Amazon Vine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Amazon Vine, é um programa interno da Amazon.com, lançado em 2007.[1][2] Esse programa permite aos fabricantes e editores receberem comentários de seus produtos na Amazon.[3][4][5] As empresas pagam uma taxa à Amazon e fornecem produtos para revisão. Os produtos são passados ​​aos revisores da Amazon, que são obrigados a publicar uma revisão. As empresas que já participaram (ou participam) incluem Logitech, Harper Collins, Philips, Samsung, Bose, Sony, Tefal, Microsoft, Breville, Bosch, Garmin, Dyson, Remington, Case Logic, Creative, Braun, Sennheiser, Olympus, LG, Black & Decker, Acer e Walker Booksszx.[6] [7] A recepção do programa tem sido misturado com algumas pessoas criticando o uso do programa de revisores não profissionais, enquanto outros citou este como um benefício..[8][9] O programa Vine opera independentemente em Amazon.com, Amazon.co.uk,[10] Amazon.fr,[11] Amazon.de,[12] e Amazon.ca.[13]

Crítica[editar | editar código-fonte]

O programa foi criticado pela falta de transparência e profissionalismo de seus revisores.[14] Kristen McLean, anteriormente da Associação de Livreiros para Crianças, comentou que a Amazon.com não divulgou inicialmente que os editores pagaram para ter seus produtos listados e que "a Amazon não é específica sobre quantas pessoas estão no programa, como elas são escolhidas."[5] O programa também inicialmente encontrou críticas sobre a visibilidade dos comentários, com a bibliotecária Elizabeth Bird (autor e Top 500 Amazon Reviewer) comentando que suas resenhas eram às vezes "embaralhadas para o lado", enquanto revisões do Vine foram mais proeminente e visivelmente colocado.[15] Elizabeth Bird comentou ainda que alguns dos revisores estavam escolhendo e criticando livros que "não eram os melhores leitores representativos para isso" e que isso destacou a diferença entre leitores leigos e revisores profissionais, esse último seria mais capaz de " dar comentários perspicazes e reconhecer o público-alvo de um livro ".[15]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Amazon Vine and Early Reviewers» (em inglês). Library Thing. Consultado em 23 de fevereiro de 2003 
  2. «Amazon Offers Early Galleys, Online Payments» (em inglês). GalleyCat. Consultado em 23 de fevereiro de 2013 
  3. «What is Amazon Vine?» (em inglês). Amazon Vine. Consultado em 3 de junho de 2014 
  4. «Amazon's Army». The New York Times (em inglês). The New York Times Company. Consultado em 24 de fevereiro de 2013 
  5. a b «Vetting Vine Voices» (em inglês). Publishers Weekly. Consultado em 23 de fevereiro de 2013 
  6. «Publishers grasp Amazon's Vine» (em inglês). Bookseller. Consultado em 23 de fevereiro de 2013 
  7. «Amazon Vine Product Categories». Amazon Vine Secrets (em inglês). Consultado em 23 de fevereiro de 2013 
  8. «More online shoppers take the word of anonymous product reviewers» (em inglês). Seattle PI. Consultado em 24 de fevereiro de 2013 
  9. «Los mil comentaristas de Amazon» (em inglês). El País. Consultado em 24 de fevereiro de 2013 
  10. «What is Amazon Vine?» (em inglês). Amazon Vine. Consultado em 1 de julho de 2014 
  11. «Qu'est ce que le Club des Testeurs Amazon?» (em francês). Amazon Vine. Consultado em 1 de julho de 2014 
  12. «Was ist Amazon Vine?» (em alemão). Amazon Vine. Consultado em 1 de julho de 2014 
  13. «Amazon.ca Help». www.amazon.ca (em inglês). Consultado em 11 de fevereiro de 2016 
  14. «The Double Life Of Betsy Bird» (em inglês). Forbes. Consultado em 23 de fevereiro de 2013 
  15. a b Bird, Elizabeth. «Said I heard it through the Amazon VINE™» (em inglês). School Library Journal. Consultado em 23 de fevereiro de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.