America, America

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde dezembro de 2017). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
America, America
América, América (PRT)
Terra de um sonho distante (BRA)
 Estados Unidos
1963 •  p&b •  174 min 
Direção Elia Kazan
Roteiro Elia Kazan
Elenco Stathis Giallelis
Frank Wolff
Elena Karam
Lou Antonio
John Marley
Género drama
Idioma inglês

America, America (br: Terra de um sonho distante / pt: América, América) é um filme estadunidense de 1963, do gênero drama, escrito, dirigido e produzido por Elia Kazan. A fotografia é de Haskell Wexler.

O filme é um retrato dos imigrantes no final do século XIX. Kazan baseou o argumento nos acontecimentos vividos por um tio.

Entre os filmes que dirigiu, era considerado o preferido de Elia Kazan.

Teve um elenco formado quase que exclusivamente por atores desconhecidos.

Também é conhecido pelo título The Anatolian Smile.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O grego Giallelis está farto da opressão turca e sonha em imigrar para a América, mas o sonho não é muito fácil de realizar. Finalmente ele consegue, mas o país para onde vai torna-se um pesadelo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Stathis Giallelis .... Stavros Topouzoglou
  • Frank Wolff .... Vartan Damadian
  • Elena Karam .... Vasso Topouzoglou
  • Lou Antonio .... Abdul
  • John Marley .... Garabet
  • Estelle Hemsley .... avó Topouzoglou
  • Katharine Balfour .... Sophia Kebabian
  • Harry Davis .... Isaac Topouzoglou
  • Gregory Rozakis .... Hohannes Gardashian
  • Salem Ludwig .... Odysseus Topouzoglou
  • Paul Mann .... Aleko Sinnikoglou
  • Linda Marsh .... Thomna Sinnikoglou
  • Joanna Frank .... Vartuhi

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1964 (EUA)

Globo de Ouro 1964 (EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor diretor e melhor ator estreante (Stathis Giallelis).
  • Indicado nas categorias de melhor filme - drama, melhor filme que promova o entendimento, melhor ator - drama (Stathis Giallelis), melhor ator coadjuvante (Paul Mann e Gregory Rozakis) e melhor atriz coadjuvante (Linda Marsh).

Premios Sant Jordi 1965 (Espanha)

  • Venceu na categoria de melhor filme estrangeiro.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]