Alice Phoebe Lou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alice Phoebe Lou
Alice Phoebe Lou no Rudolstadt-Festival, em 2019
Informação geral
Nome completo Alice Phoebe Lou Matthew
Nascimento 7 de julho de 1993 (27 anos)
Local de nascimento Kommetjie, África do Sul
África do Sul
Gênero(s) Música eletrônica, soul, música pop, synth-pop, funk, blues
Ocupação(ões) Cantora, compositora
Instrumento(s) vocais, violão,guitarra, piano
Período em atividade 2016 - presente
Gravadora(s) Manta Ray Music (2016-presente)
Página oficial www.alicephoebelou.com

Alice Phoebe Lou (19 de julho de 1993) é uma cantora e compositora África do Sul. Ela lançou três EPs e três álbuns de música. Em dezembro de 2017 sua canção "She", trilha sonora do filme Bombshell: The Hedy Lamarr Story foi incluída na lista de selecionados para indicação ao Oscars pelo premio da Academy of Motion Picture Arts and Sciences de Melhor Canção Original.[1] Desde 2019 ela faz parte de um projeto paralelo de música experimental chamado Strongboi.[2]

Vida[editar | editar código-fonte]

Alice viveu sua infância em Kommetjie na costa leste de Cape Peninsula na África do Sul e frequentou uma escola Waldorf.[3] Seus pais são documentaristas.[3] Alice recebeu aulas de piano quando criança e aprendeu sozinha a tocar guitarra.[4][5] Quando tinha 14 anos Alice se viu interessada por trance music e deu início a tirar fotografias de shows do gênero, às vezes sendo remunerada.[6]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Depois de concluir seu ensino médio na África do Sul em 2012, Lou viaja para a Europa, primeiro para Amsterdam, depois para Berlin.[4] Em Berlin ela começa a cantar e tocar guitarra.[4] Após esse período, ela passa para uma universidade na África do Sul,[7] mas decide retornar para a Alemanha com sua guitarra e um amplificador em vez de perseguir carreira regular.[4] Em Berlin, na Alemanha, Alice se apresenta no metrô, nas estações S e U-Bahn, além de se apresentam em parques públicos.[4][8] Depois de um mês em Berlin, Lou se apresenta num programa local de televisão.[9] Em abril de 2014 ela lança seu EP "Momentum".[10] A canção "Fiery Heart, Fiery Mind" deste EP aparece na trilha sonora do filme "Ayanda", de 2015.[11] Alice passa a ter seus próprios shows em casas de evento.

Depois da performance no TEDx em Berlin em 6 de setembro de 2014[12][13] Alice Phoebe Lou dá início a sua procura por selos musicais, mas decide se manter independente.[4][5][14] Em dezembro de 2014 ela lança o disco ao vivo "Live at Grüner Salon" de forma a se tornar mais popular e conseguir recursos para lançar seu álbum de estreia em estúdio.[15]

Em 2015 ela começa a sua primeira turnê e se apresenta no festival SXSW nos EUA em 2015.[15] Alice participa de todos os SXSW após sua primeira participação.[16][17][18][19] Alice também se apresentou no TEDGlobal em Londres, no Reino Unido, em 2015 e abriu shows para a banda Rodriguez em sua turnê em 2016 na África do Sul.[20][21]

Em abril de 2016 Alice Phoebe Lou lança seu primeiro álbum de estúdio "Orbit", produzido por Matteo Pavesi e Jian Kellett-Liew.[5][14][22] Ela foi indicada a melhor artista de música no German Critics Choice Awards, na Alemanha[23] e foi convidada a ser entrevistada e se apresentar em diversos programas de TV na Alemanha.[24][25] Ela entrou em turnê na Áfirca do Sul, Europa, e Estados Unidos em 2016 e teve três shows com ingressos esgotados no Planetário de Berlin.[26][27] Apesar de seu sucesso, Alice ainda se apresent em vias públicas, parques municipais e metrôs em Berlin.[28]

Em dezembro de 2017 ela lança o EP de nove faixas entiltulado "Sola" e um livro entitulado "Songs, poems and memories" [Canções, poemas e lembranças, em português].[29][30][31] No mesmo mês ela anuncia que sua canção "She" do filme Bombshell: The Hedy Lamarr Story está na lista prévia do Oscars de Melhor Canção Original. A canção "She" foi lançada como single digitaemon 2de f veeeiuorde y 201comto vídeoclipe dirigido por Natalia Bazina.[32] Em 2018 Alice Phoebe Lou entra em turnê pela Europa, EUA, África do Sul, Japão e Canadá.[33]

Alice Phoebe Lou at Funkhaus Berlin on 1 December 2018

O primeiro single "Something Holy" do álbum Paper Castles foi lançado em 30 novembro de 2018.[34][35] Em 15 de janeiro de 2019 o segundo single daquele álbum "Skin Crawl", foi lançado por serviços de streaming.[36] O videoclipe de "Skin Crawl" ganho o terceiro lugar no Berlin Music Video Awards de 2019.[37] Em 15 de fevereiro o terceiro single, "Galaxies", foi lançado, e em 8 de março, dia internacional da mulher, de 2019 o álbum inteiro foi lançado.[38][39][40]

Em março de 2019 Alice foi a artista do mês no Consequence of Sound.[41] Em 6 de maio o vídeoclipe de "Galaxies", filmado no Zeiss Planetarium em Berlin, com participação da atriz britânica Maisie Williams, foi lançado.[42]

Em 12 de julho, A Place of My Own (Mahogany Sessions), um EP contendo quatro canções acústicas do álbum "Paper Castles" foi gravado e disponibilizado em formato digital, acompanhado de um vídeo da gravação no YouTube.[43] Em 7 de agosto, o vídeo da canção "Lost in LA" foi publicado. A canção é de seu EP "Sola".[2]

Em 15 de novembro daquele ano, Alice foi entrevistada num programa de TV alemão do canal ZDF e ela apresenta com sua banda a canção que dá título a seu álbum "Paper Castles".[44]

Em dezembro de 2019, o álbum Paper Castles é listado como o 19º disco da lista dos 50 melhores discos de 2019 da revista NBHAP[45] e ainda figura na 7ª posição da lista da revista FMS como um dos 35 melhores discos e EPs de 2019.[46]

Durante o ano de 2019 Alice Phoebe Lou realiza cerca de cem shows na Europa, Japão, EUA e Canadá.[47][48][49] Ela se apresenta em 30 de maio de 2019 pela primeira vez no Primavera Sound Festival em Barcelona, na Espanha. No mesmo dia ela realiza um outro show no OCB Paper Sessions Stage.[50][51] Em 28 de fevereiro de 2020, o canal de TV alemão Bayerischer Rundfunk transmite seu show durante o festival PULS-festival, que havia sido gravado em 30 de novembro de 2019 em Munique, na Alemanha.[52] Alice continua a se apresentar em Berlin e estações de metrô pela Alemanha.[52] Durante o período de isolamento social devido a pandemia de coronavírus, ela se apresenta em casa, pela internet, além disso, com a redução dos casos de COVID-19 e a liberação de certas atividades na Europa, Alice se apresenta no canal Arte France.[53][54]

Em 13 de março de 2020 ela lança o single "Witches".[55] Uma semana antes, em 6 de março, o vídeo de "Strongboi" havia sido lançado pelo seu projeto paralelo Strongboi, um duo de synthpop com o músico Ziv Yamin. O single digital da canção foi lançado em 20 de março de 2020.[56] O segundo single de Strongboi foi "Honey Thighs", disponibilizado em plataformas de streaming em 10 de abril de 2020[57], em seguida, "Tuff Girl" foi lançado em 7 de agosto.[58]

Em 1º de maio de 2020, ela lança seu álbum de 10 faixas "Live at Funkhaus", gravado em dezembro de 2019 em Funkhaus Berlin. Um documentário filmado e dirigido por Julian Culverhouse sobre o álbum "Paper Castles" foi lançado no mesmo mês.[59] Em 26 de junho, o single "Touch" foi lançado. Gravado durante a pandemia de COVID-19 em 2020, a música fala sobre querer ser tocada e remete a sensação de solidão causada pelo isolamento social imposto pela pandemia.[60][61] Um vinil de cor roxa de 7" contendo as canções "Witches" e "Touch" foi lançado em 18 de setembro de 2020.

Em 4 de dezembro de 2020, Alice Phoebe Lou lança o single e respectivo videoclipe "Dusk"[62], o primeiro de seu novo album. Em 19 de Fevereiro de 2021, ela lança o single e videclipe "Dirty Mouth"[63]. O álbum "Glow", produzido e gravado durante a pandemia, foi lançado em 19 de março de 2021[64].

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • Live at Grüner Salon (2014, independente)[41]
  • Orbit (independente, 2016; distribuído por Motor Entertainment[65])
  • Paper Castles (independente, 8 de março de 2019, distribuído por Motor Entertainment[66][67][68])
  • Live at Funkhaus (independente, lançado em 1 de maio de 2020)[59]
  • Glow (independente, lançado em 19 de março de 2021)[64]

EPs[editar | editar código-fonte]

  • Momentum (EP, 2014, independente)[41]
  • Sola (EP, 2017, vinil de 12")
  • A Place of My Own (Mahogany Sessions) (2019, digital)[43]

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Something Holy (single, 2018, vinil 7")
  • Witches/Touch (Single, 2020, vinil 7")

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «70 original songs vie 2017 Oscar». oscars.org. 18 de dezembro de 2017. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  2. a b «Who is Alice Phoebe Lou? Not your indie dreamgirl». documentjournal.com. 7 de agosto de 2019. Consultado em 17 de agosto de 2019 
  3. a b «Straßenmusikerin Alice Phoebe Lou - Freiheit, Wünsche, große Träume». taz.de. 12 de maio de 2015. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  4. a b c d e f «Alice Phoebe Lou: Berlin's best-kept secret». cafebabel.com. 11 de junho de 2015. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  5. a b c «Porträt der Songwriterin Alice Phoebe Lou Freiheitsliebe und ein dickes Fell». tagesspiegel.de. 13 de maio de 2016. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  6. «Jag kunde förlorat rörligheten i mina fingrar». gaffa.se. 15 de outubro de 2015. Consultado em 22 de março de 2019 
  7. «With the Artist: Alice Phoebe Lou». stalker.smagazine.com. 1 de novembro de 2016. Consultado em 21 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2017 
  8. «Alice Phoebe Lou sees street music as a gift». Mail & Guardian. 7 de abril de 2015. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  9. «Frühstücksfernsehen Casting: Alice Phoebe Lou». sat1.de. 21 de junho de 2013. Consultado em 3 de janeiro de 2018 
  10. «"Momentum"-EP-Release». last.fm. 10 de abril de 2014. Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  11. «AYANDA - DIFF». mahala.co.za. 17 julho de 2015. Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  12. «Performance - Alice Phoebe Lou - TEDxBerlin». tedxberlin.de. Consultado em 21 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2017 
  13. «Alice Phoebe Lou: SA's viral star who's anything but a sell-out». channel24.co.za. Consultado em 3 de janeiro de 2018 
  14. a b «Ground Level: An Interview with Alice Phoebe Lou». thefourohfive.com. 3 de junho de 2016. Consultado em 20 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2017 
  15. a b «SXSW 2015 Schedule - Alice Phoebe Lou». sxsw.com. Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  16. «SXSW 2016 Schedule - Alice Phoebe Lou». sxsw.com. Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  17. «SXSW 2017 Schedule - Alice Phoebe Lou». sxsw.com. Consultado em 21 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2017 
  18. «SXSW 2018 Schedule - Alice Phoebe Lou». sxsw.com. Consultado em 28 de março de 2018. Arquivado do original em 28 de março de 2018 
  19. «SXSW 2019 Schedule - Alice Phoebe Lou». sxsw.com. Consultado em 4 de março de 2019 
  20. «Soaring imaginations, harsh realities: A recap of TEDGlobal>London». ted.com. 16 de junho de 2015. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  21. «Alice Phoebe Lou to open for Rodriguez during SA tour». channel24.co.za. 15 de janeiro de 2016. Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  22. «Alice Phoebe Lou: Orbit - A quietly cathartic artistic piece of soundscape.». texxandthecity.com. 25 de abril de 2016. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  23. «Das sind die Gewinner des „Preis für Popkultur" 2016». musikexpress.de. 10 de setembro de 2016. Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  24. «Alice Phoebe Lou - NDR Kultur Neo». NDR. 9 de maio de 2016. Consultado em 1 de janeiro de 2018 
  25. «Inas Nacht Folge 6». daserste.de. 27 de agosto de 2016. Consultado em 1 de janeiro de 2018 
  26. «Alice Phoebe Lou reveals debut album 'Orbit' + Euro tour 2016». withguitars.com. 22 de abril de 2016. Consultado em 21 de dezembro de 2017 
  27. «From The Streets To The Stars: Alice Phoebe Lou, A Role Model for Modern Musicianship». nbhap.com. 16 de dezembro de 2016. Consultado em 20 de dezembro de 2017 
  28. «"Ich will meine Unabhängigkeit bewahren"». morgenpost.de. 27 de junho de 2016. Consultado em 26 de dezembro de 2017 
  29. «EP Sola vinyl». alicephoebelou.com. Consultado em 22 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2017 
  30. «Song book from Alice». alicephoebelou.com. Consultado em 22 de dezembro de 2017 
  31. «Alice Phoebe Lou is not afraid to bare her soul». iol.co.za. 25 de abril de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2018 
  32. «Alice Phoebe Lou unveils single on NPR, announces SXSW official showcase». ventsmagazine.com. 23 de fevereiro de 2018. Consultado em 25 de fevereiro de 2018 
  33. «Interview with Alice Phoebe Lou about "Orbit"». neol.jp. 13 de agosto de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2018 
  34. «Alice Phoebe Lou 'Something Holy'». girlundergroundmusic.com. 7 de dezembro de 2018. Consultado em 18 de dezembro de 2018 
  35. «Alice Phoebe Lou releases first single from new album, announces international tour in support». withguitars.com. Consultado em 18 de dezembro de 2018 
  36. «Alice Phoebe Lou's "Skin Crawl" is a song you need to hear today». thefader.com. 15 de janeiro de 2019. Consultado em 23 de janeiro de 2019 
  37. «Winners BMVAs 2019!». berlinmva.com. Consultado em 4 de junho de 2019 
  38. «Young Independent Woman: Alice Phoebe Lou On Her Life As A Female Songwriter». nbhap.com. 8 de agosto de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2018 
  39. «Alice Phoebe Lou Finds Her True Self on the Intoxicating Paper Castles». consequenceofsound.net. 7 de março de 2019. Consultado em 14 de março de 2019 
  40. «Spill album review: Alice Phoebe Lou - Paper Castles». spillmagazine.com. Consultado em 14 de março de 2019 
  41. a b c «Artist of the Month Alice Phoebe Lou on Street Performing, Femininity, and Space». consequenceofsound.net. 7 de março de 2019. Consultado em 3 de junho de 2019 
  42. Gonzales, Erica (6 de maio de 2019). «Maisie Williams Stars in Alice Phoebe Lou's Stellar "Galaxies" Video». Harpers Bazaar 
  43. a b «A Place of My Own (Mahogany Sessions) - EP». music.apple.com. 12 julho de 2019. Consultado em 14 julho de 2019 
  44. «aspekte vom 15. November 2019». zdf.de. 15 de novembro de 2019. Consultado em 16 de novembro de 2019. Alice part starts at 36 minutes 
  45. «NBHAP's 50 Best Albums Of 2019». NBHAP magazine. 4 de dezembro de 2019. Consultado em 5 de dezembro de 2019 
  46. «FMS Magazine's top 35 albums & EPs of 2019». FMS magazine. 30 de dezembro de 2019. Consultado em 1 de janeiro de 2020 
  47. «Alice Phoebe Lou premieres new video, "Galaxies"». withguitars.com. 15 de fevereiro de 2019. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  48. «Alice Phoebe Lou disclosed honesty». metalmagazine.eu. Consultado em 4 de março de 2019 
  49. «Alice Phoebe Lou Announces US Tour Dates». broadwayworld.com. 14 de agosto de 2019. Consultado em 17 de agosto de 2019 
  50. «Primavera Sounds kicks off summer festival season in Barcelona». thelast-magazine.com. 14 de junho de 2019. Consultado em 16 de junho de 2019 
  51. «Five breakthrough acts of the 2019 festival season». festileaks.com. 19 de setembro de 2019. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  52. a b «"PULS Festival 2019 - Alice Phoebe Lou"». Bayerischer Rundfunk. 28 de fevereiro de 2020. Consultado em 29 de fevereiro de 2020 
  53. «Alice Phoebe Lou - Berlin Live». Arte.tv. 5 de abril de 2020. Consultado em 10 de abril de 2020 
  54. «United We Stream #18: Baketown Avec DJ Gigola, Digby, Puto Production, P.D.O.A., Strongboi...». Arte.tv. 5 de abril de 2020. Consultado em 11 de abril de 2020 
  55. «Alice Phoebe Lou Shares New Song "Witches": Stream». consequenceofsound.net. 13 de março de 2020. Consultado em 13 de março de 2020 
  56. «Strongboi, Alice Phoebe Lou's new alter-ego side project, just debuted and it's fiery and funky». texxandthecity.com. 10 de março de 2020. Consultado em 16 de março de 2020 
  57. «Honey Thighs - Strongboi». music.apple.com. 10 de abril de 2020. Consultado em 8 de maio de 2020 
  58. «List pick - Strongboi Tuff Girl». themostradicalist.com. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  59. a b «Alice Phoebe Lou Shares New Album Live at Funkhaus: Stream - Plus, a new documentary short about her "Paper Castles Tour"». consequenceofsound.net. 4 de maio de 2020. Consultado em 8 de maio de 2020 
  60. «Neues am Sonntag mit Knowsum, Alice Phoebe Lou u.a.». fauves.de. Consultado em 3 julho de 2020 
  61. «Alice Phoebe Lou Wants To Feel It All On Melodic New Single "Touch"». nbhap.com. 20 julho de 2019. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  62. «Alice Phoebe Lou announces new album Glow, shares Origins of single "Dusk": Stream». Consequence (em inglês). 4 de dezembro de 2020. Consultado em 27 de abril de 2021 
  63. «Alice Phoebe Lou shares new single and video for "Dirty Mouth" • WithGuitars». WithGuitars (em inglês). Consultado em 27 de abril de 2021 
  64. a b «Alice Phoebe Lou finds clarity in her latest, 'Glow'». The Michigan Daily (em inglês). 1 de janeiro de 1970. Consultado em 27 de abril de 2021 
  65. «ALICE PHOEBE LOU / ORBIT». motormusic.de. Consultado em 18 de dezembro de 2018 
  66. «Alice Phoebe Lou / Paper Castles». motormusic.de. Consultado em 22 de março de 2019 
  67. «Was ist Motor Entertainment?». motormusic.de. Consultado em 22 de março de 2019 
  68. «What It Means To Be An Independent Artist Today». npr.org. 26 de março de 2019. Consultado em 29 de março de 2019