Alice Walker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alice Walker
Alice Walker em 2007
Nascimento 9 de fevereiro de 1944
Eatonton, Geórgia, Estados Unidos da América
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Ocupação Escritora, poetisa, ativista política.
Prémios National Book Award - Ficção (1983)

Prémio Pulitzer de Ficção (1983)

Página oficial
http://alicewalkersgarden.com

Alice Malsenior Tallulah-Kate Walker (Eatonton, 9 de fevereiro de 1944) é uma escritora, poetisa e ativista feminista estado-unidense. Escreveu o romance A Cor Púrpura pelo qual ganhou o National Book Award[1] e o Prémio Pulitzer de Ficção.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filha dos agricultores Lee Walker e Minnie Tallulah Grant, Alice nasceu na pequena cidade rural de Eatonton no interior do estado da Geórgia.[3][4] Seus pais trabalhavam em um sistema de parceria rural e sua mãe era também costureira. A mais jovem de oito crianças, foi colocada na escola quando tinha apenas quatro anos de idade no East Putnam Consolidated onde completou o ensino fundamental.[4][5]

Alice teve um acidente com seu olho direito aos 8 anos de idade quando um de seus irmãos disparou uma pistola de ar comprimido. Porque sua família não tinha carro, ela não recebeu atenção médica imediata, tornando-se permanentemente cega deste olho. Foi depois do acidente que começou a dedicar-se mais à leitura e à escrita.[4] A cicatriz foi removida quando Alice tinha 14 anos, mas ainda resta uma marca sobre a qual a escritora fala em seu ensaio Quando Meu Par Sou Eu (em tradução não-publicada de Maisa Mendonça).[5][6]

Devido à segregação racial nos Estados Unidos, os negros não podiam estudar nas mesmas escolas que os brancos. Havia um único colégio para negros em Eatonton, onde Alice fez o colegial.[5] Teve o mais alto desempenho de sua sala, sendo a oradora de sua turma, um título ("Valedictorian") conferido nas escolas americanas aos alunos que conseguem as melhores notas.[7] Por suas notas, recebeu uma bolsa de estudos integral na faculdade Spelman College, na capital do estado, Atlanta, onde iniciou os estudos em 1961.[4] Lá envolveu-se rapidamente com o movimento dos direitos civis e fez amizade com dois de seus professores, os historiadores Howard Zinn e Staughton Lynd.[5] Transferiu seus estudos, contudo, dois anos depois. Alice havia recebido uma outra oferta de bolsa de estudos do Sarah Lawrence College, localizado em Yonkers, na Região Metropolitana de Nova Iorque. Ela aceitou essa oferta quando seu professor Howard Zinn foi demitido do Spelman College.[6]

Alice engravidou no começo de seu último ano na faculdade e fez um aborto. Esta experiência, bem como os pensamentos suicidas que se seguiram, inspiraram boa parte de sua poesia encontrada na obra Once, sua primeira coleção de poesias. Ela termina seus estudos no Sarah Lawrence College em 1965,[6] o mesmo ano em que conhece Melvyn R. Leventhal, um advogado de direitos civis. Casaram-se em 1967 em Nova Iorque e no mesmo ano mudaram-se para Jackson, no Mississippi, tornando-se o primeiro casal do estado a ser constituído de uma pessoa negra e outra branca.[8][9] Foram perseguidos e ameaçados por brancos da região, incluindo membros da Ku Klux Klan.[10] Dois anos depois, em 1969, nasce sua filha Rebecca.

Obras[editar | editar código-fonte]

Romances e contos
  • The Third Life of Grange Copeland (1970)
  • Everyday Use (1973)
  • In Love and Trouble: Stories of Black Women (1973)
  • Meridian (1976)
  • The Color Purple (1982)
  • You Can't Keep a Good Woman Down: Stories (1982)
  • Beauty: When the Other Dancer Is the Self (1983)
  • To Hell With Dying (1988)
  • The Temple of My Familiar (1989)
  • Finding the Green Stone (1991)
  • Possessing the Secret of Joy (1992)
  • The Complete Stories (1994)
  • By The Light of My Father's Smile (1998)
  • The Way Forward Is with a Broken Heart (2000)
  • Now Is The Time to Open Your Heart (2005)
Poesia
  • Once (1968)
  • Revolutionary Petunias & Other Poems (1973)
  • Good Night, Willie Lee, I'll See You in the Morning (1979)
  • Horses Make a Landscape Look More Beautiful (1985)
  • Her Blue Body Everything We Know: Earthling Poems (1991)
  • Absolute Trust in the Goodness of the Earth (2003)
  • A Poem Traveled Down My Arm: Poems And Drawings (2003)
  • Collected Poems (2005)
Não-ficção
  • In Search of Our Mothers' Gardens: Womanist Prose (1983)
  • Living by the Word (1988)
  • Warrior Marks (1993)
  • The Same River Twice: Honoring the Difficult (1996)
  • Anything We Love Can Be Saved: A Writer's Activism (1997)
  • Go Girl!: The Black Woman's Book of Travel and Adventure (1997)
  • Pema Chodron and Alice Walker in Conversation (1999)
  • Sent By Earth: A Message from the Grandmother Spirit After the Bombing of the World Trade Center and Pentagon (2001)
  • Women
  • We Are the Ones We Have Been Waiting For (2006)
  • Mississippi Winter IV

Referências

  1. «1983 - www.nbafictionblog.org - National Book Awards Fiction Winners». www.nbafictionblog.org (em inglês). Consultado em 23 de abril de 2018. 
  2. «The Pulitzer Prizes». Pulitzer Prize. 1983. Consultado em 23 de abril de 2018. 
  3. Moore, Geneva Cobb; Billingsley, Andrew (2017). Maternal Metaphors of Power in African American Women's Literature: From Phillis Wheatley to Toni Morrison. [S.l.]: University of South Carolina Press. ISBN 9781611177497. Consultado em 23 de abril de 2018. 
  4. a b c d Bates, Gerri (2005). Alice Walker : A Critical Companion. [S.l.]: Greenwood Press. ISBN 9780313069093. Consultado em 23 de abril de 2018. 
  5. a b c d «Alice Walker Literary Society». www.emory.edu. Consultado em 23 de abril de 2018. 
  6. a b c World Authors 1995-2000, 2003. Banco de dados do Biography Reference Bank. Acessado em 10 de abril de 2009.
  7. «Definition of VALEDICTORIAN». www.merriam-webster.com (em inglês). Consultado em 23 de abril de 2018. 
  8. Driscoll, Margarette (11 de maio de 2008). «The day feminist icon Alice Walker resigned as my mother - Times Online». The Times. Consultado em 23 de abril de 2018. 
  9. «Democracy Now! | Inner Light in a Time of Darkness: A Conversation with Author and Poet Alice Walker». 13 de junho de 2007. Consultado em 23 de abril de 2018. 
  10. Parsons, Elaine (2015). Ku-Klux : The Birth of the Klan During Reconstruction. Chapel Hill: The University of North Carolina Press.
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Alice Walker