Amadeu da Bélgica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amadeu
Príncipe da Bélgica
Arquiduque da Áustria-Este
Príncipe Imperial da Áustria
Príncipe Real da Hungria e da Boêmia
 
Cônjuge Elisabetta Rosboch
Descendência Ana Astrid
Casa Real Casa da Áustria-Este
Nome completo
Amadeu Maria José Carlos Pedro Filipe Paola Marcos de Aviano
Nascimento 21 de fevereiro de 1986 (30 anos)
Clínica Universitária de St Luc, Woluwe-Saint-Lambert, Flag of Belgium.svg, Bélgica
Pai Lorenzo da Áustria-Este
Mãe Astrid da Bélgica
Família imperial austríaca
Casa de Habsburgo-Lorena
Imperial Coat of Arms of the Empire of Austria (1815).svg

SAI&R o arquiduque Carlos
SAI&R a arquiduquesa Francisca

  • SAI&R a arquiduquesa Eleonor
  • SAI&R o arquiduque Ferdinando
  • SAI&R a arquiduquesa Glória


Amadeu Maria José Carlos Filipe Paola Marcos de Aviano (Amedeo Marie Joseph Carl Pierre Philippe Paola Marcus d'Aviano; Woluwe-Saint-Lambert, 21 de fevereiro de 1986) é o filho mais velho da princesa Astrid da Bélgica e de seu marido, Lorenzo da Áustria-Este. É neto de Alberto II da Bélgica e atualmente ocupa o sexto lugar na linha de sucessão ao trono belga[1].

Amadeu possui quatro irmãos mais novos: Maria Laura (nascida em 1988), Joaquim (nascido em 1991), Luísa Maria (nascida em 1995) e Letícia (nascida em 2003).

Nascimento e batismo[editar | editar código-fonte]

O príncipe Amadeu nasceu na Clínica Universitária St. Luc, em Woluwe-Saint-Lambert, Bélgica. Ele é o primeiro neto dos reis eméritos da Bélgica, Alberto II e Paula. Seu pai, Lorenzo, é o chefe de um ramo cadete da Casa de Habsburgo-Lorena. Sua mãe, Astrid, é a segunda criança e única filha do rei Alberto II e da rainha Paola.

Foi batizado Amadeu Maria José Carlos Filipe Paola Marcos de Aviano, e seu padrinhos foram:

Educação e interesses[editar | editar código-fonte]

Depois de fazer parte de seu ensino secundário na escola jesuíta de Sint-Jan Berchmans, em Bruxelas, Amadeu terminou sua educação em Sevenoaks School, em Kent, Inglaterra, entre 2001 e 2004.

Terminando seus estudos em Sevenoaks, o príncipe passou um ano na Academia Militar Real da Bélgica. Em setembro de 2005, passou a frequentar a Escola de Economia e Ciência Política de Londres, onde graduou-se em 2008 com um Bachelor of Science (BSc), Management[2][3], e tirou uma licença antes de entrar na vida profissional.

Amadeu completou o serviço militar e é um oficial da reserva do Exército Belga.

Entre julho de 2009 e junho de 2012, Amadeu trabalhou para Deloitte, em Nova Ioque, como analista de negócios a partir de julho de 2009 a junho de 2011 e como consultor de gestão em estratégia e operações a partir de julho de 2011 a junho de 2012. Trabalhou como analista de pesquisa estagiário na Accumulus Capital Management LLC de agosto a dezembro de 2012[4][5].

Durante 2013 e 2014, Amadeu retomou seus estudos, obtendo um mestrado em administração de negócios na Columbia Business School, da Universidade Columbia. Depois disso, ele começou a trabalhar como consultor de gestão na McKinsey & Company, em Bruxelas.

Noivado, casamento e filhos[editar | editar código-fonte]

Noivado[editar | editar código-fonte]

Em 15 de fevereiro de 2014, a casa real belga anunciou o compromisso matrimonial entre o príncipe Amadeu e Elisabetta Rosboch, uma aristocrata de origem italiana.

Casamento[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de julho de 2014, na Basílica de Santa Maria em Trastevere[6], o príncipe Amadeu casou-se com Elisabetta "Lili" Maria Rosboch, na presença de toda a família real belga (com exceção de sua tia-avó, a rainha Fabíola). A noiva é a única filha do produtor de cinema Ettore Rosboch von Wolkenstein e da Condessa Lilia de Smecchia.

Alguns membros de outras dinastias também estiveram presentes na cerimônia, como a princesa Beatriz de Iorque (neta de Isabel II do Reino Unido), Margarida de Liechtenstein e seu marido, Nicolau de Liechtenstein, e Jean-Christophe Napoléon[7].

Filhos[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2016, a casa real belga anunciou, através de um comunicado oficial, que o príncipe Amadeu e sua esposa, Elisabetta, estavam a espera de seu primeiro filho para maio do mesmo ano[8].

"O príncipe e a princesa Amadeu da Bélgica têm a grande alegria de anunciar o nascimento de seu primeiro filho, uma menina, nascida às 3h30am no Hospital Saint-Pierre, em Bruxelas. Suas famílias estam a compartilhar esta grande felicidade. Sua filha pesa 3,3kg e mede 52 centímetros. Mãe e filha se encontram bem", dizia um comunicado oficial divulgado em 17 de maio]] de 2016[9]. A bebê é a primeira neta de Astrid e Lorenzo, e a primeira bisneta dos reis Alberto II e Paola. Além disso, ocupa o sétimo lugar na linha de sucessão ao trono belga, logo após o seu pai e sua avó.

Devido a um decreto real emitido pelo tio materno de Amadeu, o rei Filipe da Bélgica, para limitar o número de membros da família que carregam títulos reais, seus filhos não serão denominados príncipes/princesas da Bélgica.

Direitos de sucessão ao trono belga[editar | editar código-fonte]

Em 1991, Amadeu havia obtido, juntamente com sua mãe e irmãos mais novos, os direitos de sucessão ao trono belga. Em 1993, seu avô materno acedeu ao trono como rei Alberto II e ele se tornou o terceiro na linha de sucessão ao trono belga, após seu tio materno, Filipe, e sua mãe. Com o casamento de Filipe, em 1999, a perspectiva de Amadeu herdar o trono foi substancialmente diminuída, e o nascimento de uma filha, herdeira da dinastia de Filipe, em 2001, caiu o seu lugar na ordem de sucessão até a quarta posição e, eventualmente, para a sétima, após o nascimento da princesa Leonor, a mais jovem dos filhos de Filipe.

A abdicação de seu avô, Alberto II da Bélgica, em 21 de julho de 2013, promoveu-o a sexta na linha de sucessão ao trono.

Embora o anúncio do noivado de Amadeu tenha sido publicado no site oficial da família real belga, a autorização não dinástica para o seu casamento foi publicada antes da cerimônia, como previsto no artigo 85° da Constituição belga. A especulação nos meios de comunicação incluiu um comentador na parada militar de La Une que, em 21 de julho de 2014, Dia Nacional da Bélgica, alegou que nenhuma autorização real foi anunciada porque o príncipe intencionalmente optou por não pedir permissão para se casar, e, portanto, Amadeu já havia sido desconsiderado na linha de sucessão.

Em 28 de julho de 2015, Le Soir[10], juntamente com outros meios de comunicação, confirmou que Amadeu havia renunciado o seu lugar na ordem de sucessão porque queria viver uma vida independente, livre de qualquer papel oficial. Em 12 de novembro de 2015, no entanto, mais de um ano após o casamento, um decreto real que expressa autorização retroactiva do rei Filipe para o casamento foi anunciado no Moniteur Belge[11]. Alguns políticos belgas se opuseram ao decreto real por razões constitucionais; este decreto foi chamado de "Amedeogate"[12].

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 21 de fevereiro de 1986 - 2 de dezembro 1991: Sua Alteza Imperial e Real, arquiduque Amadeu da Áustria-Este, Príncipe Imperial da Áustria, Príncipe Real da Hungria e Boêmia
  • 02 de dezembro de 1991 - presente: Sua Alteza Imperial e Real, príncipe Amadeu da Bélgica, Arquiduque da Áustria-Este, Príncipe Imperial da Áustria, Príncipe Real da Hungria e Boêmia

Todos os filhos do arquiduque da Áustria-Este, Lorenzo, ostentarão o título "Príncipe/Princesa da Bélgica" por decreto real belga de 2 de dezembro de 1991, além de seus títulos austríacos: "Arquiduque/Arquiduquesa da Áustria-Este", "Príncipe/Princesa Imperial da Áustria", "Príncipe/Princesa Real da Hungria e Boêmia", "Príncipe/Princesa de Modena". Internacionalmente, Amadeu é denominado brevemente como "SAI&R Príncipe Amadeu da Bélgica, arquiduque da Áustria-Este".

Referências

  1. «Prince Amedeo of Belgium, Archduke of Austria-Este explained». everything.explained.today. Consultado em 2016-05-17. 
  2. «La rentrée scolaire des petits-enfants du Roi Albert II - Noblesse & Royautés». Noblesse & Royautés (em francês). 2008-08-29. Consultado em 2016-05-17. 
  3. (2016-05-17) "Prince Amedeo of Belgium, Archduke of Austria-Este" (em en). Wikipedia, the free encyclopedia.
  4. (2016-05-17) "Prince Amedeo of Belgium, Archduke of Austria-Este" (em en). Wikipedia, the free encyclopedia.
  5. «Amedeo de Belgique | LinkedIn». www.linkedin.com. Consultado em 2016-05-17. 
  6. «Prins Amedeo en Lili trouwen in de zon». VTM. 2014-03-16. Consultado em 2016-05-17. 
  7. «Princess Beatrice of York attends the wedding of Prince Amedeo of...». Getty Images (em inglês). Consultado em 2016-05-17. 
  8. «Le prince Amedeo bientôt papa !». www.cinetelerevue.be. Consultado em 2016-05-17. 
  9. «Prince Amedeo of Belgium and Princess Elisabetta welcome first child». HOLA. Consultado em 2016-05-17. 
  10. «Le prince Amedeo n’a plus droit au trône: il était 6e dans l’ordre de succession». lesoir.be. Consultado em 2016-05-17. 
  11. «Metro». Metro. Consultado em 2016-05-17. 
  12. «'Amedeogate: koning Filip treedt buiten de grondwet'». www.knack.be. 2016-02-15. Consultado em 2016-05-17. 
Precedido por
Astrid da Bélgica
Linha de sucessão ao trono belga
Sucedido por
Maria Laura da Bélgica|}