Alto Conselho de Estado (Argélia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Alto Conselho de Estado (em francês: Haut Comité d'État) foi uma presidência coletiva criada pelos militares da Argélia em janeiro de 1992, após as eleições anuladas em dezembro de 1991,[1] existindo até 30 de janeiro de 1994.

Membros[editar | editar código-fonte]

Consistia inicialmente por:

O Presidente do Alto Conselho foi Mohamed Boudiaf de 16 de janeiro de 1992 até seu assassinato em 29 de junho de 1992. Ele foi sucedido como presidente por Ali Kafi até o Alto Conselho ser substituído pelo presidente Liamine Zéroual em janeiro de 1994.

Resultado[editar | editar código-fonte]

O Alto Conselho interrompeu democratização da Argélia, assumindo um monopólio efetivo sobre a política. As eleições presidenciais e parlamentares foram retomadas alguns anos mais tarde, quando Zeroual assumiu a presidência, mas os militares continuaram a exercer uma influência dominante sobre o processo. As políticas do Conselho estavam mais preocupadas em combater a rebelião islamita[2], com sucesso parcial.

Referências