Amazon Game Studios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Amazon Game Studios é um estúdio de desenvolvedor de jogos eletrônicos, pertencente à Amazon.com, possui escritórios em San Diego,[1] Seattle,[2] e Condado de Orange.[3]A Amazon anunciou que criaria jogos eletrônicos em 2014.[4] A Amazon recrutou Kim Swift (desenvolvedora do jogo Portal) e desenvolvedores que trabalharam anteriormente em Far Cry 2 e System Shock 2. Os planos da Amazon no mercado de jogos eletrônicos, seria fazer entre os padrões da indústria, com pequenas e grandes equipes, produzir jogos casuais e jogos de alta qualidade, respectivamente. A metodologia de produção seria por, equipes de cinco a trinta pessoas que iriam trabalhar em projetos entre um ano e 18 meses com foco em "criatividade" e "excelência", para qualquer estilo de jogo. O vice-presidente Mike Frazzini queria fazer projetos como Minecraft, The Walking Dead, e The Room. A Amazon também queria que os desenvolvedores trabalhassem com seus hardwares, serviços em nuvem e dispositivos da marca. Por exemplo, os desenvolvedores podem descarregar o processamento nos serviços em nuvem da Amazon e a Amazon Fire TV expandiu a memória como resultado do feedback dos desenvolvedores.[5] Alguns dos colaboradores da companhia deixaram a empresa dentro de um ano, após a fundação da mesma. O Amazon Game Studios passou a publicar uma série de títulos móveis, incluindo o jogo de terror Lost Within.[6]

Dois anos depois do anúncio inicial do estúdio, na TwitchCon de setembro de 2016, foi revelado seus primeiros jogos para PC: Breakaway, Crucible, e New World.[4][7] Breakaway é um jogo de equipe, estilo briga de rua, em que duas equipes de quatro lutam para levar uma bola à base de seus oponentes. Ele é projetado para integração com o Twitch, serviço de streaming adquirido pela Amazon em 2014.[4] Crucible é um jogo de 12 jogadores, baseado em classe, onde os jogadores formam alianças para se tornar o último vencedor, um jogador adicional comandará o jogo, permitindo que os espectadores interajam com os elementos e desencadeiem eventos no jogo.[7] New World é um jogo MMO em mundo aberto com um tema sobrenatural na América colonial. Os jogadores podem formar assentamentos, lutar uns contra os outros, ou lutar contra monstros do mundo.[7] Os três jogos não têm data de lançamento definida.[8]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Amazon hires John Smedley to lead new San Diego studio». gamesindustry.biz (em inglês) 
  2. «Louis Castle joins Amazon to head Crucible team». Polygon (em inglês) 
  3. «Amazon opens new game studio led by EverQuest creator John Smedley». Polygon (em inglês) 
  4. a b c Furniss, Zack (2 de outubro de 2016). «Is Breakaway Appealing To More Than Streamers?». Rock, Paper, Shotgun (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2016 
  5. Lien, Tracey (7 de abril de 2014). «How Amazon Game Studios convinced developers to join its team». Polygon (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2016 
  6. Makuch, Eddie. «Amazon's Gaming Division Loses Three Key Figures». GameSpot (em inglês). Consultado em 18 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 18 de dezembro de 2016 
  7. a b c O'Connor, Alice (30 de setembro de 2016). «Amazon Game Studios Announce Three Games». Rock, Paper, Shotgun (em inglês). Consultado em 17 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 17 de dezembro de 2016 
  8. Williams, Mike. «Amazon Game Studios Bet on Twitch For First Three Games». USgamer (em inglês). Consultado em 18 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 18 de dezembro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.