Alexandre Ulyanov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alexandre Ulyanov
Nascimento Александр Ильич Ульянов
31 de março de 1866
Nijni Novgorod
Morte 8 de maio de 1887
Shlisselburg (Império Russo)
Cidadania Império Russo
Progenitores
Irmão(s) Lenin, Dmitry Ilyich Ulyanov, Maria Ulianova, Olga Ulyanova, Anna Ulyanova
Alma mater
Ocupação revolucionário, estudante,
Causa da morte forca

Alexandre Ulyanov, também Alexandre Uliánov, (Александр Ильич Ульянов em russo) (18668 de Maio de 1887)[1] foi o irmão mais velho de Vladimir Lenin; e, exerceu uma marcante influência na vida do ainda jovem Lenin. Ele é por vezes referenciado como Sasha (um diminutivo comum para o nome Alexander).[2]

Foi condenado à morte em 1887 por cumplicidade na tentativa de assassinar o czar Alexandre III da Rússia. Foi um dos líderes do grupo Pervomartovtsi. Isto teria grandes consequências para o irmão, que se radicalizaria nos anos seguintes.

Alexandre era visto como o mais destacado jovem da família. Em 1883 foi viver para a capital da Rússia, São Petersburgo, onde tencionava estudar biologia. Após a morte do pai, Ilia Ulyanov em 1886, ele começou a frequentar a companhia de um grupo de terroristas que tinham por modelo a organização Vontade do povo. Todos estes jovens eram oriundos de famílias abastadas e nobres, vários deles polacos. Ironicamente, entre eles encontrava-se Józef Piłsudski.

Estes jovens terroristas planejavam explodir a carroça do czar Alexandre III da Rússia no dia 1 de Março de 1887, o sexto aniversário do assassinato de Alexandre II da Rússia. A conspiração foi descoberta pela polícia e 72 conspiradores foram presos na Fortaleza de Pedro-Paulo. Durante sua audiência, Alexandre fez um discurso em que justificou o recurso ao terrorismo. Foi condenado à morte, juntamente com quatro outros revolucionários.[3]

Legado[editar | editar código-fonte]

Um planeta menor, 2112 Ulyanov, foi descoberto em 1972 pela astrônoma soviética Tamara Mikhailovna Smirnova e nomeado em sua homenagem.[4][5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Clark, Ronald (1988). Lenin. [S.l.]: New York U.a. p. 15 
  2. «Lenin's Brother: An Interview with Philip Pomper» 
  3. http://www.marxists.org/deutsch/archiv/trotzki/1936/junglenin/kap06.html
  4. Schmadel, Lutz D. (2003). Dictionary of Minor Planet Names 5th ed. Nova Iorque: Springer Verlag. p. 171. ISBN 3-540-00238-3 
  5. «Lenin». Spartacus Educational (em inglês). Consultado em 2 de outubro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.