Alpha FM Brasília

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alpha FM Brasília
Brasília Super Rádio FM Ltda.
País Brasil
Frequência(s) FM 89.9 MHz
Sede Brasília, DF
Fundação 30 de junho de 1980 (39 anos)
Fundador Mário Garófalo
Antigo(s) proprietário(s) Mário Garófalo (1980-2004)
Lucia Garófalo (2004-2017)
Sócio(s) Maria José Batista Steffen
Irene Batista Cholfe
Mario Antonio Garófalo
Maurício Garófalo
Marcelo Garófalo
Afiliações Alpha FM
Idioma Português
Prefixo ZYC 483
Nome(s) anterior(es) Brasília Super Rádio FM (1980-2018)
Coord. do transmissor Torre de TV de Brasília [1]
Dados técnicos Potência: 10.6 kW
Página oficial brasilia.alphafm.com.br

Alpha FM Brasília é uma emissora de rádio brasileira sediada em Brasília, no Distrito Federal. Opera no dial FM, na frequência 89.9 MHz, e é afiliada à Alpha FM. A emissora nasceu a partir da Brasília Super Rádio FM, fundada em 30 de junho de 1980 pelo jornalista Mário Garófalo, que ficou bastante famosa com sua ênfase na música clássica e erudita.

História[editar | editar código-fonte]

A 89.9 MHz foi entregue ao jornalista Mário Miguel Nicola Garófalo através do presidente Juscelino Kubitschek, amigo que fez convite para fazer residência em Brasília. Com objetivo de tocar "só música de qualidade" na emissora, a Brasília Super Rádio FM foi fundada em 30 de junho de 1980 e inaugurada pelo Papa João Paulo II, quando vez sua primeira visita oficial pelo Brasil tendo passagem por Brasília. Em 30 anos de atividade independente no Distrito Federal, a Brasília Super Rádio FM era a única emissora no mundo, com exceção apenas da Rádio do Vaticano, a ter sido inaugurada por um Papa.[2]

Enquanto esteve no ar, a emissora tinha programação voltada para músicas orquestradas, óperas, jazz, músicas clássicas, MPB e temas de cinema, com espaço para jornalismo (em parceria com a Rádio Russa e da Rádio Pequim). Aos domingos, a emissora transmitia o noticiário semanal da Rádio Vaticano Ângelus, em tradução simultânea a palavra do Papa e a Bênção Apostólica. Idealizado por Mário Garófalo e transmitido desde sua inauguração, o programa Um Piano ao Cair da Noite era apresentado ao vivo de segunda à sexta-feira no palco-auditório do Conjunto Nacional, onde pianistas e várias apresentações especiais se revezavam.[2]

Mário Garófalo faleceu em 2004 e o comando da emissora passou a ser da esposa, Lúcia Garófalo, que também era locutora, produtora e diretora da Brasília Super Rádio FM. Com dificuldades financeiras, Lúcia chegou a pedir ajuda a senadores para propor soluções de manutenção da emissora, em 2008.[3] Em abril de 2012, a Brasília Super Rádio FM foi pauta da revista Piauí, onde foi revelado que a emissora passava por uma crise financeira por falta de pagamento de direitos autorais junto ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). A emissora mantinha oito funcionários, sendo que alguns trabalhavam voluntariamente. Lúcia também revelou estar numa disputa litigiosa com o filho de Mário, que queria vender a emissora para um grande grupo comercial.[2] Lúcia faleceu em 24 de setembro de 2017[4] e o controle da emissora passou a ser de Maria José Batista Steffen, inventariante e esposa de Ivo Steffen, cunhado de Lúcia.[5]

Em abril de 2018, a empresa paulista Emerge passou a prestar serviços para a rádio. Esta entendeu que deveria ser colocada uma nova emissora na 89.9 FM.[5] No dia 30 de abril, a Brasília Super Rádio encerrou seus programas e divulgou um comunicado em seus intervalos comerciais, onde anunciou que passaria a se chamar Alpha FM a partir de 1.º de maio, com nova segmentação e programação. A programação da Brasília Super Rádio continuaria somente via aplicativo e transmissão na internet,[6] mas a constar do início de fevereiro de 2019, os serviços online se encontraram indisponíveis, caracterizando o fim do que ainda restava da programação original por completo. O jornalista Felipe Moraes, do site Metrópoles, revelou que a dívida da emissora junto ao Ecad era milionária e que não haveria cobranças para a transmissão online.[5]

A programação da Alpha FM Brasília entrou no ar oficialmente em 7 de maio. Em reação ao fim da Brasília Super Rádio no dial, o pianista Ricardo Pimentel (que se apresentava no Um Piano ao Cair da Noite) criou um abaixo-assinado on-line para tornar a rádio patrimônio cultural e imaterial do Distrito Federal.[5]

Referências

  1. http://sistemas.anatel.gov.br/se/public/view/b/form.php?id=57dbac16c4225&state=FM-C7
  2. a b c Daniela Pinheiro (abril de 2012). «A diferença é a música». Piauí. Consultado em 1.º de maio de 2018 
  3. «Brasília Super Rádio FM pede apoio a senadores para resolver dificuldades financeiras». Senado Notícias. 16 de julho de 2008. Consultado em 23 de junho de 2018 
  4. «Morre a radialista Lúcia Garófalo, difusora da música erudita no DF». Metrópoles. 24 de setembro de 2017. Consultado em 1.º de maio de 2018 
  5. a b c d Felipe Moraes (14 de maio de 2018). «Música clássica nas rádios: onde e como ouvir obras eruditas». Metrópoles. Consultado em 23 de junho de 2018 
  6. Daniel Starck (30 de abril de 2018). «Plantão exclusivo: Alpha FM inicia as suas operações em Brasília». Tudo Rádio. Consultado em 30 de abril de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.