Amadou Sanogo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Amadou Sanogo
Nascimento 1972 (49 anos)
Ségou
Cidadania Mali
Ocupação político, militar

Amadou Haya Sanogo (nascido em 1972 ou 1973)[1] é um oficial do exército do Mali que liderou o Golpe de Estado no Mali em 2012. Se proclamou então líder do Comitê Nacional para Recuperação da Democracia e Restauração do Estado, sendo o efetivo chefe da nação de março a abril de 2012.[2]

Também esteve envolvido com a renúncia de Cheick Modibo Diarra.[3][4] Amadou Sanogo é apelidado de "Bolly" por familiares.[4][5]

Referências

  1. Martin Vogl and Michelle Faul. «Mali Coup: Amadou Sanogo, Coup Leader, Says He Is Firmly In Control». Huffingtonpost.com. Consultado em 25 de março de 2012 
  2. David Lewis and Tiemoko Diallo (22 de março de 2012). «Mali soldiers say seize power after palace attack». Vision.org. Consultado em 25 de março de 2012. Arquivado do original em 28 de dezembro de 2012 
  3. http://www.africareview.com/News/Django-Sissoko-named-as-Mali-prime-minister/-/979180/1642254/-/68l2my/-/index.html
  4. a b Callimachi, Rukmini (7 de julho de 2012). «How 1 man derailed 20 years of democracy in Mali». Associated Press. Consultado em 30 de julho de 2012 
  5. Daniel, Serge (25 de março de 2012). «Mali's Amadou Sanogo comes from obscurity to head junta». Agence France-Presse via Google News. Consultado em 26 de maio de 2012 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Amadou Sanogo
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.