Aliança das Forças Nacionais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aliança das Forças Nacionais
تحالف القوى الوطنية
Líder Mahmoud Jibril
Fundação Fevereiro de 2012
Ideologia Nacionalismo líbio
Liberalismo
Liberalismo económico
Espectro político Centro
Cores Vermelho, Preto e Verde

A Aliança das Forças Nacionais (AFN) (em árabe: تحالف القوى الوطنية, Tahalouf al-quwa al-wataniyya) é uma coalizão política na Líbia criada alguns meses após a queda do ditador Muammar Gaddafi, em Fevereiro de 2012. Ela inclui 58 entidades políticas, 236 ONGs, e mais de 280 políticos independentes[1]. A AFN é predominantemente de de tendência ideológica liberal. Ela defende "movimentos liberais dentro de um islão moderado" e um "estado civil e democrático".

Seu presidente é Mahmoud Jibril, ex-primeiro ministro do Conselho Nacional de Transição, a instância governamental que organizou os rebeldes durante a Guerra Civil Líbia que derrubou Muammar Gaddafi e, em seguida, administrou a Líbia.

Nas eleições de julho de 2012, a AFN obteve o primeiro lugar entre os partidos políticos que disputavam o pleito, conquistando 39 das 80 vagas destinadas à partidos políticos no Congresso Geral Nacional, o novo parlamento líbio.

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data Votos % Deputados Status
2012 714 769 48,1 (1.º)
39 / 200
Governo

Referências

  1. [1], em inglês, acessado em 10 de julho de 2012