América (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
América
Logotipo da telenovela usado de 5 de maio de 2005 até o último capítulo.
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Duração 75 minutos
Criador(es) Glória Perez
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Jayme Monjardim
Marcos Schechtman
Luciano Sabino
Marcelo Travesso
Teresa Lampreia
Elenco Deborah Secco [1]
Murilo Benício
Marcello Novaes
Nívea Maria
Francisco Cuoco
Matheus Nachtergaele
Eri Johnson
Murilo Rosa
José Dumont
Eliane Giardini
Bruno Gagliasso
Erom Cordeiro
Lucas Babin
Lúcia Veríssimo
Anderson Müller
Ver mais
Tema de abertura "Órfãos do Paraíso", Milton Nascimento e Sagrado Coração da Terra (primeira fase)
"Soy Loco Por Ti America", Ivete Sangalo (segunda fase)
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 14 de março - 4 de novembro de 2005
N.º de episódios 203

América é uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 20 horas pela Rede Globo, entre 14 de março e 4 de novembro de 2005, em 203 capítulos, substituindo Senhora do Destino e sendo substituída por Belíssima.[2] Foi a 66ª "novela das oito" exibida pela emissora. Escrita por Glória Perez e dirigida por Jayme Monjardim, Marcos Schechtman, Luciano Sabino, Marcelo Travesso, Teresa Lampreia, Federico Bonani e Carlo Milani.

Contou com as atuações de Deborah Secco, Murilo Benício, Marcello Novaes, Nívea Maria, Francisco Cuoco, Matheus Nachtergaele, Eri Johnson e Murilo Rosa.[1]

Em 2012, foi eleita pelo Portal Terra uma das cinquenta melhores novelas de todos os tempos.[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A novela conta a história de Sol, uma garota do subúrbio carioca, que atraída pelas promessas do sonho americano, investe na tentativa de emigrar para os Estados Unidos onde, acredita, há de ter as oportunidades de crescimento que não encontrou no Brasil.

Depois de ter por duas vezes o visto de turista negado, ela apela para os coyotes, e decide entrar no país de maneira ilegal, através do México. É nessa ocasião que ela, aceitando levar o que lhe parece um inocente presente para a mãe de um dos organizadores da travessia, acaba sendo presa pela polícia americana: além de ilegal, estava portando drogas, por causa de Alex, um perigoso contrabandista que ilude Sol prometendo ajudá-la a chegar no território americano, e assim é mandada para a cadeia por causa de Alex, e acaba fugindo da cadeia. Alex é um homem inescrupuloso que finge ser responsável e moral, que trabalha para a perigosa Djanira Pimenta para as conclusões de seus crimes. Sol consegue fugir da cadeia e em meio a isso, conhece Ed, noivo de May, que mais tarde aceitará casar-se com ela, para que ganhe o visto de permanência, mediante pagamento de uma quantia que lhe permitirá pagar a edição de seu livro. Sol vai pros EUA andando pelo deserto, em umas das tentativas , vai escondida num ar-condicionado dentro de um carro, tudo para ter e dar uma vida melhor para a família. May, porém é uma mulher venenosa e perversa, que usa sua inteligência e sagacidade para separar Sol de Ed com a ajuda de Alex e Djanira, consegue ir ao Brasil em busca de recuperar seu noivado.

Tião é um peão responsável filho de Acácio e Mazé, vem crescendo no mundo do rodeio, e caminha para o maior de todos os desafios: enfrentar Bandido,[4] o touro invencível, que nenhum peão jamais tinha conseguido montar. Após idas e vindas com Tião, Sol acaba se casando com Ed mas separando-se dele e voltando grávida do americano para o Brasil. Todavia, ela não sabia que teria que voltar para os EUA, pois seu filho nasce aqui com a ajuda de Tião, com problemas cardíacos e é melhor o bebê se tratar lá. Depois que a criança nasce, ela o entrega para Ed, e depois do bebê ser operado e curado, Ed vem morar no Brasil com o filho e Sol, e acaba se separando de May, quando descobre as farsas da vilã. Tião casa-se com Simone, uma veterinária responsável que era casada com Geninho, seu irmão. Geninho é um homem mau-caráter e frustrado que traía a mulher principalmente com Creusa, apesar de ser apaixonado por Sol, seu relacionamento com ela nunca deu certo.

Mostrou o universo dos deficientes visuais e um romance gay que acabou em polêmica, quando por decisão da emissora, não foi ao ar, no último capítulo. Também mostrou Creuza, uma mulher totalmente sensual e ninfomaníaca vestida de crente, que enganou a todos, falando que era virgem e serva de Deus. Ela foi para a cama com quase todos os homens da novela, inclusive ia sempre com Tião no meio das palhas e dos matagais.

Outro núcleo importante apresenta o casal Haydée, uma socialite elegante, e Glauco, um arquiteto fingido, como um casal respeitado na sociedade carioca, que porém sofrem com um casamento conturbado, que é sempre mais complicado com a filha do casal, a rebelde Raíssa, que despreza a riqueza dos pais, a doença de Haydée, que descobre sofrer de cleptomania e Glauco, que revertido com as situações da família, acaba se envolvendo com a ninfeta Lurdinha. Outro grande encalque da trama é o casal Dinho e Neuta. Ele é um peão honesto e humilde grande amigo de Tião, que se encanta pela viúva Neuta, uma mulher simples e guardada que sofre com a viuvez do marido e se apaixona por Dinho. No final, os dois resolvem assumir o romance. Outra grande trama paralela é o empresário Laerte Villa-Nova e a designer Irene Villa Nova, que vivem um casamento as beiras.

Tião quase morre ao enfrentar o boi Bandido, mas acaba voltando a realidade, enriquece e Simone engravida dele. O vilão Alex é punido no fim: Ele cai numa cilada e termina preso; Dinho e Neuta assumem o romance, e Júnior e Zeca acabam juntos. Na última cena, Sol e Tião se reencontram e decidem ser apenas amigos.

Produção[editar | editar código-fonte]

Alinne Moraes, Camila Morgado, Cláudia Abreu, Danielle Winits, Giovanna Antonelli, Mariana Ximenes e Regiane Alves chegaram a ser cotadas para interpretar a protagonista Sol.[5][6]

Antes mesmo de iniciar a fase de produção, a telenovela foi alvo dos ativistas e de ONG's protetoras de animais. A novela planejava abordar o tema rodeios, que automaticamente é ligado aos maus tratos aos animais e isso gerou revolta. Uma carta com várias exigências foi escrita por essas entidades e levadas à autora Glória Perez. O objetivo era tentar interferir no roteiro da novela por meio dessas exigências escritas[7].

Gravações[editar | editar código-fonte]

As primeiras cenas da novela foram gravadas em uma fazenda no Pantanal, em Mato Grosso do Sul[8].

A trama teve gravações no Texas, mais especialmente na fronteira entre o México e os Estados Unidos. O custo das gravações na região ultrapassou o orçamento de 1 milhão de reais e mobilizou mais de 100 profissionais, o maior número de efetivos já enviado ao exterior[9]. A cidade de Miami foi um dos cenários bastante presente na novela[10].

Também foram feitas gravações em Barretos. Inclusive também foram gravadas cenas no 50ª Festa do Peão de Barretos[11].

Temas abordados[editar | editar código-fonte]

O principal tema abordado na trama foi a entrada ilegal de imigrantes nos Estados Unidos. A atriz Deborah Secco ficou cerca de 1 mês em solo americano, conversando com imigrantes ilegais e sabendo tudo sobre vida deles. A atriz também trabalhou durante um dia em uma rede de lojas McDonald's, se passando por uma imigrante, sem os outros saberem que se tratava de um laboratório para uma novela[12].

A deficiência visual foi abordada na trama por meio dos personagens Flor (Bruna Marquezine) e Pedro (Marcos Frota). Para compor os personagens e a pedido do diretor Jayme Monjardim, ambos passaram vários dias executando tarefas com uma venda nos olhos[13]. A criação desses personagens foi inspirada numa professora também deficiente[14]. Por meio desse tema, a autora Glória Perez, Bruna Marquezine e Marcos Frota receberam uma homenagem na Câmara Municipal do Rio e foram condecorados com a Medalha Tiradentes[15].

A cleptomania, que é o desejo compulsivo de roubar coisas, foi abordada por meio da personagem Haydée (Christiane Torloni). A novela mostrou que a psicanálise é um dos caminhos para tratar dessa compulsão[16].

A telenovela abordou o tema pedofilia, por meio do personagem do ator Matheus Costa. A iniciativa era pra alertar os pais sobre os filhos em relação ao mau uso da internet[17].

Bastidores[editar | editar código-fonte]

A autora Glória Perez teve fortes desentendimentos com o diretor Jayme Monjardim. Ambos alegaram divergências nas idéias que vinham tendo, o que estava gerando atritos entre eles[18]. Para não complicar mais a situação, Jayme pediu desligamento da novela e deixou a direção geral[19]. Marcos Schechtman assumiu a direção e a autora Glória fez algumas mudanças que ela considerava importante[20]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

A novela gerou polêmica entre os brasileiros que moravam nos Estados Unidos. Algumas pessoas se identificaram com o drama da protagonista Sol para entrar nos EUA. Já outros criticaram, que as dificuldades enfrentadas pela personagem era um exagero.[21]

Seguindo a onda da novela, o número de imigrantes brasileiros que entravam nos Estados Unidos de maneira ilegal quadruplicou de número.[22]

Várias ativistas ligados às instituições de proteção aos animais fizeram protestos contra os rodeios que novela mostrava. Segundo eles, os animais utilizados eram submetidos à tortura e a maus tratos durante as cenas de rodeio. A autora Glória Perez decidiu cortar da novela a militância que defenderia os animais e manteve os rodeios[23].

A novela foi programada para ter uma cena de beijo gay entre Júnior (Bruno Gagliasso) e Zeca (Erom Cordeiro)[24]. A expectativa e repercussão desse possível beijo fez o último capítulo disparar em audiência, porém ele foi vetado pela emissora[25].

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Deborah Secco Sol de Oliveira
Murilo Benício Sebastião Higino (Tião)
Caco Ciocler Edward Talbot (Ed)
Camila Morgado Miss May
Thiago Lacerda Alex / Roberto Sinval Fontes
Gabriela Duarte Simone Villa Nova
Betty Faria Djanira Pimenta
Marcello Novaes Geninho
Mariana Ximenes Raíssa Lopes Prado
Eliane Giardini Viúva Neuta Fontes
Murilo Rosa Denilson Martins (Dinho)
Juliana Paes Creusa Regina
Christiane Torloni Haydée Lopes Prado
Edson Celulari Glauco Lopes Prado
Cléo Pires Maria de Lurdes ( Lurdinha)
Bruno Gagliasso Roberto Sinval Fontes Júnior (Júnior)
Erom Cordeiro Zeca
Samara Felippo Maria Odete (Detinha)
Humberto Martins Laerte Villa Nova
Daniela Escobar Irene Villa Nova
Cláudia Jimenez Consuelo Torres Serrano
Matheus Nachtergaele Jesuino Costa ( Carreirinha)
Lúcia Veríssimo Gil Madureira
Floriano Peixoto Antônio Carlos Marinari (Tony)
Lucas Babin Nick
Juliana Knust Inesita
Fernanda Paes Leme Rosário
Paulo Goulart Mariano de Oliveira Pardal
Jandira Martini Odaleia de Oliveira Pardal
Francisco Cuoco José Higino ( Zé Higino )
Nívea Maria Maria José Higino (Mazé)
Neuza Borges Diva Feitosa
Chico Diaz Acácio da Silva Higino
Simone Spoladore Heloísa (Helô)
Rodrigo Faro Neto
Ailton Graça José Feitosa (Feitosa)
Paula Burlamaqui Islene
Luis Melo Ramiro
Marcos Frota Pedro Jatobá
Totia Meireles Vera do Nascimento
Bruna Marquezine Flor
Walter Breda Ari Francisco Gomes ( seu gomes)
Regina Maria Dourado Graça
Roberto Bomfim Jota Abdalla
Eva Todor Miss Jane
Bete Mendes Fátima
Reginaldo Faria Adalberto
Victor Fasano James
Camila Rodrigues Mariana de Oliveira
Mussunzinho Farinha
Marisol Ribeiro Kerry Villa Nova
Cissa Guimarães Nina
Eri Johnson Waldomiro
Rosi Campos Mercedes
Guilherme Karan Geraldito
José Dumont Carlos Manuel de Andrade (Bóia)
Sílvia Buarque Maria Elis
Christiana Kalache Maria Isabel (Bebela)
Raul Gazolla Helinho
Vera Fischer Úrsula
Cris Vianna Drica
Jaime Leibovitch Bill
Carolina Macieira Penha
Cynthia Falabella Cidinha
Elena Toledo Dolores
Duda Nagle Radar do Nascimento
Luíza Valdetaro Manuela (Manu)
Cacau Mello Rose
Rafael Calomeni Carlos Eduardo (Cadu)
Blota Filho Haroldo
Paula Pereira Déia
Franciely Freduzeski Conchita
Matheus Costa Henrique (Rick)
Viviane Victorette Júlia (Ju)
Rodrigo Hilbert Murilinho
Arlete Salles Rita
Betty Gofman Professora Dadá
Flávio Migliaccio Velmiro
Nelson Xavier Santiago
Dja Marthins Dolores
Arlete Heringer Rita
Henri Pagnocelli Cônsul Sílvio
Lucy Mafra Claudete
Cláudia Borioni Vilma
Guilherme Vieira Genivaldo da Silva Higino (Geninho)
Clarice Derzié Luz Malu
Marcelo Brou Stallone
Flávia Guedes Berenice (Berê)
Julia Maggessi Scarlet
Cláudio Gabriel Rui
Cláudio Fontana Dado
Sônia Clara Hilda
Rafaela Amado Celeste
Rosimar de Mello Sianinha
Eduardo Canuto João
Márcia do Valle Madá

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Bruno Abrahão Sebastião da Silva Higino (Tião) (criança)
Maria Mariana Azevedo Sol de Oliveira (criança)
Thainá Menezes Drica (criança)
Carlos Casagrande André
Werner Schünemann Pedro Paulo
Alexia Dechamps Namorada de Cadu
Eliana Pittmann Rainha do Forró
Lucas Lins e Silva Deco
Mano Melo Severino
Ana Luiza Garritano Pepita
Lafayette Galvão Padre
Luciana Rigueira Nossa Senhora de Guadalupe
Jorge Pontual Amigo de Geninho
Jayme Periard Wallace
Mário César Camargo Delegado de Boiadeiros
Marly Bueno Sra. Mattos
Nildo Parente Médico de Tião
Pedro Brício Amigo de Ed
Silvio Pozzato Juiz de Direito de Boiadeiros
William Vita Policial Medina
Juan Alba Honório
Milton Gonçalves Deputado Corrêa

Galeria[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

O primeiro capítulo teve uma média de 56 pontos e 76% de share.[26]

Porém durante os primeiros dias, a trama teve uma audiência instável. A reprise de Xica da Silva é uma das causas dessa instabilidade.[27]

O último capítulo rendeu 66 pontos de prévia, com picos de 70 e 82% de share, consolidou 68 pontos, se tornando a maior audiência conquistada na década de 2000.[28][29]

Teve média geral de 49,4 pontos, a segunda maior audiência da década de 2000, sendo superada apenas por Senhora do Destino, de Aguinaldo Silva.[30]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

A autora Glória Perez recebeu inúmeros prêmios de entidades ligadas à deficiência física e foi homenageada em muitos estados do país pela campanha em prol dos deficientes.

Prêmio Contigo! 2006[31]

Prêmio Arte Qualidade Brasil RJ[32]

Prêmio Arte Qualidade Brasil SP[33]

Melhores do Ano - Domingão do Faustão

Troféu Super Cap de Ouro

Exibição internacional[editar | editar código-fonte]

Lançada no mercado internacional em janeiro de 2006, "América" foi vendida para Venezuela, Bolívia, Canadá, Portugal, Costa Rica dentre outras mais. A novela foi exibida na Índia, em 2008, em dois horários do canal Firangi Channel, que estreou apostando na exibição, em hindi, do melhor da programação mundial. A novela de Gloria Perez marcou a estreia da TV Globo Internacional naquele país.


Música[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora dupla (Nacional e Internacional) - 1ª fase[editar | editar código-fonte]

CD Nacional:

  1. "Soy Loco Por Ti América" - Ivete Sangalo (tema de Abertura 2ª fase)
  2. "Até Pensei" - Nana Caymmi (tema de Miss Jane e Zé Higino)
  3. "A Volta" - Roberto Carlos (tema de Jatobá)
  4. "Pra Rua Me Levar" - Ana Carolina (tema de Júnior)
  5. "Feitiço da Vila" - Martinho da Vila (tema de Locação: Vila Isabel)
  6. "Nervos de Aço" - Leonardo (tema de Tião)
  7. "Mágoa de Boiadeiro" - Lourenço e Lourival (tema de Locação: Boiadeiros)
  8. "Os Amantes" - Daniel (tema de Neuta e Dinho)
  9. "Girassóis Azuis 2" - George Israel (tema de Alex)
  10. "Vida de Viajante" - Lenine (tema de Geninho)
  11. "She's a Carioca (Ela é Carioca)" - Celso Fonseca (part. esp. Cibele) (tema de Lurdinha)
  12. "Você" - Marina Elali (tema de Sol)
  13. "Um Matuto Em Nova York" - Roberto Trevisan (tema de Jota Abdalla)
  14. "Sinfonia dos Sonhos" - Marcus Viana (tema de Sol e Tião)
  15. "Órfãos do Paraíso" - Milton Nascimento e Sagrado Coração da Terra (tema de Abertura 1ª fase)

CD Internacional:

  1. "Take Me Home, Country Roads" - Happening (tema de Locação: Boiadeiros)
  2. "Don't" - Shania Twain (tema de Sol)
  3. "Home" - Michael Bublé (tema de Sol e Ed)
  4. "Abrazame Así" - Tamara (tema de Neto e Helô)
  5. "Amore e Musica" - Russell Watson (tema de Glauco)
  6. "The Look Of Love" - Diana Krall (tema de Haydée)
  7. "Summertime" - Michael Bolton (tema de Nina)
  8. "A Horse With No Name" - America (tema de Locação: EUA)
  9. "Redneck Woman" - Gretchen Wilson (tema de Detinha)
  10. "Pieces Of Me" - Ashlee Simpson (tema de Raíssa)
  11. "Por Un Beso" - Gloria Estefan (tema de Consuelo)
  12. "Canción Mixteca" - Mariachi Vargas de Tecalitlan
  13. "Bésame Mucho" - Maysa (tema de Jota Abdalla e Consuelo)
  14. "Wind Shaking The Trees" - Darwing James Band (tema de Kerry)
  15. "Long Long Away" - Jesse Johnson

Trilha sonora: América Rodeio[editar | editar código-fonte]

  1. "Peão de Vitrine" - Gian & Giovani (tema de Waldomiro)
  2. "Nóis Tropica Mais Não Cai" - Rick & Renner (tema dos Peões de Boiadeiros)
  3. "Chattahoocchee" - Alan Jackson (tema de Carreirinha)
  4. "Na Sola da Bota" - Rionegro & Solimões (tema de Irene e Laerte)
  5. "Oito Segundos" - Hugo & Tiago (tema de Dinho)
  6. "Save a Horse (Ride a Cowboy)" - Big & Rich (tema de Creusa e Tião)
  7. "Coração Aventureiro" - Marlon & Maicon
  8. "Se Tiver Mulher "Nóis Vai" " - Cézar & Paulinho
  9. "Somebody Like You" - Keith Urban
  10. "Garanhão da Madrugada" - Teodoro & Sampaio
  11. "Louca Paixão" - Tânia Mara
  12. "Achy Breaky Heart" - Billy Ray Cyrus
  13. "Apaziguar" - Bruno & Marrone
  14. "Eu Sou Peão" - Luiz Cláudio & Giuliano
  15. "Fera Mansa" - Zezé di Camargo & Luciano (tema de Gil)
  16. "I Wanna Do It All" - Terri Clark (tema dos Rodeios)
  17. "Ave-Maria Natureza" - Paula Fernandes
  18. "Eu Sei Que Vou te Amar" - Caetano Veloso (faixa-bônus)

Trilha sonora internacional 2ª fase[editar | editar código-fonte]

  1. "Regresa a Mi (Unbreak My Heart) - Il Divo (tema de Mary e Helinho)
  2. "Don't" - Shania Twain (tema de Sol)
  3. "Home" - Michael Bublé (tema de Ed)
  4. "A Horse With No Name" - America (tema de Locação: EUA)
  5. "Take Me Home, Country Roads" - Happening (tema de Locação: Boiadeiros)
  6. "Redneck Woman" - Gretchen Wilson (tema de Detinha)
  7. "Pieces Of Me" - Ashlee Simpson (tema de Raíssa)
  8. "Can't Get Over" - Kasino (tema de Sol)
  9. "Summertime" - Michael Bolton (tema de Nina)
  10. "Amore e Musica" - Russell Watson (tema de Glauco)
  11. "The Look Of Love" - Diana Krall (tema de Haydée)
  12. "Por Un Beso" - Gloria Estefan (tema de Consuelo)
  13. "Abrazame Así" - Tamara (tema de Neto e Helô)
  14. "Breathe" - O2 (tema de Locação: Boate Ocean Drive)

Trilha sonora nacional 2ª fase[editar | editar código-fonte]

  1. "A Volta" - Roberto Carlos (tema de Jatobá)
  2. "Soy Loco Por Ti América" - Ivete Sangalo (tema de Abertura)
  3. "Nervos de Aço" - Leonardo (tema de Tião)
  4. "Os Amantes" - Daniel (tema de Neuta e Dinho)
  5. "Eu Sei Que Vou te Amar" - Caetano Veloso
  6. "Você" - Marina Elali (tema de Sol)
  7. "Até Pensei" - Nana Caymmi (tema de Miss Jane e Zé Higino)
  8. "Feitiço da Vila" - Martinho da Vila (tema de Locação: Vila Isabel)
  9. "Vida de Viajante" - Lenine (tema de Geninho)
  10. "Mágoa de Boiadeiro" - Lourenço e Lourival (tema de Locação: Boiadeiros)
  11. "Pra Rua Me Levar" - Ana Carolina (tema de Júnior)
  12. "Girassóis Azuis 2" - George Israel (tema de Alex)
  13. "She's a Carioca (Ela é Carioca)" - Celso Fonseca (part. esp. Cibele) (tema de Lurdinha)
  14. "Sinfonia dos Sonhos" - Marcus Viana (tema de Sol e Tião)

Trilha sonora complementar: América Berço do Samba[editar | editar código-fonte]

  1. "Meu Ébano" - Alcione (tema de Feitosa)
  2. "Quem é Ela" - Zeca Pagodinho (tema de Creusa)
  3. "Vai e Vem" - Emílio Santiago
  4. "Tendência" - Jorge Aragão
  5. "Quando Essa Onda Passar" - Martinho da Vila
  6. "Amor Proibido" - Juliana Diniz (tema de Islene)
  7. "Inconformado" - Exaltasamba
  8. "Nosso Jeito de Amar" - Nalanda
  9. "Tempero de Dona Dadá" - Os Mulekes
  10. "Pé do Meu Samba" - Mart'Nália
  11. "Pega Geral" - Dudu Nobre
  12. "Me Faz Feliz" - Jeito Moleque
  13. "Compasso do Amor" - Grupo Revelação
  14. "Facho de Esperança" - Fundo de Quintal
  15. "Coração em Desalinho" - Marquinhos China e Monarco
  16. "Terra de Noel" - Flávia Bittencourt

Referências

  1. a b «Galeria de personagens». Memória Globo. Consultado em 22 de março de 2016. Cópia arquivada em 11 de março de 2016 
  2. «'América' estréia nesta segunda na TV Globo com forte elenco». Bem na Net. 14 de março de 2005. Consultado em 18 de julho de 2015 
  3. «Las 50 mejores telenovelas de todos los tiempos» (em espanhol). Portal Terra. Consultado em 13 de março de 2012 
  4. Folha Online (25 de outubro de 2005). «Duelo entre Touro Bandido e Tião em "América" rende recorde de audiência». Folha de S.Paulo. Folha Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  5. «Quero vê-la sorrir». Revista Quem. Globo. Abril de 2005. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  6. «Antonelli, Winits e Ximenes tomam lugar de Claúdia Abreu». Virgula. Uol. 29 de julho de 2004. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  7. «Defensores de animais querem interferir em novela da Globo sobre rodeios». UOL. 11 de agosto de 2004. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  8. «Rede Globo grava novela América no Pantanal de MS». Cassilândia Notícias. 1 de dezembro de 2004. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  9. «Atores sofrem na fronteira México-Texas». Folha de São Paulo. 30 de janeiro de 2005. Consultado em 23 de setembro de 2017 
  10. «"América" estréia com mais de 60 personagens». UOL. 10 de março de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  11. «"América" terá gravações no rodeio de Barretos». Terra. 12 de agosto de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  12. «Durante preparação para "América", Deborah Secco trabalhou no McDonald's limpando o chão». Folha Ilustrada. 30 de janeiro de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  13. «Bruna Marquezine é auxiliada por Monjardim para viver cega». Babado IG. 3 de março de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  14. «Inspiradora de personagens cegos da novela "América" é palestrante da semana científica da PUC-Campinas». Noticias Universia. 22 de abril de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  15. «Gloria Perez, Marcos Frota e Bruna Marquezine recebem Medalha Tiradentes». Área Vip. 16 de junho de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  16. «Em "América", Haydée procura psicanalista para tratar cleptomania». Terra. 13 de outubro de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  17. «Pedofilia na novela». Época. 11 de julho de 2005. Consultado em 23 de setembro de 2017 
  18. «Autora de "América" confirma divergências com Monjardim». Folha Ilustrada. 12 de abril de 2005. Consultado em 23 de setembro de 2017 
  19. «Jayme Monjardim deixa a direção de "América"». Estadão. 12 de abril de 2005. Consultado em 23 de setembro de 2017 
  20. «Glória Perez assume comando e muda 'América'». Folha Ilustrada. 14 de abril de 2005. Consultado em 23 de setembro de 2017 
  21. «"América" causa polêmica entre brasileiros nos EUA». Terra. 8 de abril de 2005. Consultado em 30 de janeiro de 2017 
  22. «Brasileiros ilegais nos EUA quadruplicam na onda de "América"». Terra. 25 de agosto de 2005. Consultado em 30 de janeiro de 2017 
  23. «Ativistas fazem protesto contra rodeios em novela». Estadão. 7 de abril de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  24. «"América" termina com beijo gay picante». Folha Ilustrada. 7 de outubro de 2005. Consultado em 23 de setembro de 2017 
  25. «América frustra e não mostra beijo gay». Terra. 4 de novembro de 2005. Consultado em 23 de setembro de 2017 
  26. «"América" estréia com recorde de audiência». Estadão. 15 de março de 2005. Consultado em 31 de março de 2015 
  27. «'Xica da Silva': reprise incomoda estréia de 'América'». Diário do Grande ABC. 23 de abril de 2005. Consultado em 31 de março de 2015 
  28. Redação Folha Online (4 de novembro de 2005). «"América" bate recorde e veta beijo gay». Folha Online. Consultado em 30 de janeiro de 2017 
  29. «América termina superando expectativas: 70 pontos de audiência!». O Fuxico. 4 de novembro de 2005. Consultado em 31 de março de 2015 
  30. Feltrin, Ricardo (18 de setembro de 2008). «Ibope de novelas desaba na Globo; veja a queda». Uol Notícias. Consultado em 30 de janeiro de 2017 
  31. Redação Contigo! Online (2006). «8º Prêmio Contigo! - Vencedores». Revista Contigo!. Consultado em 1 de julho de 2010 
  32. Redação Associação Prêmio Qualidade Brasil (2005). «Indicados e Ganhadores do Prêmio Qualidade Brasil 2005 – Rio de Janeiro». Associação Prêmio Qualidade Brasil. Consultado em 1 de julho de 2010 
  33. Redação Associação Prêmio Qualidade Brasil (2005). «Indicados e Ganhadores do Prêmio Qualidade Brasil 2005 – São Paulo». Associação Prêmio Qualidade Brasil. Consultado em 1 de julho de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]