Compre Bem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Aliado CompreBem)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde junho de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Compre Bem
Nome(s) anterior(es)
  • Barateiro Supermercados
Subsidiária
Indústria Supermercados
Destino Substituída pela bandeira Extra em 2011; Retorno da marca previsto para 2018.
Proprietário(s) GPA
Website oficial comprebem.com.br

Compre Bem (anteriormente conhecido como Barateiro Supermercados) foi uma rede de supermercados brasileira, administrada na maior parte de sua existência pelo GPA, que será relançada pela empresa ainda em 2018 no lugar de determinadas lojas do Extra.

História[editar | editar código-fonte]

Esta rede teve suas origens na rede de supermercados Comprebem (com um "B" minusculo) no Nordeste fundada em 1994, renomeado como Pão de Açúcar Comprebem, e absorvido eventualmente em Pão de Açúcar.

1998-2011: Compra do Barateiro, expansão e encerramento[editar | editar código-fonte]

Em maio de 1998, o grupo adquiriu o Barateiro Supermercados,[1] que iria se transformar em CompreBem alguns anos mais tarde. Inicialmente, o CompreBem Barateiro foi lançado no anúncio e nos produtos com o nome do supermercado. Então, após a aquisição maioritária da Sé Supermercados pelo empresário Valentim dos Santos Diniz, algumas lojas de Sé renomeadas como CompreBem (sem o nome "Barateiro") como o CompreBem Praça Panamericana, com o restante renomeado como Pão de Açúcar. Em 2003, o nome Barateiro foi definitivamente retirado e todas as lojas Barateiro renomeadas como CompreBem.

Atualmente, a rede conta com algumas centenas de lojas na Grande São Paulo, em Pernambuco, na Paraíba e no interior do Rio de Janeiro (com o nome de ABC CompreBem) que levam essa marca.

Em 2009, algumas lojas CompreBem passaram para a bandeira Extra Fácil, ano em que também algumas CompreBem passaram à bandeira Extra, novo conceito do Grupo Pão de Açúcar.

Em 2010, o Grupo Pão de Açúcar anunciou que as marcas CompreBem, ABC CompreBem e Sendas seriam extintas até 2011 dando lugar à marca Extra.[2] Elas terão as bandeiras Extra Hiper e Extra Supermercado, dependendo do tamanho das lojas; ou elas podem ter a marca Pão de Açúcar, dependendo de sua localização.

2016-presente: "Aliado CompreBem" e retomada da bandeira[editar | editar código-fonte]

Em 2016, o GPA decidiu resgatar a marca CompreBem no programa de relacionamento chamado "Aliado CompreBem", inspirado num modelo implantado originalmente pelo Grupo Éxito, subsidiária do Grupo Casino (controladora do GPA) na Colômbia. Nele, pequenos supermercados independentes fazem compras para abastecer suas lojas com os mesmos estoques disponíveis nas bandeiras do GPA por preços reduzidos. Em troca, a companhia oferece pintura da faixada com a marca "Aliado CompreBem", desde que o aliado mantenha compras regulares com a empresa.[3]

Em junho de 2018, o GPA anunciou que decidiu voltar com a bandeira Compre Bem em suas próprias lojas, devido ao avanço das redes regionais de supermercados na preferência do consumidor. A companhia pretende converter 20 lojas do Extra Supermercado em Compre Bem ainda em 2018, e prevê potencial de converter metade das 187 lojas de supermercados do Extra na marca. Com a mudança, os negócios do Compre Bem passarão a ser administrados por uma nova empresa, a ser comandada por Belmiro Gomes, presidente do Assaí Atacadista (uma subsidiária do GPA voltada aos atacarejos).[4]

Com a retomada da bandeira pelo GPA, 40 mercadinhos que optaram pela faixada com a marca do programa Aliado CompreBem terão que substituí-las por uma nova marca, que será anunciada pela empresa futuramente.[5]

Referências

  1. Arthur Pereira Filho (19 de maio de 1998). «Pão de Açúcar compra rede Barateiro». Mercado. Folha de S.Paulo. Consultado em 13 de junho de 2018.. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2013 
  2. «Comprebem». Grupo Pão de Açúcar. Consultado em 13 de junho de 2018.. Arquivado do original em 4 de dezembro de 2011 
  3. «Pão de Açúcar propõe parceria com lojas de bairro e retoma marca CompreBem». UOL. 28 de julho de 2016. Consultado em 13 de junho de 2018. 
  4. Adriana Mattos (13 de junho de 2018). «Com foco nas classes B e C, GPA reinventa a bandeira CompreBem». Valor Econômico. Consultado em 13 de junho de 2018. 
  5. Karin Salomão (13 de junho de 2018). «Grupo Pão de Açúcar quer brigar com mercados regionais com novo formato». Exame. Consultado em 13 de junho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]