Ali Babá e os Quarenta Ladrões (1972)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2018). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Ali Babá e os 40 Ladrões
Ali Babá e os Quarenta Ladrões.jpg
 Brasil
1972 •  cor •  96 min 
Direção Victor Lima
Roteiro Victor Lima
Elenco Renato Aragão
Dedé Santana
Neila Tavares
Luís Delfino
Elisa Fernandes
Wilson Grey
Elza de Castro
Género Comédia
Idioma português
Cronologia
Bonga, o Vagabundo (1969)
Aladim e a Lâmpada Maravilhosa (1973)
Página no IMDb (em inglês)

Ali Babá e os 40 Ladrões é um filme brasileiro de 1972, dirigido por Victor Lima, do gênero comédia e estrelado pelos Trapalhões Renato Aragão e Dedé Santana.

Renato Aragão (Ali Babá) e Dedé Santana (Cassim) em cena do filme.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Ali Babá, na senda de Ali Babá representado no livro das Mil e Uma Noites, é interpretado por Renato Aragão, é um camarada folgado que vive à custa do irmão, vivido por Dedé Santana. A cunhada, não aguentando mais, manda Ali Babá embora. Agora, nas ruas, Ali Babá conhece a jovem Rosinha, uma ex-trapezista que ficou paralítica num acidente no circo. Ali Babá se apaixona por Rosinha e quer conseguir dinheiro para que a moça faça um tratamento e recupere sua saúde. De repente, Ali Babá descobre um depósito de mercadorias escondidas por 40 ladrões, onde há desde cigarros estrangeiros, uísque, aparelhos de rádio e televisão, muitas barras de ouros e muito, muito dinheiro falso.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.