Alhena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alhena
Dados observacionais (J2000)
Constelação Gemini
Asc. reta 06h 37m 42,7s[1]
Declinação +16° 23′ 57,4″[1]
Magnitude aparente 1,915[2]
Características
Tipo espectral A1 IV[3]
Cor (U-B) +0,137[2]
Cor (B-V) +0,005[2]
Astrometria
Velocidade radial -12,5 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 13,81 mas/a[1]
Mov. próprio (DEC) -54,96 mas/a[1]
Paralaxe 29,84 ± 2,23 mas[1]
Distância 109 ± 8 anos-luz
34 ± 3 pc
Magnitude absoluta -0,61
Detalhes
Massa 2,81[4] M
Raio 3,3[5] R
Gravidade superficial 3,60 (log g)[6]
Luminosidade 123[5] L
Temperatura 9 260[6] K
Metalicidade [Fe/H] –0,12[6]
Rotação 15 km/s[7]
Outras denominações
Alhena, Gamma Geminorum, 24 Geminorum, BD +16°1223, FK5 251, GCTP1539.00, HIP 31681, HD 47105, HR 2421, SAO 95912.[1]
Alhena
Gemini constellation map.png

Gamma Geminorum (γ Gem, γ Geminorum) é a terceira estrela mais brilhante da constelação de Gemini, com uma magnitude aparente de 1,915.[2] É também conhecida pelos nomes de Alhena e Almeisan. Com base em medições de paralaxe pela sonda Hipparcos, está a aproximadamente 109 anos-luz (34 parsecs) da Terra.[1]

Alhena é uma estrela em evolução que está prestes a consumir todo o hidrogênio em seu núcleo e está no estágio de subgigante. Seu espectro corresponde a uma classificação estelar de A1 IV.[3] Tem 2,8 vezes a massa do Sol[4] e 3,3 vezes o raio solar.[5] Está irradiando cerca de 123 vezes a luminosidade do Sol[5] de sua atmosfera externa a uma temperatura efetiva de 9 260 K,[6] o que dá a ela a coloração branca típica de estrelas de classe A.[8]

Possui uma estrela companheira espectroscópica com um período de 12,6 anos (4 614,51 dias) e uma excentricidade muito alta de 0,8933.[9] Em 1991, uma ocultação pelo asteroide 381 Myrrha revelou que o segundo componente do sistema é uma estrela de classe G da sequência principal cerca de 200 vezes menos brilhante que a estrela principal.[10]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome Alhena provém do Árabe Al Han'ah, "a espada", enquanto que Almeisan provém também do Árabe Al Maisan, "aquela que brilha."

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h SIMBAD query result - ALHENA SIMBAD Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Visitado em 28 de setembro de 2012.
  2. a b c d Gutierrez-Moreno, Adelina et al. (1966), A System of photometric standards, 1, Publicaciones Universidad de Chile, Department de Astronomy, pp. 1–17, Bibcode1966PDAUC...1....1G 
  3. a b Cowley, A. et al. (abril de 1969), "A study of the bright A stars. I. A catalogue of spectral classifications", Astronomical Journal 74: 375–406, doi:10.1086/110819, Bibcode1969AJ.....74..375C 
  4. a b Shaya, Ed J.; Olling, Rob P. (janeiro2011), "Very Wide Binaries and Other Comoving Stellar Companions: A Bayesian Analysis of the Hipparcos Catalogue", The Astrophysical Journal Supplement 192 (1): 2, doi:10.1088/0067-0049/192/1/2, Bibcode2011ApJS..192....2S 
  5. a b c d Malagnini, M. L.; Morossi, C. (novembro de 1990), "Accurate absolute luminosities, effective temperatures, radii, masses and surface gravities for a selected sample of field stars", Astronomy and Astrophysics Supplement Series 85 (3): 1015–1019, Bibcode1990A&AS...85.1015M 
  6. a b c d Adelman, Saul J.; Philip, A. G. Davis (dezembro de 1994), "Elemental abundances of the B and A stars. 2: Gamma Geminorum, HD 60825, 7 Sextantis, HR 4817, and HR 5780", Astronomical Society of the Pacific, Publications 106 (706): 1239–1247, doi:10.1086/133501, Bibcode1994PASP..106.1239A 
  7. Royer, F.; Zorec, J.; Gómez, A. E. (fevereiro de 2007), "Rotational velocities of A-type stars. III. Velocity distributions", Astronomy and Astrophysics 463 (2): 671–682, doi:10.1051/0004-6361:20065224, Bibcode2007A&A...463..671R 
  8. "The Colour of Stars", Australia Telescope, Outreach and Education (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation), 21 de dezembro de 2004, http://outreach.atnf.csiro.au/education/senior/astrophysics/photometry_colour.html, visitado em 28 de setembro de 2012 
  9. Lehmann, H. et al. (fevereiro de 2002), "The spectroscopic binaries 21 Her and gamma Gem", Astronomy and Astrophysics 383: 558–567, doi:10.1051/0004-6361:20011746, Bibcode2002A&A...383..558L 
  10. Kaler, James B. ALHENA (Gamma Geminorum) Stars. Visitado em 28 de setembro de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.