Amboíno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Amboina
Ambon and Lease Islands (Uliasers) en.png
Geografia
País
Província
Localização geográfica
Parte de
Sede
Kota Ambon (en)
Banhado por
Área
803,9 km2
Altitude
1 225 m
Coordenadas
Demografia
População
501 364 hab. ()
Densidade
623,7 hab./km2 ()
Funcionamento
Estatuto
Amboíno, Amboina, Ambão ou Ambon

Amboíno,[1][2] Amboina, Ambão ou Ambon é uma ilha do Arquipélago das Molucas.

Foi descoberta em 1512 pelos portugueses António de Abreu e Francisco de Abreu.

Foi evangelizada em meados do século XVI por São Francisco Xavier.

Passou, em 1605, ao domínio dos neerlandeses, que, se aproveitando da decadência das forças portuguesas no Oriente, a tomaram sob o comando do almirante Steven van der Hagen. Assim fizeram da ilha o primeiro ponto de apoio para o desenvolvimento do seu império no Oriente, principalmente no Oceano Índico.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Amboíno

Referências

  1. Gonçalves, Rebelo (1947). Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa. Coimbra: Atlântida - Livraria Editora. p. 159 
  2. Paixão, Paulo (Verão de 2021). «Os Nomes Portugueses das Aves de Todo o Mundo» (PDF) 2.ª ed. A Folha — Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias. ISSN 1830-7809. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
Ícone de esboço Este artigo sobre antigos territórios e colónias do Império Português é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.