Aliança Progressista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aliança Progressista
Progressive Alliance
Fundação 22 de Maio de 2013
Sede Berlim, Alemanha
Ideologia Social-democracia
Socialismo democrático
Progressismo
Trabalhismo
Espectro político Centro-esquerda a Esquerda

A Aliança Progressista (em inglês: Progressive Alliance) é uma aliança de partidos social-democratas, grande partes deles antigos membros da Internacional Socialista, fundada a 22 de Maio de 2013.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro passo para a criação da Aliança Progressista deu-se quando o líder do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD, na sigla em alemão), Sigmar Gabriel, decidiu não pagar a quota anual do partido para a Internacional Socialista. O líder justificou tal decisão invocando o seu descontentamento com o fato de a Internacional Socialista ter e continuar a aceitar partidos que não respeitavam valores democráticos dentro da organização.[2][3]

O segundo passo foi uma conferência internacional realizada em Roma, na Itália, a Dezembro de 2012, que juntou vários partidos de todo o mundo, em especial, o SPD, o Partido Socialista (França), o Partido Democrático (Itália), o Partido Democrata, o PASOK, o Congresso Nacional Indiano e o Partido dos Trabalhadores (Brasil).[4][5].

A criação oficial da Aliança Progressista foi a 22 de Maio de 2013[6][7], numa conferência na cidade alemã de Leipzig, que também serviu para comemorar os 150 anos da Associação Geral dos Trabalhadores Alemães, antecessor do SPD.[8]. A conferência contou com, cerca de, representantes de, cerca, 70 partidos de todo o mundo [9]

A aliança definiu, como objetivo, criar uma frente mundial que unisse todos os partidos progressistas, sociais-democratas, socialistas e trabalhistas.[10]

Referências

  1. Lambin, Jean-Jacques; service), Palgrave Connect (Online (14 de março de 2014). Rethinking the Market Economy: New Challenges, New Ideas, New Opportunities. [S.l.]: Palgrave Macmillan. ISBN 9781137392916 
  2. «SPD will Sozialistischer Internationale den Geldhahn zudrehen und den Mitgliedsbeitrag nicht zahlen». Der Spiegel. 22 de janeiro de 2012 
  3. Gabriel, Sigmar. «Gastbeitrag: Keine Kumpanei mit Despoten». fr-online.de (em alemão) 
  4. deutschland, Redaktion neues. «Sozialdemokraten gründen neue Internationale (neues deutschland)». Consultado em 22 de agosto de 2015 
  5. «Sito Ufficiale | Partito Democratico». Partito Democratico. Consultado em 22 de agosto de 2015 
  6. «Leipziger Internet Zeitung: Sozialistisch war gestern, progressiv ist heute: SPD lädt zur Gründung eines internationalen Parteiennetzwerkes nach Leipzig – L-IZ.de». www.l-iz.de. Consultado em 22 de agosto de 2015 
  7. Riel, Von Aert van. «SPD spaltet Internationale (neues deutschland)». Consultado em 22 de agosto de 2015 
  8. «Social Democrats seek revival on 150th b-day - The Local». Consultado em 22 de agosto de 2015 
  9. «Mehr als 70 sozialdemokratische Parteien bilden Progressive Alliance». Welt Online. 22 de maio de 2013 
  10. «Basics | Progressive Alliance». progressive-alliance.info. Consultado em 22 de agosto de 2015