 2013 Paris Duro (i) Brasil Bruno Soares Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
3–6, 3–6
Vice 2014 Indian Wells Duro Brasil Bruno Soares Estados Unidos Bob Bryan
Estados Unidos Mike Bryan
4–6, 3–6
Campeão 2014 Toronto Duro Brasil Bruno Soares Croácia Ivan Dodig
Brasil Marcelo Melo
6–4, 6–3

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alexander Peya

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]