Amalia Abad Casasempere

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Beata Amalia Abad Casasempere
Beata Amalia Abad Casasempere
Mártir; "Mãe de família"
Nascimento 11 de dezembro de 1897 em Alicante, Espanha
Morte 21 de setembro de 1936 (38 anos)
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 11 de março de 2001 por Papa João Paulo II
Festa litúrgica 22 de setembro
Gloriole.svg Portal dos Santos

Amalia Abad Casasempere (Alicante, 11 de dezembro de 1897 - Alicante, 21 de setembro de 1936) foi uma mártir católica, morta durante a Guerra Civil Espanhola. Viúva, mãe de duas filhas,[1] foi muito ativa no serviço religioso, chegando a esconder duas religiosas em sua casa, durante o período de perseguição.[2] Foi, por isto, presa e assassinada pelos milicianos,[2] sendo beatificada pelo papa João Paulo II em 11 de março de 2001[3] juntamente com 232 outros mártires da Guerra Civil.

Referências

  1. RABENSTEIN, K. I. "ABAD CASASEMPERE, AMALIA, AND COMPANIONS, BB.". New Catholic encyclopedia, 2ª ed., vol. 1, p. 4 [The Catholic University of America, Gale: 2003].
  2. a b PRELATURA de Ayaviri. "28 de septiembre: Beata Amalia Abad Casasempere, Madre de familia y mártir". Acesso em 26 de fevereiro de 2008.
  3. OFICINA de las Celebraciones Litúrgicas del Sumo Pontífice. "Capilla Papal Presidida por el Santo Padre Juan Pablo II para la Beatificación de los Siervos de Dios". Acesso em 26 de fevereiro de 2008.
Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um santo, um beato ou um religioso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.