Alguien que me quiera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alguien que me quiera
Informação geral
Formato Telenovela
Criador(es) Adrián Suar
País de origem  Argentina
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Martín Saban
Sebastián Pivotto
Produtor(es) executivo(s) Pol-ka Producciones
Roteirista(s) Alejandro Ocón
Solange Keoleyan
Sebastián Parrotta
Tema de abertura "Alguien que me quiera", por Palito Ortega e Hilda Lizarazu
Exibição
Emissora de televisão original Argentina Canal 13
Transmissão original 1 de fevereiro de 2010 - 15 de novembro de 2010
N.º de episódios 185
Cronologia
Valientes
Los únicos

Alguien por me quiera é uma telenovela argentina produzida pela Pol-ka Producciones e exibida pelo Canal 13 entre 1 de fevereiro e 15 de novembro de 2010[1].

Protagonizada por Andrea Del Boca e Osvaldo Laport, co-protagonizada por Luisana Lopilato e Marco Antonio Caponi e antagonizada por Viviana Saccone, Nacho Gadano e Calu Rivero[2]

Produção[editar | editar código-fonte]

A princípio, Alguien por me quiera seria emitida logo após a finalização da telecomédia Por amor a vos e seria protagonizada por Natalia Oreiro e Luciano Castro.[3] Entretanto, houve alguns problemas que impediram a realização do projeto, Oreiro sofreu de bronquite em janeiro de 2009 e a produção da telenovela teve que ser adiada para um ano.[4][5]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Data da Cerimônia Prêmio Categoria Indicado Resultado
22 de maio de 2011 Prêmio Martín Fierro Melhor tema musical original Hilda Lizarazu e Palito Ortega Indicado
Revelação Calu Rivero Indicado
11 de outubro de 2011 Kids Choice Awards Argentina 2011 Melhor atriz Luisana Lopilato Indicado
Vilão favorito Calu Rivero Indicado
Revelação Indicado

Referências

  1. «¡Abre el mercado!: arranca Alguien que me quiera». La voz. 31 de janeiro de 2010. Consultado em 30 de dezembro de 2017 
  2. «Se viene "Alguien que me quiera"» (em espanhol). primiciasya.com. 25 de janeiro de 2010. Consultado em 31 de janeiro de 2010 
  3. Clarín (20 de julho de 2008). «Natalia Oreiro: criaturita de Dios». Consultado em 24 de janeiro de 2010 
  4. Clarín (16 de novembro de 2008). «Bizarra y ambigua». Consultado em 31 de janeiro de 2010. Mientras, la tira “Alguien que me quiera”, que iba a hacer con Pol-ka desde enero, quedó postergada para mitad de 2009. “Tuve bronquiolitis, me asusté porque el cuerpo no me daba más. Es la primera vez que me pasa y el médico que me dijo que parara un poco. Así que, de común acuerdo, lo dejamos para más adelante” .
  5. Pronto.com.ar (19 de novembro de 2008). «Adiós a Alguien que me quiera». Consultado em 31 de janeiro de 2010. Pol-ka rescindió los contratos de Marcela Guerty y Ricardo Rodríguez, la dupla autoral que iba a llevar las riendas del guion que iba a ser protagonizado por Natalia Oreiro y Luciano Castro. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]