Amado Guevara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amado Guevara
Amado Guevara
Informações pessoais
Nome completo Amado Guevara
Data de nasc. 2 de maio de 1976 (43 anos)
Local de nasc. Tegucigalpa, Honduras
Altura 1,80 m
Apelido El Lobo
Informações profissionais
Equipa atual Flag of Puerto Rico.svg Porto Rico
Posição Treinador (Ex-meia-atacante)
Clubes de juventude
1992–1993
1993–1994
Honduras Olimpia
Honduras Motagua
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1994–2000
1995–1996
2000–2001
2001–2002
2002
2003–2006
2007–2008
2007–2008
2008–2009
2010–2013
2014–2015
Honduras Motagua
Espanha Real Valladolid (emp.)
México Toros Neza
México Zacatepec
Costa Rica Saprissa
Estados Unidos New York Red Bulls
Estados Unidos Chivas USA
Honduras Motagua (emp.)
Canadá Toronto FC
Honduras Motagua
Honduras Marathón
140 (7)
8 (0)
26 (7)
16 (2)
19 (9)
103 (32)
4 (0)
21 (5)
46 (9)
113 (20)
13 (1)
Seleção nacional
1995
1994–2010
Flag of Honduras.svg Honduras Sub-20
Flag of Honduras.svg Honduras

138 (27)
Times/Equipas que treinou
2018– Flag of Puerto Rico.svg Porto Rico

Amado Guevara (Tegucigalpa, 2 de maio de 1976) é um ex-futebolista e treinador de futebol profissional hondurenho que atuou como meia-atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Guevara se destacou no futebol norte-americano e hondurenho, jogando pelos principais clubes de Honduras (Olimpia - nas categorias de base -, Motagua e Marathón), além de atuar no futebol mexicano (Toros Neza e Zacatepec) e espanhol (Real Valladolid). Encerrou sua carreira de jogador em 2015, aos 39 anos.

Em julho de 2018, foi anunciado como novo técnico da Seleção de Porto Rico, substituindo o espanhol Carlos García Cantarero. Paralelamente à seleção principal, exerce o comando técnico da equipe Sub-20.

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Guevara detém o recorde histórico de maior número de partidas pela seleção hondurenha com 138 jogos e 27 gols. Começou a ser convocado em 1994 no torneio Miami Cup. No geral participou de 5 edições da Copa Centroamericana e 3 edições da Copa Ouro da Concacaf. Ele representou os Catrachos na Copa de 2010[1], que também foi a última competição internacional que disputou.

O auge de El Lobo pela Seleção Hondurenha foi em 2001, quando o país foi convidado para substituir a Argentina, que desistiu de participar da Copa América realizada na Colômbia, alegando falta de segurança. Aos 25 anos, liderou a equipe que ficou em terceiro lugar na competição, depois de eliminar o Brasil nas quartas-de-final com 2 gols de Saúl Martínez e vencer o Uruguai nos pênaltis.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Seleção Hondurenha

Referências

  1. «Elenco HON'10». Goal. Consultado em 20 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]