Alexia dos Países Baixos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alexia
Princesa de Orange-Nassau (mais...)
Princesa Alexia em 2019
Casa Orange-Nassau
Amsberg (agnática)
Nome completo português: Alexia Juliana Marcela Laurentina
Nome de nascimento neerlandês: Alexia Juliana Marcela Laurentien
Nascimento 26 de junho de 2005 (15 anos)
  Haia, Holanda do Sul
Países Baixos
Pai Willem-Alexander dos Países Baixos
Mãe Máxima Zorreguieta Cerruti
Religião protestantismo
Brasão

Alexia Juliana Marcela Laurentina (neerlandês: Alexia Juliana Marcela Laurentien; Haia, 26 de junho de 2005) é a segunda filha do rei Willem-Alexander dos Países Baixos e da rainha Máxima. Ela é a segunda na linha de sucessão ao trono holandês, atrás de sua irmã mais velha, Catarina-Amalia, e à frente de sua irmã mais nova, Ariane.

Nascimento e anúncio do nome[editar | editar código-fonte]

A princesa Alexia nasceu de parto natural no Hospital Bronovo, na cidade de Haia, no dia 26 de junho de 2005. A até então princesa herdeira consorte Máxima deu à luz uma filha saudável no domingo à tarde, por volta das 14h40 no horário local. A criança pesava 3,490 gramas ao nascer e media 50 centímetros de comprimento. Pais e filha ficaram no hospital na noite do nascimento e regressaram para sua casa em Wassenaar na manhã seguinte.[1] O primeiro-ministro Jan Peter Balkenende foi um dos primeiros a parabenizar o casal no domingo. O casal também foi felicitado por André Rouvoet, líder do partido político União Cristã, Bas van der Vlies, líder do Partido Político Reformado, entre outros líderes políticos.[1] O Serviço de Informações Governamentais abriu um registro de congratulações em seu próprio site, 4000 parabéns chegaram em um dia. Um registro pode ser assinado a semana inteira no Palácio Noordeinde.[1]

No dia 28 de junho, houve o anúncio oficial do nome do novo membro da família real neerlandesa. O então príncipe Guilherme, Príncipe de Orange explicou à imprensa que o nome de "Alexia" tem origem em seu próprio nome "Alexandre" (em neerlandês: "Alexander") e que era um desejo da princesa Máxima. Os outros três nomes se referem a "mulheres de três gerações diferentes", disse ele.[2][3]

O rei enfatizou publicamente que a princesa não recebeu o nome de uma de suas tias, Alexia Grinda, uma das duas filhas ilegítimas do príncipe Bernhard van Lippe-Biesterfeld, consorte da Rainha Juliana.[3]

Batismo[editar | editar código-fonte]

A princesa Alexia foi batizada em 19 de novembro de 2005 no Dorpskerk de Wassenaar com água do Rio Jordão. O culto foi conduzido pelo pastor Deodaat van der Boon.

Os seus padrinhos são o tio paterno príncipe Friso de Oranje-Nassau, o tio materno Juan Zorreguieta Cerruti, a Duquesa de Brabante, e os amigos do casal, o sr. Frans-Ferdinand de Beaufort e a sra. Alexandra Jankovich de Jeszenice.[4] Cerca de quinhentos amigos e conhecidos, políticos e dignitários estavam presentes. Entre os familiares presentes estavam os pais de Máxima.[4] O vestido de batizado que ela usava foi desenhado por ocasião do batismo da princesa Wilhelmina em 1880. A túnica, feita de Bruxelas, também serviu no batismo da princesa Juliana, princesa Beatrix, princesa Christina e de seu pai Willem-Alexander.[4]

Educação[editar | editar código-fonte]

Assim como suas duas irmãs, Alexia frequenta uma escola regular como qualquer outra criança neerlandesa. Em casa, elas falam principalmente neerlandês, embora aprendam espanhol com a mãe. A princesa tem como passatempos favoritos ballet, hipismo, hóquei e tênis, além de tocar piano.[5] Ela frequentou a escola pública primária Bloemcampschool em Wassenaar.[6] Desde agosto de 2017, ela cursa o ensino secundário no Christelijk Gymnasium Sorghvliet, em Haia.[7]

Em 02 de março de 2021, a Casa de Orange-Nassau anunciou oficialmente que a princesa Alexia dos Países Baixos estudaria no United World College of the Atlantic (UWC Atlantic College), no País de Gales, a partir do final do verão do mesmo ano. A instituição é a mesma onde estudou a princesa e herdeira aparente Elizabeth da Bélgica, Duquesa de Brabante e onde estudará também a herdeira presuntiva princesa Leonor da Espanha, Princesa das Astúrias.[8][9][10][11]

Alexia em 2006
Alexia em 2013
Alexia em 2014

Deveres reais[editar | editar código-fonte]

O seu pai (o rei Guilherme Alexandre dos Países Baixos) e a sua mãe (a rainha consorte Máxima dos Países Baixos) tentam evitar expor demais Alexia e suas irmãs na mídia internacional, como forma de "proteção" para a privacidade das três irmãs princesas. Mesmo com isso, Alexia ainda assim faz diversas participações públicas em eventos oficiais da realeza organizados pela família real holandesa.

Como forma de tentar controlar o assedio dos fotógrafos e repórteres, os seus pais frequentemente realizam uma sessão fotográfica para a mídia, na intenção de terem privacidade após o evento de oportunidade de fotos. A mais famosa é na ocasião das férias de inverno na cidade de Lech na Áustria.[12][13][14]

Em 30 de abril de 2013, ela participou da cerimônia de coroação de seu pai na igreja de Nieuwe Kerk e posteriormente apareceu ao lado do pai, mãe e irmãs na sacada principal do Palácio Real de Amesterdão para saudar o povo, onde agora Alexia apresentada oficialmente como a filha do rei reinante dos Países Baixos.[15]

Desde 2013, no mês de abril, ela participa regularmente dos festejos do feriado do "Dia do Rei".[16][17]

Como tem compromissos escolares e similares, Alexia ainda não tem uma agenda própria de compromissos oficiais como uma princesa neerlandesa, e devido a isso (ainda) não tem direito de receber um salário líquido próprio vindo do governo dos Países Baixos. É provável que logo após completar a maioridade de 18 anos e terminar o ensino secundário escolar, a Alexia passe a desempenhar mais deveres como uma princesa neerlandesa.

Saúde[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2016, durante as férias de esqui com sua família na cidade de Lech na Áustria, a princesa Alexia sofreu uma queda e quebrou o fêmur direito. Ela foi transportada de helicóptero para o Medical University of Innsbruck e passou por uma cirurgia para reparar a lesão.[18][19] Depois de alguns dias no hospital, ela foi liberada e precisou usar muletas enquanto recuperava-se. Atualizações sobre a condição da princesa Alexia foram publicadas no site oficial da monarquia neerlandesa. O acidente ocorreu na mesma área da avalanche que vitimou fatalmente o seu tio e padrinho paterno, o príncipe Friso, em fevereiro de 2012.[20][21]

Títulos, estilos e armas[editar | editar código-fonte]

O título e o estilo completos de Alexia são:

  • 26 de junho de 2005 - presente: Sua Alteza Real, a princesa Alexia dos Países Baixos, princesa de Orange-Nassau

Por decreto real, a Alexia nasceu oficialmente como uma Princesa dos Países Baixos e uma Princesa de Orange-Nassau, com o tratamento de "Sua Alteza Real" oficialmente.

Brasão da princesa Alexia dos Países Baixos
Coat of Arms of the children of Willem-Alexander of the Netherlands.svg
Notas

A princesa Alexia usa o mesmo brasão de armas de suas irmãs, a Princesa Catharina-Amalia, Princesa de Orange e a princesa Ariane.[22]
Brasão
Dividido em quartos: 1º e 4º fundo Azure ou, um leão com coroa também ou gules armados e lânguidos, segurando em sua pata destra uma espada argento ou, e em suas canhotas sete flechas argento apontadas e unidas ou, que é do Reino de Os Países Baixos; 2º e 3º ou, um chifre azure aberto e amarrado gules, que é da primeira Casa de Orange; uma entrada ou portão para um castelo de três torres gules ladeado de cada lado por um árvore e um rio azul fluindo da base, próximo ao portão do castelo, que é a casa de Zorreguieta, na Argentina.
Simbolismo
Arms of the Kingdom of the Netherlands.svg O primeiro e o quarto trimestres são o Brasão de armas dos Países Baixos, baseado no brasão de armas da Casa de Nassau.[22]
Arms of the Principality of Orange.svg O segundo e terceiro trimestres são o brasão de armas do Príncipe de Orange.[22]
Arms of the Zorreguieta Family.svg No centro está o brasão de armas da família Zorreguieta.[22]

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «„Gezonde wolk van een dochter" - Koninklijk Huis» (em neerlandês). RD.nl. 27 Junho 2005. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  2. a b c d e «Alexia Juliana Marcela Laurentien se llama la segunda hija de Máxima» (em espanhol). LA NACION. 28 de junho de 2005. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  3. a b c d e f Wilfried van der Bles (29 junho 2005). «Prins zwichtte voor Máxima: ze heet Alexia» (em neerlandês). Trouw. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  4. a b c «Prinses Alexia gedoopt in Wassenaar» (em neerlandês). Trouw. 19 novembro 2005. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  5. «The children of King Willem-Alexander and Queen Máxima» (em inglês). Holland.com. Consultado em 1 Janeiro 2020. Cópia arquivada em 1 Janeiro 2020 
  6. «Prinses Ariane maandag naar de basisschool» (em neerlandês). Trouw. 7 abril 2011. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  7. «Prinses Alexia begint op middelbare school» (em neerlandês). Hart van Nederland. 21 Agosto 2017. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  8. Zaken, Ministerie van Algemene (2 de março de 2021). «Prinses Alexia naar United World College of the Atlantic in Wales - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 2 de março de 2021 
  9. «Caras | Princesas Alexia da Holanda e Leonor de Espanha vão frequentar o mesmo colégio no próximo ano letivo». Caras. 2 de março de 2021. Consultado em 2 de março de 2021 
  10. «Alexia de Holanda coincidirá con Leonor: la hija de Máxima también se va a Gales». www.vanitatis.elconfidencial.com (em espanhol). 2 de março de 2021. Consultado em 2 de março de 2021 
  11. Coke, Hope. «Princess Alexia of the Netherlands is the latest European royal bound for UWC Atlantic College in Wales». Tatler (em inglês). Consultado em 7 de março de 2021 
  12. Zaken, Ministerie van Algemene (27 de janeiro de 2020). «Fotosessie in Lech - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  13. Zaken, Ministerie van Algemene (29 de janeiro de 2019). «Fotosessie in Lech - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  14. Zaken, Ministerie van Algemene (13 de julho de 2018). «Fotosessie zomer 2018 - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  15. G1, Do; Paulo, em São (30 de abril de 2013). «Holanda faz cerimônia de entronização para seu novo rei». Mundo. Consultado em 7 de março de 2021 
  16. Zaken, Ministerie van Algemene (24 de abril de 2020). «Koningsdag 2020 - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  17. Zaken, Ministerie van Algemene (26 de novembro de 2020). «Koningsdag 2021 in Eindhoven - Nieuwsbericht - Het Koninklijk Huis». www.koninklijkhuis.nl (em neerlandês). Consultado em 7 de março de 2021 
  18. «Princesa Alexia, da Holanda, sofre acidente de esqui». G1. 27 Fevereiro 2016. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  19. «Princesa Alexia da Holanda internada após acidente de esqui». LUX. 28 Fevereiro 2016. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  20. «Morre o príncipe Johan Friso, da família real da Holanda». G1. 12 Agosto 2013. Consultado em 1 Janeiro 2020 
  21. «Morreu o príncipe holandês Johan Friso». Público. 12 de Agosto de 2013. Consultado em 1 Janeiro 2019 
  22. a b c d «Wapens van leden van het Koninklijk Huis» (em neerlandês). Casa Real Neerlandesa. 23 Janeiro 2013. Consultado em 1 Janeiro 2020. Cópia arquivada em 6 Maio 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Wikidata Base de dados no Wikidata