Américo Ribeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Américo Augusto Ribeiro
Nascimento 1 de janeiro de 1906
Setúbal
Morte 10 de julho de 1992 (86 anos)
Nacionalidade Portugal Portuguesa

Américo Augusto Ribeiro (Setúbal, 1 de Janeiro de 190610 de Julho de 1992) foi um fotógrafo português.

Iniciou o seu contacto com a arte fotográfica através do proprietário de um estúdio fotográfico em Setúbal, Alberto Sartoris, em cuja montra expôs as suas primeiras fotografias, em 1922.

O acolhimento do seu trabalho levou-o a iniciar um percurso, que nunca mais abandonou, de registo fotográfico da cidade, da sua vida, dos seus monumentos, dos seus eventos sociais, políticos e desportivos.

A par disso desenvolveu actividade comercial como fotógrafo, com um estúdio em Setúbal (Foto Cetóbriga: 1936-1984) e outro em Sesimbra (Foto Ameri: 1960-1979).

Placa comemorativa: Setúbal.

Repórter fotográfico[editar | editar código-fonte]

Em 1927 publica a primeira fotografia no jornal O Setubalense e em 1929 torna-se correspondente fotográfico em Setúbal do jornal Diário de Notícias.

Colaborou como fotógrafo em jornais e revistas como A Bola, Correio da Manhã, Diário de Lisboa, Flama, A Indústria, Mundo Desportivo, Norte Desportivo, Notícias Ilustrado, O Século, Record, Stadium e A Ribalta.[1]

Algumas exposições[editar | editar código-fonte]

  • Américo Ribeiro: um fotógrafo da cidade. Salão Nobre dos Paços do Concelho de Setúbal, 1981.
  • Aspectos de Setúbal. Feira de Sant'Iago, Setúbal, 1982.
  • Presépios tradicionais. Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal. 1982.
  • O mar, a terra e as gentes. Sesimbra. 1983.
  • Convidado especial no I Encontro Nacional de Fotografia, Lisboa, 1983.
  • Américo Ribeiro: uma antologia setubalense. Casa de Bocage, Setúbal. 1989.
  • Américo Ribeiro: Pioneiro do fotojornalismo. Museu do Trabalho Michel Giacometti, Setúbal. 1996

O Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro[editar | editar código-fonte]

O espólio fotográfico de Américo Ribeiro, constituído por 142 mil espécimes, encontra-se depositado no Arquivo Fotográfico Américo Ribeiro, da Câmara Municipal, instalado na Casa de Bocage, edifício onde nasceu o poeta setubalense Manuel Maria Barbosa du Bocage e onde funciona um espaço museológico dedicado ao poeta.

O espólio encontra-se a ser objecto de registo, tratamento, e identificação.[2][3]

Sesimbra[editar | editar código-fonte]

Uma parte do espólio fotográfico de Américo Ribeiro referente à vila de Sesimbra, onde foi proprietário de um estabelecimento de fotografia sito na Rua Cândido dos Reis, encontra-se depositado nos arquivos fotográficos do Município de Sesimbra.[4]

Álbuns fotográficos publicados[editar | editar código-fonte]

  • Ribeiro, Américo. Américo Ribeiro: um fotógrafo na cidade. Setúbal, Câmara Municipal de Setúbal, 1986. Texto de Carlos Anjos.
  • Ribeiro, Américo. Um tesouro guardado: Setúbal d'outros tempos. Setúbal, 2.ª ed., 1992.

Publicados postumamente[editar | editar código-fonte]

Após a morte de Américo Ribeiro, foram publicados alguns álbuns com base no seu riquíssimo espólio

Algumas distinções[editar | editar código-fonte]

  • Medalha de Ouro da Cidade de Setúbal, atribuída pela Câmara Municipal de Setúbal em 1981.
  • Medalha de Honra da Cidade de Setúbal, na classe de Cultura, atribuída pela Câmara Municipal em 1985.
  • Medalha de Mérito Distrital do Distrito de Setúbal, 1991.

Notas

  1. VELOSO, Cláudia, «Setúbal homenageia fotógrafo 'oficial' da cidade», in O Público, 18 de novembro de 2006.
  2. Setúbal pela lente de Américo Ribeiro (consultado em 20 de agosto de 2019)
  3. CARDOSO, Maria Miguel. «Centro de Memórias do Museu de Trabalho Michel Giacometti Projecto ao “Encontro da Memória através do Património”» in Mediações : Revista Online da Escola Politécnica de Setúbal, vol. 4, n.º 2, 2016.
  4. Arquivos fotográficos na página do Município de Sesimbra.
  5. Publicado no âmbito das comemorações dos 75 anos da restauração do concelho de Palmela.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • «Testemunho». de José Madureira Lopes sobre Américo Ribeiro. (consultado em 10 de Junho de 2008) 
  • «Algumas fotos». de Américo Ribeiro. (consultado em 10 de Junho de 2008) 
  • Testemunhos sobre Américo Ribeiro em filme realizado por Hugo Alves do 12ºF do curso tecnológico de multimédia da escola D. João II, de Setúbal, com o apoio de Bruno Ferro do Arquivo Fotográfico Municipal Américo Ribeiro.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Envia, João Francisco. Setubalenses de mérito. Setúbal, edição do autor, 2003. ISBN 972-97298-4-0.
  • Obra Américo Ribeiro todos os dias, referida supra, em álbuns publicados.
  • Notícia de O Setubalense de 7 de Janeiro de 2008, citada em notas.
  • «PORBASE»