Alphabet City (Manhattan)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alphabet City (Manhattan)
Bairro dos Estados Unidos Flag of the United States.svg
238 East 3rd Street.jpg
238 Leste 3rd Street entre as Avenidas B e C
Informação geral
Estado Flag of New York.svg Nova Iorque
Cidade Flag of New York City.svg Nova Iorque
Região Manhattan
Localização Delimitado pela Houston Street 14th Street
Limita-se com East Village  · Stuyvesant Town  · Peter Cooper Village
Área 0,768 mi²
Código postal 10009
Lower Manhattan Map Alphabet City.GIF
Portal Portal Estados Unidos

Alphabet City é um bairro localizado no East Village, no bourough de Manhattan, em Nova Iorque. É também conhecido como Loisaida. Seu nome vem das Avenidas A, B, C e D, que são as únicas vias de Manhattan com letras do alfabeto como nomes. Faz fronteira com a Houston Street ao sul e com a 14th Street ao norte, ao longo da tradicional fronteira norte do East Village e ao sul de Stuyvesant Town e Peter Cooper Village. [1] [2][3]Alguns marcos famosos incluem Tompkins Square Park e o Nuyorican Poets Cafe.

O bairro tem uma longa história, servindo como um centro cultural e reduto étnico para as populações alemãs, polonesas, hispânicas e judaicas de Manhattan. No entanto, há muita disputa sobre as fronteiras do Lower East Side, Alphabet City e East Village. Historicamente, o Lower East Side de Manhattan tinha como limites a 14th Street, no extremo norte, ligando-se a leste por East River e a oeste pela First Avenue; hoje, essa mesma área forma Alphabet City.[4] A presença alemã no bairro entrou em declínio no início do século 20, chegando praticamente ao fim após o desastre com o barco a vapor General Scolum, em 1904, em que morreram membros da Igreja Evangélica Luterana de São Marcos (Alemães de Little Germany, em Manhattan).

O bairro é regulado pelo Manhattan Community Board 3 e fica dentro do 9º Departamento de Polícia de Nova York, e suas escolas no 1º distrito escolar de Manhattan.

História[editar | editar código-fonte]

Como muitos outros bairros de East Side, Alphabet City foi o lar de uma sucessão de grupos de imigrantes ao longo dos anos. Por volta de 1840 e 1850, grande parte da atual Alphabet City tornou-se conhecido como "Kleindeutschland" ou "Pequena Alemanha", em meados do século 19, se tornou o terceiro maior local da língua alemã do mundo, depois de Berlim e Viena, com a maioria dos falantes da língua alemã morando em Alphabet City. Na verdade, Kleindeutschland é considerada como tendo sido o segundo substancial não anglófonos enclave étnico urbano na história dos Estados Unidos, depois de Germantown, na Filadélfia.

Por volta de 1880, a maioria dos alemães estava saindo de Kleindeutschland e relocação de Uptown, a seção de Yorkville do Upper East Side. Europeus orientais substituído alemães como o grupo étnico dominante na Alphabet City durante o final do século 19 e início do século 20. Durante esse tempo, a área era considerada parte do Lower East Side, e se tornou o lar de judeus da Europa Oriental, irlandeses e imigrantes italianos. Consistia em cortiços, sem água corrente, e o local de banho principal para os residentes na metade norte da área foi a casa de banho Asser Levy na Rua 23 e Avenida C, no norte de Peter Cooper Village e Stuyvesant Town. Durante este tempo foi também o distrito da luz vermelha de Manhattan e uma das piores favelas da cidade.

Atualmente[editar | editar código-fonte]

Alphabet City foi um dos muitos bairros de Nova Iorque com experiência de reurbanização nos anos 1990 e início do século 21. Múltiplos fatores resultaram em menores taxas de criminalidade e as rendas mais elevadas, em Manhattan, em geral, e Alphabet City, em particular. As avenidas de A a D tornaram-se um lugar boêmio no século 21, mais do que tinha sido nas décadas anteriores. [5] Apartamentos foram renovados e lojas abandonadas anteriormente estão se tornando novos restaurantes, discotecas e estabelecimentos de varejo.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Selling the Lower East Side - Geography Page». Upress.umn.edu 
  2. «Exhibitions». The Villager. 4 de outubro de 2006. Consultado em 20 de setembro de 2018 
  3. Foderaro, Lisa W. (17 de maio de 1987). «Will it be Loisaida of Alphabet city?; Two Visions Vie In the East Village». The New York Times. Consultado em 22 de agosto de 2009 
  4. «Alphabet City, Manhattan». Wikipédia, a enciclopédia livre. 7 de setembro de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018 
  5. Shaw, Dan (11 de novembro de 2007). «Rediscovering New York as It Used to Be». The New York Times. ISSN 0362-4331. Consultado em 12 de novembro de 2007 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alphabet City (Manhattan)
Ícone de esboço Este artigo sobre geografia dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.