Algirdas Brazauskas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Algirdas Brazauskas
Nascimento 22 de setembro de 1932
Rokiškis
Morte 26 de junho de 2010 (77 anos)
Vilnius
Sepultamento Cemitério Antakalnis
Cidadania União Soviética, Lituânia
Alma mater Universidade de Tecnologia de Kaunas
Ocupação político
Prêmios Ordem de Honra, Ordem da Revolução de Outubro, Ordem das Três Estrelas, 1.ª Classe, Grã-cruz da Legião de Honra, Ordem de Vytautas, o Grande, com uma corrente de ouro, Grã-Cruz da Ordem de Vytautas, o Grande, Ordem do Príncipe Yaroslav, o Sábio, 1ª classe, Cavaleiro da Grã-Cruz com colar da Ordem do Mérito da República Italiana, Grã-Cruz da Rosa Branca da Finlândia, Ordem do Elefante, Grã-Cruz da Ordem do Redentor, Colar da Ordem da Cruz da Terra Mariana, Grã-Cruz da Ordem Real do Mérito Norueguês, Ordem do Serafim, Comandante da Ordem do Dia, Ordem do Libertador San Martín, Ordem da Estrela Branca, 1.ª Classe, Grã-Cruz da Ordem do Infante Dom Henrique, Medalha Comemorativa pelo Centenário do Nascimento de Lenin, Ordem da Insígnia de Honra, Ordem da Bandeira Vermelha do Trabalho
Religião Igreja Católica
Causa da morte linfoma
Assinatura
Signature of Algirdas Brazauskas.jpg

Algirdas Mykolas Brazauskas (Rokiškis, 22 de setembro de 1932Vilnius, 26 de junho de 2010) foi o primeiro presidente do período pós-soviético ou independente da Lituânia, de 1992 a 1998 e primeiro-ministro de 2001 a 2006.[1]

Vida[editar | editar código-fonte]

Brazauskas nasceu em Rokiškis, Lituânia, e, em 1956, graduou-se em engenharia civil.[1]

Após se divorciar de Julia, com quem teve duas filhas, casou com Kristina Butrimienė.[2]

Brazauskas foi diagnosticado com um câncer linfático em dezembro de 2008. Faleceu após batalha contra a doença em 26 de junho de 2010.

Antes de falecer, foi reconhecido como influente figura da política lituana, cuja participação facilitou a transição do país para a democracia.[1][2]

Trajetória política[editar | editar código-fonte]

Desde 1965, Algirdas Brazauskas ocupou várias posições no governo da República Socialista Soviética (RSS) da Lituânia e Partido Comunista da Lituânia:

  • 19651967, ministro da indústria de materiais da RSS da Lituânia;
  • 19671977, presidente do Comitê de Planejamento de Estado da RSS da Lituânia;
  • 19771987, secretário do Comitê Central do Partido Comunista da Lituânia.

Em 1988, torna-se o primeiro secretário do Partido Comunista da Lituânia. Antes de assumir o posto, o partido suportou um movimento de independência do país e, após a queda do Partido Comunista da União Soviética, ele se transformou no social-democrata Partido Trabalhista Democrático da Lituânia (atualmente incorporado ao Partido Social Democrata da Lituânia).

Brazauskas foi presidente do presídio da Corte Suprema Soviética (chefe de estado) de 15 de janeiro a 11 de março de 1990.

Depois das eleições parlamentares de 1992, ele se tornou o porta-voz do parlamento até culminar no posto de presidente após as eleições de 25 de novembro de 1992 com 60% dos votos.

Durante o mandato, ele decidiu não se reeleger e foi sucedido por Valdas Adamkus, vitorioso nas eleições de 1998.

Entre 2001 e 2006, ocupou o posto de primeiro-ministro da Lituânia.

Referências

  1. a b c BBC. (26 de junho de 2010). Obituary: Algirdas Brazauskas, acesso em 29 de junho de 2010
  2. a b Telegraph. (27 de junho de 2010). Algirdas Brazauskas , acesso em 29 de junho de 2010