Alfred Jarry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alfred Jarry, 1896

Alfred Jarry (Laval, 8 de setembro de 1873 - Paris, 1º de novembro de 1907) foi um poeta, romancista e dramaturgo simbolista francês, mais conhecido por sua obra Ubu Rei (1896). Inventou a 'Patafísica, "a ciência das soluções imaginárias", [1] [2] que opera, de modo cômico, a desconstrução do real e sua reconstrução no absurdo. Jarry foi um dos inspiradores dos surrealistas e do teatro do absurdo. [3]






Biografia[editar | editar código-fonte]

Alfred Jarry

Jarry viveu como quis com sua bicicleta, seu revólver e o seu absinto.

Entre 1885 e 1888 ele já compõe comédias em verso e em prosa. Inspirado no sr. Hébert, seu professor de física e a encarnação de "todo o grotesco que existe no mundo", Jarry escreve uma comédia, Les Polonais, a versão mais antiga do Ubu rei.

Em 1891-1892 ele é aluno de Bergson.

Em 1894 apresenta Ubu rei na casa do casal Alfred (diretor do Mercure de France) e Rachilde Valette.

Em 10 de Dezembro de 1896 ocorre a tumultuada estréia de Ubu rei. As montagens das peças de Jarry seguem-se, seguindo o fio dos ciclos de Ubu.

Em 1896 ele compra uma bicicleta (novidade na época), que jamais será paga.

Escreve Gestes et opinions du docteur Faustroll, pataphysicien : roman néo-scientifique ; suivi de Spéculations ( "Gestas e Opiniões do Doutor Faustroll, pataphysico: romance neocientífico; seguido de Especulações"), obra concluída em 1898 e publicada postumamente, em 1911, na qual expõe a patafísica, a ciência das soluções imaginárias.


Jarry moreu aos 34 anos, de meningite tuberculosa,[4] complicada pela desnutrição, falta de aquecimento e pelo consumo de álcool puro, éter e absinto.[5] Seu corpo foi sepultado no cemitério de Bagneux, perto de Paris.

Obra[editar | editar código-fonte]

A obra de Jarry expõe, de maneira insólita, os mais grotescos traços humanos.

Obras publicadas em vida[editar | editar código-fonte]

Obras póstumas[editar | editar código-fonte]

Traduções[editar | editar código-fonte]

Principais revistas nas quais colaborou[editar | editar código-fonte]

  • Écho de Paris
  • L'Art de Paris
  • Essais d'art libre
  • Le Mercure de France
  • La Revue Blanche
  • Le Livre d'art
  • La Revue d'art
  • L'Omnibus de Corinthe
  • Renaissance latine
  • Les Marges
  • La Plume
  • L'Œil
  • Le Canard sauvage
  • Le Festin d'Ésope
  • Vers et prose
  • Poésia
  • Le Critique

Referências

Indicação bibliográfica[editar | editar código-fonte]

  • Noël Arnaud, Alfred Jarry, d'Ubu roi au Docteur Faustroll, La Table Ronde, 1974

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Alfred Jarry
Wikisource
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Alfred Jarry