Altair Martins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Altair Martins
Nascimento 1975 (44 anos)
Porto Alegre,  Brasil
Prémios Prêmio São Paulo de Literatura (2009)
Género literário Romance, conto
Movimento literário Pós-modernismo
Magnum opus A Parede no Escuro

Altair Martins, (Porto Alegre, 1975) é um escritor brasileiro. É romancista e contista consagrado por alguns dos mais importantes prêmios da literatura do Brasil, tendo também sido vencedor de prêmios literários no exterior.[carece de fontes?]

Formado tradutor com especialização em língua francesa pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e mestre em literatura brasileira pela mesma universidade é professor no curso de formação de escritores ministrado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e leciona literatura brasileira no Colégio Marista Rosário.

É vencedor de um dos maiores prêmios literários no Brasil, o Prêmio São Paulo de Literatura, o prêmio de maior valor em dinheiro da literatura brasileira,[1] em sua segunda edição, na categoria "primeiro romance", com o livro A parede no escuro[2]

Em 1994 foi vencedor do Prêmio Guimarães Rosa da Rádio France International. Tem, desde então, publicado as antologias de crônicas ou contos Como se moesse ferro,Se choverem pássaros e Dentro do olho dentro. Venceu ainda o Prêmio Luiz Vilela, o Concurso Nacional de Contos Josué Guimarães, na Jornada Nacional de Literatura, o Prêmio Açorianos na categoria conto, além de ter sido finalista na categoria crônicas de 2003 do Prêmio Jabuti.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]