Avaliação do ciclo de vida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Análise do ciclo de vida)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) é uma técnica de avaliação e quantificação de impactos ambientais possíveis associados a um produto ou processo.[1] . Segundo a ISO 14.040 ACV é a "compilação de avaliação das entradas, saídas e dos impactos ambientais potenciais de um sistema de produto ao longo do seu ciclo de vida"[2] . Essa avaliação é feita sobre todo os estágios de ciclo de vida do produto ou processo, desde a aquisição da matéria-prima ou sua geração a partir de recursos naturais até sua disposição final (por exemplo, desde a extração das matérias-primas no caso de um produto, até o momento em que ele deixa de ter uso e é descartado como resíduo ou é reciclado), passando por todas as etapas intermediárias (como, manufatura, transporte, uso, etc.). Por essa razão, o ACV é também chamado de "avaliação do berço ao túmulo"[3] .

O ACV permite uma análise científica sobre as questões ambientais ligadas a um produto ou processo, evitando um olhar superficial do seu impacto, a partir de um processo que inclui: [4]

  • Compilação de um inventário de entradas de energia e materiais relevantes inseridas e emissões ambientais;
  • Avaliação do impacto ambiental associado com entradas e saídas identificadas;
  • Interpretação dos resultados sobre o impacto do produto ou processo, para melhor nível de informação de tomadores de decisão.

Esta técnica é muito utilizada para comparar o impacto ambiental de diferentes produtos com similar função. ACV também é utilizada na área de gestão ambiental para comparar o impacto ambiental de diferentes tipos de tratamento de resíduos (comparar incineração vs. aterro sanitário, por exemplo), o impacto ambiental de diferentes destinos para um determinado resíduo especificamente (comparar a reciclagem de papel vs. a compostagem de papel, analisar os impactos dos diferentes tipos de reciclagem de plástico), etc.

Objetivo e propósito[editar | editar código-fonte]

O objetivo de uma ACV é comparar todos os efeitos ambientais associados com produtos e serviços pela quantificação de todas as entradas e saídas de fluxos elementares e avaliar como esses fluxos podem estar associados à impactos ao meio ambiente[5] . Essa informação pode ser usada para melhorar processos, dar suporte à políticas públicas e base para a tomada de decisão.

Os procedimentos de ACV são parte das normativas ISO 14000 de gerenciamento ambiental: ISO 14040:2006 e ISO 14044:2006 (a ISO 14044 substituiu as versões anteriores da ISO 14041 até ISO 14043), no Brasil foram traduzidas como NBR ISO 14040:2009 e NBR ISO 14044:2009.

Fases de uma ACV[editar | editar código-fonte]

De acordo com as normas ISO 14040 and 14044, uma ACV é composta por quatro diferentes fases. Estas são interdependentes e o resultado de uma fase pode informar como a próxima será executada, ou até mesmo, corrigir fases anteriores.

Definição de objetivo e escopo[editar | editar código-fonte]

Uma ACV começa com uma definição explicita do objetivo e escopo do estudo, que determina o contexto do estudo e explica como e para quem os resultados serão anunciados. Esse é um passo chave e as normativas ISO requerem que o objetivo e escopo sejam claramente definidos e consistentes com a aplicação e público pretendidos. Esta etapa possui detalhes técnicos que guiarão o trabalho subsequente, incluindo:

  • Unidade funcional, que define precisamente o que está sendo estudado e cria uma unidade de referência para o sistema de produto, onde as entradas e saídas podem ser relacionadas. Além disso, a unidade funcional é uma base importante que permite que produtos ou serviços altenativos possam ser comparados e analisados;
  • Fronteiras do sistema;
  • Pressupostos e limitações;
  • Procedimentos de alocação;
  • Método e categorias de impacto selecionadas.

Análise de inventário[editar | editar código-fonte]

A análise do inventário do ciclo de vida (ICV) envolve a criação de um inventário de fluxos elementares (material ou energia retirado do meio ambiente) para um sistema de produto. Os fluxos de inventário incluem entradas de energia, água, matéria prima, e saídas para o ar, terra ou água.

Avaliação de impacto[editar | editar código-fonte]

Nesta fase objetiva-se avaliar a significância dos impactos potenciais ao meio ambiente. As normas definem pelo menos três elementos mandatários:

  • Seleção das categorias de impacto;
  • Classificação;
  • Caracterização.

Interpretação[editar | editar código-fonte]

A interpretação de ciclo de vida é uma técnica sistemática para identificar, quantificar, checar e avaliar a informação dos resultados da Análise de inventário e da Avaliação de impacto, onde são também sumarizados. O documentação da fase de interpretação expõe um conjunto de conclusões e recomendações do estudo.

Softwares[editar | editar código-fonte]

Os principais softwares comerciais para ACV são:

Tipos de ACV[editar | editar código-fonte]

  • Análise do ciclo de vida de produtos (Product LCA)
  • Análise do ciclo de vida energético (Energy LCA)
  • Análise do ciclo de vida de infraestrutura e construções (Infrastructure LCA)
  • Análise do ciclo de vida das cidades (City LCA)

Padronização dos procedimentos[editar | editar código-fonte]

A ACV é regulada por normas internacionais como a série ISO 14040 de Gestão ambiental.

  • ISO 14040: Princípios e Estrutura
  • ISO 14044: Gestão ambiental - Avaliação do ciclo de vida - Requisitos e orientações
  • ISO TR 14047: Exemplos para a aplicação da ISO 14042
  • ISO TS14048: Formato da apresentação de dados
  • ISO TR 14049: Exemplos de aplicação da ISO 14041 para definição de objetivos e escopo e análise de inventário

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. THE GLOBAL DEVELOPMENT RESEARCH CENTER. «Defining Life cycle Assessment». Consultado em 18 abril de 2016. 
  2. «ABNT Catalogo». www.abntcatalogo.com.br. Consultado em 2016-04-18. 
  3. Green Building Council - Brasil. «Análise de Ciclo de Vida» (PDF). Consultado em 14 de outubro de 2014. 
  4. Global Development Research Center. «Defining Life cycle Assessment». Consultado em 14 de outubro de 2014. 
  5. «Life Cycle Assessment (LCA) Overview - GSA Sustainable Facilites Tool». sftool.gov. Consultado em 2016-04-18.  line feed character character in |titulo= at position 37 (Ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre ambiente é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.