Alice no País das Maravilhas (filme de 1951)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Alice in Wonderland (1951))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde setembro de 2018).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Alice in Wonderland
Cartaz de lançamento
No Brasil Alice no País das Maravilhas
Em Portugal Alice no País das Maravilhas
 Estados Unidos
1951 •  cor •  75 min 
Direção Clyde Geronimi
Wilfred Jackson
Hamilton Luske
Produção Walt Disney
Roteiro Winston Hibler
Ted Sears
Bill Peet
Erdman Penner
Joe Rinaldi
Milt Banta
William Cottrell
Dick Kelsey
Joe Grant
Dick Huemer
Del Connell
Tom Oreb
John Walbridge
Baseado em Alice no País das Maravilhas e Through the Looking-Glass
(Lewis Carroll)
Elenco Kathryn Beaumont
Ed Wynn
Richard Haydn
Sterling Holloway
Jerry Colonna
Verna Felton
J. Pat O'Malley
Bill Thompson
Heather Angel
Joseph Kearns
Gênero Aventura, Musical, Fantasia, Comédia
Companhia(s) produtora(s) The Walt Disney Company
Distribuição RKO Radio Pictures
Lançamento Estados Unidos 26 de julho de 1951
Brasil 14 de setembro de 1951
Portugal 20 de dezembro de 1951
Idioma língua inglesa
Página no IMDb (em inglês)

Alice no País das Maravilhas[1][2] (em inglês: Alice in Wonderland) é o 13.º longa-metragem produzido pela Disney. Lançado em 1951, o filme é uma adaptação dos romances Alice no País das Maravilhas (1865) e Through the Looking-Glass (1871), de Lewis Carroll.

Antes do desenvolvimento do filme, Walt Disney já havia feito uma série que mistura animação e live-action, intitulada Alice Comedies lançada em 1924. Porém, foi só com o sucesso do filme Branca de Neve e os Sete Anões, lançado em 1937, que Walt Disney decidiu fazer o filme. A Segunda Guerra Mundial forçou a Disney atrasar o projeto do filme. Durante essa época de guerra, a Disney só tinha recursos para fazer filmes curtos. Só depois, com o fim da guerra e o sucesso de Song of the South que o estúdio voltou a trabalhar no projeto.

Em seu lançamento, o filme não atraiu o público que se esperava, apoiado pela imprensa que criticou as liberdades tomadas com a obra original.[carece de fontes?] No estúdio, os criadores do filme, inclusive Walt Disney, sentiram que o filme não atendeu às expectativas. Mesmo assim, o filme ganhou o status de "clássico" com o tempo[carece de fontes?]. Em 2010, foi lançado pela Disney uma adaptação com mistura de live-action com animação, dirigido por Tim Burton[carece de fontes?].

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história de Alice, uma menina que persegue um coelho branco de colete e relógio de bolso até uma toca. Ela cai e chega a um lugar muito esquisito, o País das Maravilhas. Lá ela encontra diversos animais e plantas que falam, um chapeleiro maluco, um gato que pode desaparecer, animais misturados com objetos, um feriado chamado "desaniversário", uma porta falante e cartas de baralho que possuem vida, além de muita confusão.

Músicas[editar | editar código-fonte]

As canções foram compostos por Oliver Wallace, com orquestração de Joseph Dubin e arranjos vocais de Jud Conlon. Bob Hilliard e Sammy Fain cantaram em "Very Good Advice", "In a World of My Own", "All in the Golden Afternoon", "Alice in Wonderland", "The Walrus and the Carpenter", "The Caucus Race", "I'm late", "Painting the Roses Red" e "March of the Cards"; Don Raye e Gene de Paul, na canção "T'was Brillig"; Mack David, Al Hoffman e Jerry Livingston, em "The Unbirthday Song"; e Oliver Wallace e Ted Sears, em "We'll Smoke the Blighter Out", "Old Father William" e "A-E-I-O-U".[carece de fontes?]

Produção[editar | editar código-fonte]

A produção deste filme durou cinco anos, e foi anteriormente desenvolvido durante dez anos.[carece de fontes?]

Músicas[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora do longa-metragem foi lançada em LP record em 28 de Julho de 1951 July 28, 1951. Essa trilha foi re-lançada em Audio CD pela Walt Disney Records em 9 de Fevereiro de 1998.[3] Podemos destacar as canções "Alice in Wonderland", "In A World of My Own", "How Do You Do and Shake Hands" e "The Unbirthday Song" que estão incluídas no filme.

A música-título, composta por Sammy Fain, foi depois adotada pelo pianista Bill Evans como música de seu álbum Sunday at the Village Vanguard.[carece de fontes?]

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Videogames[editar | editar código-fonte]

Alice no País das Maravilhas foi lançado em videogame para Game Boy Color em 2000. Nos jogos Kingdom Hearts e Kingdom Hearts: Chain of Memories pode ser jogado no mundo das Maravilhas. Alice é a personagem principal do jogo Princesses Of Heart, onde também aparecem outros personagens do filme.[4]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1952 (EUA)

Festival de Veneza 1951 (Itália)

Referências

  1. Alice no País das Maravilhas (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  2. Alice no País das Maravilhas (em português) no CineCartaz (Portugal)
  3. «Walt Disney's Alice In Wonderland: Classic Soundtrack Series: Sammy Fain, Bob Hilliard». Amazon.com. Consultado em 13 de julho de 2010 
  4. «Kingdom Hearts Official Page». Consultado em 13 de julho de 2010 
  5. «Romanization». Consultado em 13 de julho de 2010 
Precedido por
Cinderela
Lista de filmes de animação da Disney
1950
Sucedido por
Peter Pan