Amartya Sen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amartya Sen Medalha Nobel
Economia
Nacionalidade Índia Indiano
Nascimento 3 de novembro de 1933 (82 anos)
Local Santiniketan
Atividade
Campo(s) Economia
Prêmio(s) Prémio Internacional Catalunha (1997)

Nobel prize medal.svg Nobel de Economia (1998), Bharat Ratna (1999)
Medalha Nacional de Humanidades (2011)

Amartya Sen (Santiniketan, 3 de novembro de 1933) escritor e economista indiano.

Foi laureado com o Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel de 1998, pelos suas contribuições à teoria da decisão social e do "welfare state".

Nascido em 1933 em Santiniketan, Amartya Sen lecionou na Delhi School of Economics, London School of Economics, Universidade de Oxford e Universidade de Harvard. Reitor da Universidade de Cambridge, é também um dos fundadores do Instituto Mundial de Pesquisa em Economia do Desenvolvimento (Universidade da ONU).

Seus livros mais importantes incluem "On Economic Inequality", "Poverty and Famines" e "On Ethics and Economics".

Sua maior contribuição é mostrar que o desenvolvimento de um país está essencialmente ligado às oportunidades que ele oferece à população de fazer escolhas e exercer sua cidadania. E isso inclui não apenas a garantia dos direitos sociais básicos, como saúde e educação, como também segurança, liberdade, habitação e cultura.

"Vivemos um mundo de opulência sem precedentes, mas também de privação e opressão extraordinárias. O desenvolvimento consiste na eliminação de privações de liberdade que limitam as escolhas e as oportunidades das pessoas de exercer ponderadamente sua condição de cidadão", diz Amartya.

Foi em 1993, juntamente com Mahbub ul Haq, o criador do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), que e vem sendo usado desde aquele ano pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no seu relatório anual.

Sua lucidez tem atraído a atenção de economistas, cientistas e educadores do mundo todo. Recebeu doutoramento honoris causa pela Universidade de Coimbra em 2011.[1]

É autor, entre outros, de "Desenvolvimento como Liberdade", publicado em 2000. Richard Sennett, no livro Juntos: os rituais, os prazeres e a política da cooperação, diz que Amartya Sen, ao lado de Martha Nussbaum, são uma inspiração para ele pensar que "nossa capacidade de cooperar é muito maior e mais complexa do que querem crer as instituições".

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Robert Carhart Merton e Myron Scholes
Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel
1998
Sucedido por
Robert Mundell


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Amartya Sen