Alta Floresta d'Oeste

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município do Alta Floresta D'Oeste
Bandeira do Alta Floresta D'Oeste
Brasão do Alta Floresta D'Oeste
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 20 de maio de 1986 (31 anos)
Gentílico alta-florense
Prefeito(a) Carlos Borges da Silva (PP)
(2017–2020)
Localização
Localização do Alta Floresta D'Oeste
Localização do Alta Floresta D'Oeste em Rondônia
Alta Floresta D'Oeste está localizado em: Brasil
Alta Floresta D'Oeste
Localização do Alta Floresta D'Oeste no Brasil
11° 58' 05" S 61° 57' 15" O11° 58' 05" S 61° 57' 15" O
Unidade federativa  Rondônia
Mesorregião Leste Rondoniense IBGE/2008[1]
Microrregião Cacoal IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes São Miguel do Guaporé, Nova Brasilândia d'Oeste, Novo Horizonte do Oeste e Rolim de Moura (N), Alto Alegre dos Parecis (L), São Francisco do Guaporé e Costa Marques (O).
Distância até a capital 415 km
Características geográficas
Área 7 066,702 km² [2]
População 25 728 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 3,64 hab./km²
Clima Equatorial Am
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,715 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 300 748,078 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 12 236,97 IBGE/2008[5]
Página oficial

Bandeira Oficial de Alta Floresta D'Oeste

leiro do estado de Rondônia. Localiza-se a uma latitude 11º58'05" sul e a uma longitude 61º57'15" oeste, estando a uma altitude de 350 metros. Sua população estimada pelo Censo 2010 é de 24.392 habitantes.

Possui uma área de 7.067 km².

O município foi criado em 20 de maio de 1986. Sua origem foi conseqüência do avanço da frente migratória rumo ao oeste em demanda ao Vale do Guaporé. O pequeno núcleo populacional evoluiu rapidamente transformando-se em importante pólo agrícola e comercial exigindo uma organização político-administrativa, sendo atendida com a elevação da região à categoria de município.

Hoje Alta Floresta D'Oeste, encontra-se em amplo desenvolvimento, sendo grande pólo de desenvolvimento pecuário, seja do gado de corte ou gado leiteiro.

Com atrativos naturais reconhecidos internacionalmente, como o Vale do Guaporé e suas belezas, atrai grande número de turistas, que buscam interação com a natureza e atividades como pesca esportiva e camping.

Cercada pela biodiversidade do Vale do Guaporé, Alta Floresta D'Oeste, conta com inúmeras aldeias indígenas nas áreas de reserva da Terra Indígena Rio Branco e Terra Indígena Massaco. Esta última, destaca-se por ser a primeira reserva nacional a ser demarcada, sem haver contato com os indígenas que ali se encontram.

BANDEIRA

Erroneamente foi cadastrado a bandeira de Alta Floresta D'Oeste com as barras brancas quando na verdade as mesmas oficialmente são amarelas, conforme consta em documentos oficiais. Um trabalho elaborado em 2001 pela EQUIPE PEDAGÓGICA composta pelos educadores: CLECI  F. VENDRUSCOLO, MARILZA B. TRAJANO, MARIA AUZENI S. OLIVEIRA, ROSÂNGELA MARIA DE JESUS e PAULO ROBERTO MACHADO, tinha por objetivo levar ao conhecimento dos alunos das escolas publicas um pouco mais de informações sobre o município. No referido trabalho cita os motivos das cores da bandeira sendo:

Bandeira Oficial do Município de Alta Floresta D'Oeste - RO

AZUL:  simboliza o céu.

AMARELO:  simboliza os minérios.

VERDE:  simboliza as matas.

MARROM:  simboliza as terras férteis do município.

ÁRVORES: simboliza o nome da cidade.

BRANCO:  simboliza a paz.

BRASÃO

Brasão Oficial - Utilizado em Documentos Oficiais

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativa Populacional 2013» (PDF). Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2013. Consultado em 29 de agosto de 2012 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]