All Star Comics

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
All Star Comics
All Star Comics 03.jpg
All Star Comics #3 (Inverno de 1940-1941)
Arte da capa por Everett E. Hibbard
Proprietário All-American Publications
Periodicidade Trimestral: #1-4, 18-27
Quinzenal: #5-17, 28-57[1]:15
Lançada em (série original)
Verão de 1940 (Hemisfério Nortel)
(série de retorno)
Janeiro–Fevereiro de 1976
Terminou em (série original)
Fevereiro–Março de 1951
(série de retorno)
Setembro–Outubro de 1978
Edições (série original)
57
(série de retorno)
17 (#58-74)
Género(s) superaventura
Argumento
Desenho

All Star Comics é uma série de revistas em quadrinhos estadunidense da All-American Publications, uma das três empresas que se fundiram com a National Periodical Publications para formar a atual DC Comics.[2] Com a exceção das duas primeiras edições, All Star Comics mostrava principalmente as histórias da Sociedade da Justiça da América. A série destacou-se por ter introduzido a Sociedade da Justiça, a primeira equipe de super-heróis e pela introdução da Mulher-Maravilha.

Série Original[editar | editar código-fonte]

All Star Comics #1 (Verão [do Hemisfério Norte] de 1940). A arte da capa é uma colagem de publicações anteriores de vários artistas.

O conceito original para All Star Comics era uma antologia continha várias séries populares de outras antologias publicadas pelas All-American Publications e National Comics.[1]:13–14

All Star Comics #1 (capa datada do Verão [do Hemisfério Norte] de 1940) continha principalmente histórias de super-heróis, como o FlashGavião Negro, Ultra-Man da Era de Ouro da All-America, bem como do Homem-Hora, Espectro e Sandman da National. A tirinhas de aventura "Biff Bronson" e de comédia "Red, White and Blue" também estrearam no Verão [do Hemisfério Norte] de 1940, cf. data de capa.[2]

A edição #3 teve um significado histórico, pois mostrou a primeira reunião e aparição da Sociedade da Justiça da América, onde seus membros descrevem histórias de suas façanhas, que mais tarde, dariam lugar a uma coleção de aventuras solo. Além do Flash, Gavião Negro, Homem-Hora, o Espectro e o Sandman, estava o Senhor Destino da More Fun Comics da Nacional; e o Lanterna Verde e o Átomo de principal título da All-American, All-American Comics.[3][4] A Sociedade da Justiça da América (SJA) era originalmente uma narrativa moldura usada para apresentar uma antologia de histórias solos sobre personagens individuais,[1]:43 com cada história sendo tratada por um artista diferente.[5] A formato de antologia foi abandonado em 1947 e substituído por uam série de histórias onde os heróis se uniam para combater o crime.[1]:43


All Star Comics #8 (data de capa de Janeiro de 1942) também é um marco na histórias dos quadrinhos, pois, apresentou a primeira aparição da Mulher-Maravilha em uma história de 8 páginas escrita por William Moulton Marston, sob o pseudônimo de "Charles Moulton" com desenhos de H. G. Peter.[6] A inserção da história foi para testar o interesse do leitor no conceito da Mulher-Maravilha. O que acabou gerando uma resposta bastante positiva dos fãs e a Mulher Maravilha conseguiu tornar-se o título principal da antologia da Sensation Comics a partir da edição #1.[7] A mesma edição mostrou a introdução do Doutor Meia-Noite e Starman , como membros da Sociedade da Justiça.[5] A partir da edição #11, a Mulher Maravilha iria aparecer em All Star Comics como membro da Sociedade da Justiça.

Com a edição #34 (Abril–Maio de 1947), Gardner Fox deixou a série e um novo super-vilão, o Mago,[8] foi introduzido. A Sociedade da Injustiça travou a primeira luta SJA na edição #37 numa história escrita por Robert Kanigher.[9] A convidada Canário Negro apareceu na edição #38 e entrou para a equipe três edições mais tarde em #41.[10]

All Star Comics aumentou sua periodicidade de trimestral para bimestral e o SJA durou até Março de 1951 na edição #57 em uma história ironicamente intitulada "The Mystery of the Vanishing Detectives" (algo como, O Mistério dos Detetives Desaparecidos").[11]

Com a queda nas vendas dos quadrinhos de super-heróis no início da década de 1950, a All Star Comics foi renomeada para All-Star Western em 1951 na edição #58. A partir desta edição, as histórias da "Sociedade da Justiça da América" foram substituídas por histórias de heróis de faroeste.[12]

All Star Comics #58 (Janeiro–Fevereiro de 1976). Arte por Mike Grell.

Renascimentos[editar | editar código-fonte]

Renascimento da série de 1976[editar | editar código-fonte]

Em 1976, o nome da All Star Comics foi ressuscitado para uma série que retratava as aventuras da atual SJA. A nova série ignorou a numeração da All-Star Western e continuou a numeração original, estreando com a All-Star Comics #58.[1]:194 A partir da edição #66, um hífen foi adicionado ao título e as palavras "All-Star Comics" ficaram muito menor na parte da cobertura; enquanto as palavras "Sociedade da Justiça" (tradução de "Justice Society") ficaram muito maior. A década de 1970, a série apresentou novos personagens como  a Poderosa[13][14] e a Helena Wayne uma versão da Caçadora.[15] Esta série teve dezessete edições até ser cancelada abruptamente na edição #74[16] como parte da Implosão da DC e as aventuras da SJA foram continuadas na Adventure Comics.[17]

Roy Thomas, fã de longa data da SJA, sugeriu a Gerry Conway que a SJA merceia um título próprio novamente. Conway ofereceu a Thomas uma oportunidade como ghost-write numa edição de renascimento da All-Star Comics, mas ele recusou, pois, estava sob um contrato de exclusividade com a Marvel Comics na época.[18] Entretanto, em 1981, Thomas mudou-se para a DC e finalmente trabalhou com os personagens.[19]

Renascimentos posteriores[editar | editar código-fonte]

As duas edições da série All-Star Comics foi publicada como parte do enredo de "Justice Society Returns" em Maio de 1999.[20]

Edições encadernadas[editar | editar código-fonte]

Millennium Edition[editar | editar código-fonte]

Em 2000 e 2001, a DC Comics reimprimiu várias das mais edições mais notáveis da série Millennium Edition. All Star Comics #3 e #8 foram reimpressas neste formato.[21][22]

Referências

  1. a b c d e f g Thomas, Roy (2000). The All-Star Companion: An Historical and Speculative Overview of the Justice Society of America. Raleigh, North Carolina: TwoMorrows Publishing. ISBN 1893905055 
  2. a b All-Star Comics no Grand Comics Database
  3. Wallace, Daniel; Dolan, Hannah, ed. (2010). «1940s». DC Comics Year By Year A Visual Chronicle. London, United Kingdom: Dorling Kindersley. p. 33. ISBN 978-0-7566-6742-9. DC took the 'greatest hits' premise of the comic to its logical conclusion in All Star Comics #3 by teaming the Flash, the Atom, Doctor Fate, Green Lantern, Hawkman, Hourman, Sandman, and the Spectre under the banner of the Justice Society of America for an ongoing series. 
  4. Levitz, Paul (2010). «The Golden Age 1938–1956». 75 Years of DC Comics The Art of Modern Mythmaking. Cologne, Germany: Taschen. p. 56. ISBN 9783836519816. Mayer and Fox cooked up one of the biggest ideas in superhero history: What if the varied stars of All-Star Comics actually met and worked together? 
  5. a b Daniels, Les (1995). DC Comics: Sixty Years of the World's Favorite Comic Book Heroes. New York, New York: Bulfinch Press. p. 54. ISBN 0821220764 
  6. Marston, William Moulton (roteiro), Peter, H. G. (desenho), Peter, H. G. (arte-finali). "Introducing Wonder Woman" All Star Comics 8 (Dezembro de 1941-Janeiro de 1942)
  7. Wallace "1940s" in Dolan, p. 40: "Wonder Woman...took the lead in Sensation Comics following a sneak preview in All Star Comics #8."
  8. Wallace "1940s" in Dolan, p. 55: "Gardner Fox penned his last story about the Justice Society of America in this issue. The writer...introduced an ill-tempered illusionist called the Wizard."
  9. Wallace "1940s" in Dolan, p. 56: "In Robert Kanigher's story...a cabal of villains united as the Injustice Society of the World and took revenge on the JSA's assembled do-gooders."
  10. Wallace "1940s" in Dolan, p. 57: "Black Canary made her first appearance outside of Flash Comics in a feature by writer Robert Kanigher and artist Alex Toth...By the story's end, Black Canary was considered for JSA membership but wouldn't officially join until All Star Comics #41."
  11. 57 All Star Comics, Fevereiro–Março de 1951
        Argumento : Broome, John - Desenho : Giacoia, Frank; Peddy, Arthur F. - História:The Mystery of the Vanishing Detectives!- Arte-finalistas: Giacoia, Frank; Sachs, Bernard
  12. Irvine, Alex "1950s" in Dolan, p. 66: "As superhero comics continued to decline in popularity, many of them mutated into Western, crime, and horror titles. The superhero omnibus All Star Comics was one such series, becoming All-Star Western as of issue #58."
  13. McAvennie, Michael "1970s" in Dolan, p. 169: "Along with artist Ric Estrada, [Gerry] Conway also introduced the DC Universe to the cousin of Earth-2's Superman, Kara Zor-L a.k.a.
  14. {{{2}}}
        Argumento : {{{3}}}
  15. «All-Star Comics #69». Grand Comics Database 
  16. {{{2}}}
        Argumento : {{{3}}}
  17. Wells, John (24 de Outubro de 1997), «'Lost' DC: The DC Implosion», Iola, Wisconsin, Comics Buyer's Guide (1249): 131–132, The contents of All-Star Comics #75 were split into a two-part Justice Society story published in Adventure Comics #461-462. 
  18. Thomas, Roy (Abril de 2002). «All The Stars There Are in (Super-hero) Heaven!». Raleigh, North Carolina: TwoMorrows Publishing. Alter Ego. 3 (14). Consultado em 23 de Junho de 2013 
  19. Markstein (2010). «All-Star Squadron». Don Markstein's Toonopedia. Arquivado do original em 4 de abril de 2012 
  20. All Star Comics vol. 2 no Grand Comics Database
  21. «Millennium Edition: All Star Comics No. 3» 
  22. «Millennium Edition: All Star Comics No. 8» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]