Allegretto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Allegretto
Informação geral
Origem Recife, PE
País  Brasil
Gênero(s) Medieval, Renascentista e barroca
Período em atividade 1996 – atualmente
Página oficial www.facebook.com/grupoallegrettocpm

O grupo[editar | editar código-fonte]

O Allegretto é um grupo de música antiga fundado em 1996 por Alberto Guerra. O grupo se dedica à música antiga e seu repertório compreende a música medieval e renascentista, chegando a alcançar parte do repertório barroco. O grupo nasceu na segunda metade da década de 90 nas aulas de Prática de Conjunto de Flauta Doce e é formado por alunos, professores e ex-alunos do Conservatório Pernambucano de Musica.[1]

Estética[editar | editar código-fonte]

Tendo seu repertório composto de canções situadas entre os século XIII e XVII, o grupo interpreta canções de autores como Bataille, Gastoldi, Arbeau e Monteverdi.[2] Para se aproximar o máximo da estética medieval e renascentista, o grupo se utiliza de réplicas fieis dos modelos de instrumentos da época, além do estudo das técnicas próprias de execução de cada instrumento e de cada período musical, tanto para os instrumentos quanto para o canto. O grupo também utiliza da moda de vestuário das épocas citadas, tendo em seu figurino o estilo de roupa das cortes medievais, como também de plebeus. Além de estilos de vestuários dos renascentistas e de barrocos o grupo também tem momentos de declamação de textos e poemas dos séculos XIII ao XVII e também de danças destas épocas. [3][4]

Com um repertório que abrange quase cinco séculos, o grupo lança mão de uma gama enorme de instrumentos, todos replicas fieis aos instrumentos da época. Flautas doces renascentistas e barrocas, alaúde, vihuela, guitarra renascentista, viola da gamba e diversos instrumentos de percussão. Conta também com um quarteto vocal misto. [5]

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Alberto Guerra , Priscila Gama, Thales Vasconcelos, Diomeres Santana Guilherme Calzavara, Marta Gondim, Asiel Tavares Jr., Paulo Carvalho, Boás Ribeiro, Ivan Ferreira, Suênya Mota, Cecilia Cabral, Jonas Araújo, Ladson Matos, Bruna Guerra, Toninho Miranda. [6]


Referências