Ali-Akbar Dehkhoda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ali-Akbar Dehkhoda
Ali-Akbar Dehkhoda
Nascimento 1879
Teerão, Irão
Morte 9 de março de 1956
Teerão, Irão
Nacionalidade Iraniano
Principais trabalhos Dicionário Dehkhodā


Allameh Ali Akbar Dehkhodā (1879 - 9 de Março de 1956) foi um proeminente linguista iraniano e autor do dicionário Dehkhoda,[1][2] o dicionário mais extenso de língua persa já publicado.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Dehkhoda nasceu em Teerão, com pais de Qazvin. Seu pai morreu quando ele tinha apenas 9 ou 10 anos de idade. Dehkhoda rapidamente se destacou na literatura persa, árabe e francesa, contudo formou-se na faculdade estudando ciência política.[3]

Ele também era activo na política e serviu no Majles como membro do Parlamento de Kerman e Teerão. Ele também desempenhou funções de Director da Escola de Ciência Política de Teerão e mais tarde da Faculdade de Direito da Universidade de Teerão.[4]

Em 1903, ele foi para os Balcãs como um funcionário da embaixada iraniana, mas voltou para o Irão dois anos depois e se envolveu na Revolução Constitucional do Irão.

No Irão, Dehkhoda, Mirza Jahangir Khan e Ghasem Khan estiveram a trabalhar no jornal Sur-e Esrafil por cerca de dois anos, mas o rei autoritário Mohammad Ali Shah dissolveu o parlamento e expulsou Dehkhoda e outros liberais para o exílio na Europa. Na Europa ele continuou publicando artigos e editoriais, mas quando Mohammad Ali Shah foi deposto em 1911, ele voltou para o país e se tornou um membro do novo Majles.

Ele está enterrado no cemitério Ebn-e Babooyeh em Shahr-e Ray, perto de Teerão.[5]

Em seu artigo "O primeiro erudito iraniano que escreveu o dicionário mais extenso e abrangente do Farsi", Manouchehr Saadat Noury escreveu isto,

As obras literárias e de comentários de Ali Akbar Dehkhoda (AAD) começaram com uma colaboração onde criou uma coluna política satírica intitulada Charand Parand. O termo persa de Dakho era sua assinatura ou seu pseudónimo para aquela coluna. Dakho significa não só Administrador de uma Aldeia (em Persa: Dehkhoda ou Kadkhoda), mas também se refere a uma Pessoa Indígena ou não sofisticada (em persa: Saadeh Lowh).

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Dehkhoda traduziu De l'Esprit des lois (O espírito das leis) de Montesquieu em persa. Ele também escreveu Amsal o Hekam ("Provérbios e Mottos") em quatro volumes, um dicionário francês-persa, e outros livros, mas sua obra-prima lexicográfica é Loghat-nameh-ye Dehkhoda ("Dicionário Dehkhoda"), o maior dicionário persa já publicado, em 15 volumes. O Dr. Mohammad Moin realizou os volumes inacabados de Dehkhoda de acordo com o pedido de Dehkhoda. Finalmente, o livro foi publicado após quarenta e cinco anos de esforços de Dehkhoda.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «موسسه لغت نامه دهخدا». icps.ut.ac.ir. Consultado em 20 de outubro de 2017 
  2. «Persian Language & Literature: Ali Akbar Dehkhoda». www.iranchamber.com. Consultado em 20 de outubro de 2017 
  3. «Ali akbar dehkhoda - Real Iran». realiran.org (em inglês). Consultado em 20 de outubro de 2017 
  4. «University of Tehran» (em persa). Ut.ac.ir. Consultado em 7 de setembro de 2010. Arquivado do original em 3 de fevereiro de 2011 
  5. electricpulp.com. «DEHḴODĀ, MĪRZĀ ʿALĪ-AKBAR QAZVĪNĪ – Encyclopaedia Iranica». www.iranicaonline.org (em inglês). Consultado em 20 de outubro de 2017