Alexandre de Maria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alexandre de Maria
Equipe Corinthians Campeonato Paulista de 1930. Da esquerda para a direita (Em pé): Tuffy, Nerino Gallanti, Grané, Guimarães, Del Debbio e Munhoz. (Agachados): Filó, Neco, Peres, Rato e De Maria
.
Informações pessoais
Nome completo Alexandre De Maria
Data de nasc. 19 de junho de 1904
Local de nasc. Votorantim São Paulo SP, Brasil Brasil
Nacionalidade Brasil Itália Ítalo-brasileiro
Falecido em 17 de março de 1968 (63 anos)
Local da morte Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, Brasil Brasil
Apelido De Maria
Informações profissionais
Posição ponta-esquerda
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19?? - 19??
1928 - 1931
1931 - 1935
1935 - 1936
Brasil Independência
Brasil Corinthians
Itália Lazio
Brasil Corinthians
00???000(??)
00123 000(94)
00103 000(29)
00123 000(94)
Seleção nacional
 ?? - ??
1932-1934
Brasil Brasil
Flag of Italy.svg Itália

Alexandre de Maria (Votorantim, 19 de junho de 1904Santos, 17 de março de 1968), conhecido na Itália como Alessandro De Maria ou Alejandro Demaría,[1] foi um futebolista ítalo-brasileiro, ídolo do Corinthians e da Lazio.

História[editar | editar código-fonte]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Tinha uma altura privilegiada (1,90 metros), incomum para um ponta-esquerda. A cada petardo que desferia de longa distância, ele rolava no chão, como maneira de compensar o desequilíbrio. Veio do pequeno Independência, da capital, para o Corinthians.

No Corinthians De Maria se tornou ídolo, formando uma famosa ala esquerda com o meia Rato. Foi o autor do primeiro gol do Parque São Jorge, logo aos 29 segundos do amistoso de inauguração do estádio contra o América do Rio de Janeiro (2x2, 22 de julho de 1928).

De Maria também foi responsável por um dos gols do título de Campeão dos Campeões contra o Vasco da Gama, na vitória por 3 a 2 em 1930. O Timão ganharia de virada após estar perdendo por 2 a 0 em São Januário. De Maria faria o primeiro gol da virada e que, após o balançar das redes de Peres e Gambinha, daria o título ao Corinthians.[2]

Lazio[editar | editar código-fonte]

Em 1932 De Maria embarcou rumo a Itália junto com os Corintianos Del Debbio, Filó e Rato para defender a Lazio, que na época era treinada por outro grande ídolo Corintiano, o Sr. Amílcar Barbuy.[3]

De Maria foi o primeiro jogador da Lazio a marcar um "tripletta" no Derby di Roma. A partida foi disputada em 11 de Março de 1934, e ele liderou os Biancocelesti em um empate sensacional, 3-3, após estar perdendo por 3-0.[4] No total, De Maria marcou 5 gols no Derby della Capitale (dois a menos do que Silvio Piola, autor de 7 gols) sendo assim o segundo maior artilheiro da Lazio no clássico romano.

Em algumas publicações, seu nome aparece ao lado de Filó na lista dos campeões mundiais pela Seleção Italiana em 1934. Trata-se, porém, de um engano histórico: aquele é o argentino Attilio Demaría. O corinthiano De Maria defendeu apenas a Seleção Italiana B e voltou ao Corinthians, onde encerrou a sua carreira como futebolista em 1936.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Referências