Alexej von Jawlensky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alexej von Jawlensky
Nome nativo Алексей Георгиевич Явленский
Nascimento 13 de março de 1864
Torzhok
Morte 15 de março de 1941 (77 anos)
Wiesbaden
Cidadania Império Russo, República de Weimar
Ocupação pintor
Movimento estético expressionismo
Assinatura
Jawlensky autograph.png

Alexej Georgewitsch von Jawlensky (Torzhok, 13 de Março de 1864Wiesbaden, 15 de Março de 1941) foi o mais célebre pintor expressionista russo, embora a sua carreira artística se tenha desenrolado praticamente na Alemanha, onde integrou um grupo de artistas denominado Der Blaue Reiter.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Quinto filho de uma família aristocrata, rumou, aos dez anos, a Moscovo onde recebeu formação militar.

Nesta época, a Jawlensky não ocorreria, com certeza, que iria tornar-se no mais conhecido e aplaudido pintor expressionista da Rússia. Este gosto súbito pela arte, provém do ano de 1880, aquando da sua visita à Exposição Mundial de Moscovo.

Porém, não foi na Rússia que Jawlensky prosseguiu o seu percurso artístico, mas sim, em terras alemãs, para onde se traslada em 1896, estabelecendo-se na cidade de Munique. Nesta cidade tomou contacto com outros artistas, não só alemães, austríacos e franceses, como também de origem russa, entre eles Wassily Kandinsky e Marianne von Werefkin.

Já no ano de 1924, integrou o grupo de artistas Der Blaue Reiter, grupo com o qual realizou diversas exposições, não só na Alemanha, como também nos EUA, que se refletiam como um ascendente centro artístico e cultural, quase igualável a Paris, que, na época, dava início a um ligeiro e ameno declínio.

O seu estilo expressionista, caracterizado por uma curiosa e particular sensibilidade e ingenuidade, diga-se, pouco variou ao longo da sua vida. Aliás, na maioria das suas obras, Jawlensky conservou uma quase invariável paleta de cores, as quais recordam a primitiva arte popular da Rússia, que o artista nunca esquecera.

Contudo, com o início da Segunda Guerra Mundial, o seu estilo sofreu uma notável mudança, tendo então abandonado os cromáticos contrastes e tonalidades, dando lugar a uma nova paleta de cores mais obscuras e, sensivelmente, uniformes. Tal facto, não se deve somente ao início da guerra, mas também à influência do Cubismo, que, por incrível que pareça, na Alemanha, ainda era primitiva.

Entre as suas mais conhecidas obras encontram-se Trigal perto de Carentec, de 1905, Mystischer Kopf, pintada em 1917, e Cabeça abstracta, concebida em 1928.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alexej von Jawlensky