Alexandre Mattos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alexandre Mattos
Nome completo Alexandre Mattos
Conhecido(a) por Mattos
Nascimento 7 de maio de 1976 (43 anos)
Belo Horizonte, MG
Nacionalidade Brasileiro
Cidadania Brasileiro
Ocupação Diretor executivo de Futebol
Principais trabalhos América Mineiro 2005 - 2011 (Campeonato Brasileiro de Futebol de 2009 - Série C),

Cruzeiro 2012 - 2014 (Campeonato Brasileiro de Futebol de 2013 - Série A, Campeonato Brasileiro de Futebol de 2014 - Série A),

Palmeiras 2015 - 2019 (Copa do Brasil de 2015, Campeonato Brasileiro de Futebol de 2016 - Série A) Campeonato Brasileiro de Futebol de 2018 - Série A)

Prémios Melhor Diretor Executivo de Futebol em 2013, 2014, 2015 e 2016

Alexandre Mattos (Belo Horizonte, 7 de maio de 1976) é um diretor de futebol brasileiro. Em 2013 e 2014, no comando da equipe do Cruzeiro, foi eleito o melhor diretor de futebol do Brasil.[1] Em 2015, passou a atuar pelo Palmeiras[2], assumindo o cargo de diretor executivo de futebol. Atualmente está sem clube.

Carreira

Alexandre começou a carreira de executivo de futebol em 2005, no América Mineiro.

Em 2012, o dirigente foi contratado pelo Cruzeiro, e passou a ser apontado como responsável por uma transformação dentro do setor no clube, atraindo investimentos e parcerias para a criação de um elenco competente de atletas.[3] O resultado veio com os títulos do Campeonato Mineiro de 2014 e os Campeonatos Brasileiros de 2013 e 2014, conquistado pela equipe mineira.

Em Maio de 2014, Mattos foi eleito pela Brasil Sports Market o melhor diretor-executivo de futebol do Brasil.[1]

O título e os bons resultados de sua direção o tornaram um dos dirigentes mais cobiçados do país e alvo de especulações, sendo sondado por equipes como Flamengo em mais de uma ocasião, no fim de 2013 e em maio de 2014, com a queda de Paulo Pelaipe.[3]

Apesar da boa fase, o dirigente recebeu suspensão de 120 dias imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por ofensas à bandeira Fernanda Colombo.[4]

Em janeiro de 2015, passou a atuar pelo Palmeiras.[2] Fez uma enorme reformulação no clube, que quase foi rebaixado no ano anterior, no elenco, na infraestrutura física e de profissionais. Mattos apresentou 25 reforços para a temporada 2015 (número elevado para os padrões do país), sendo o último, Thiago Santos, volante com passagem pelo América-MG. Ainda em 2015, obteve resultado em seu primeiro ano de trabalho no Palmeiras, após a conquista do título da Copa do Brasil de 2015 e o vice-campeonato paulista daquele ano.

O bom trabalho feito no Palmeiras foi um dos pilares que garantiu à equipe ser campeã do Campeonato Brasileiro de 2016.[5] Com isso, Alexandre Mattos mantém a impressionante média de 1 título nacional no Brasil por ano, desde 2013.

Após conquistar o Campeonato Brasileiro de 2016, iniciaram-se especulações sobre sua saída do Palmeiras, por haver interesses de outros clubes em seu trabalho. Porém, no dia 9 de dezembro de 2016, Mattos renovou seu contrato com o Palmeiras por mais 2 anos, permanecendo, assim, até dezembro de 2018.

Em 2017, fez diversas contratações no Palmeiras com valores expressivos, trazendo inclusive Miguel Borja (eleito o melhor jogador das Américas em 2016), mas acabou sendo eliminado nas oitavas de final de Libertadores, terminando o ano apenas com o vice Campeonato Brasileiro.

Em 2018, foi campeão brasileiro novamente pelo Palmeiras. Havia incerteza sobre seu destino em 2019, pois seu contrato com o Palmeiras se encerraria em 31 de dezembro de 2018. No entanto, em 27 de novembro de 2018, apesar de sondagens de clubes como o Flamengo, o Palmeiras anunciou a renovação com Alexandre Mattos até o fim da gestão de Maurício Galiotte, reeleito à presidência do Palmeiras, válido até dezembro de 2021. Em 1 de dezembro de 2019, após a derrota para o Flamengo no Allianz Parque por 3 a 1, cumulando com a crise vivida pelo clube e após diversos protestos por parte da torcida, Mattos foi demitido do Palmeiras, encerrando assim sua passagem de 5 anos no clube alviverde.

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.