Amantino Adorno Vassão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde novembro de 2013). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Amantino Adorno Vassão
Nascimento 1910
 Brasil
Morte 30 de janeiro de 1997 (87 anos)
Ocupação Pastor
Religião Presbiteriano

Amantino Adorno Vassão (191030 de janeiro de 1997), brasileiro, foi um pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, presidindo seu Supremo Concílio entre os anos 1962-1966.

O Reverendo recém nomeado, Amantino Vassão, pastoreou igrejas no estado de São Paulo na da década de 1930, na cidade de Iguape (1934 a 1936), litoral sul do estado, e na capital São Paulo na igreja do bairro da Lapa, onde permaneceu por cerca de 8 anos até 1944.

Ingressou na Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro em 1945, permanecendo efetivamente 35 anos, até ser jubilado no dia 27 de setembro de 1980.

Traduziu da língua inglesa para a língua portuguesa obras literárias de escritores cristãos como C.S. Lewis, Rev. Robert Schuller e Billy Graham. Escreveu obras como "Mesmo na Tempestade", "Esteiras de Luz", "Armadura do Cristão".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Rev. José Borges dos Santos Junior
Igreja Presbiteriana do Brasil.svg
Presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil

1962 - 1966
Sucedido por
Rev. Boanerges Ribeiro



Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.