Alexandre Baptista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura Alexandre Baptista (artista plástico), veja Alexandre Baptista (artista plástico).
Alexandre Baptista
Informações pessoais
Nome completo José Alexandre da Silva Baptista
Data de nasc. 17 de fevereiro de 1941
Local de nasc. Barreiro, Portugal
Altura 1.78 m
Informações profissionais
Posição Defesa
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1960–1971 Portugal Sporting
Seleção nacional
1964–1969 Flag of Portugal.svg Portugal

Alexandre Baptista de nome completo José Alexandre da Silva Baptista MPIH (Barreiro, Barreiro, 17 de Fevereiro de 1941) foi um antigo jogador de futebol da selecção portuguesa. Jogava na posição de defesa.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Com uma carreira no Sporting de mais de uma década e produto das divisões de base do clube, Alexandre Baptista foi um jogador que ficou associado a uma das épocas mais brilhantes do clube de Alvalade, a dos anos 60. Ele conquistou um título da Taça dos Clubes Vencedores de Taças e dois títulos da Primeira Liga.[1]

Colegas e adversários consideram Alexandre Baptista como um dos grandes jogadores na sua posição em toda a história do futebol português.

Baptista também jogou ténis, basquete e ténis de mesa e foi campeão em algumas destas modalidades.

Concluiu o curso de Economia enquanto praticava futebol.

Em 19 de Dezembro de 1966 foi agraciado com a Medalha de Prata da Ordem do Infante D. Henrique.[2]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Ele fez 11 jogos pela Seleção Portuguesa. Fez sua estréia em 4 de Junho de 1964 num amistoso contra a Inglaterra que terminou 1-1.

Fez cinco jogos na fase final da Copa do Mundo de 1966.[3]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «uefa.com - UEFA Cup Winners' Cup - News». 19 de maio de 2008. Consultado em 20 de julho de 2018 
  2. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "José Alexandre da Silva Batista". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 7 de abril de 2016 
  3. «A lenda dos Magriços começou há 50 anos». Jornal Expresso