Amon (Fórmula 1)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nova Zelândia Amon
Nome completo Chris Amon Racing
Sede  Nova Zelândia
Chefe de equipe Nova Zelândia Chris Amon
Diretores Nova Zelândia John Dalton
Pilotos Nova Zelândia Chris Amon
AustráliaLarry Perkins
Chassis Amon AF101
Motor Cosworth V8
Pneus Firestone
Histórico na Fórmula 1
Estreia Espanha GP da Espanha, 1974
Último GP Itália GP da Itália, 1974
(não-classificado)
Grandes Prêmios 4 (1 largada)
Campeã de construtores 0
Campeã de pilotos 0
Vitórias 0
Pole Position 0
Voltas rápidas 0
Pontos 0
Posição no último campeonato
(1974)
18° (0 pontos)

Chris Amon Racing foi uma equipe de Fórmula 1 da Nova Zelândia. Foi fundada pelo piloto Chris Amon e disputou a temporada de 1974.

História[editar | editar código-fonte]

Amon AF101, único carro da equipe Amon.

Fundada em 1973, a Amon surgiu após a compra do espólio da equipe Tecno. O chassi, batizado de Amon AF101 - A de Amon, F de Fowell (Gordon Fowell, projetista do carro), utilizou motores Cosworth V8 e pneus Firestone.

Nas quatro corridas em que foi inscrito, o AF101 largou em apenas uma, o GP da Espanha, onde Chris Amon largou em 23° e abandonou com problemas nos freios. O neozelandês chegou a se classificar em vigésimo lugar para o GP de Mônaco, mas desistiu. Fracassou nas tentativas em obter uma vaga para as etapas da Alemanha e da Itália, sendo que na primeira, Chris Amon emprestou seu carro ao australiano Larry Perkins, mas ele também não conseguiu largar.

Ícone de esboço Este artigo sobre Fórmula 1 é um esboço relacionado ao projeto sobre Fórmula 1. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.