Anésio Argenton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Anésio Argenton (Boa Esperança do Sul, 14 de março de 1931Araraquara, 3 de outubro de 2011) foi um ciclista brasileiro.

Foi tetracampeão brasileiro, bicampeão-sul-americano e o único ciclista brasileiro que conquistou uma medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, em Chicago (1959). Nos Jogos Pan-Americanos de São Paulo, em 1963, ficou com o bronze[1].

Desde a infância envolveu-se com a bicicleta, quando começou a fazer entregas para um armazém. Começou a treinar em estradas, que não eram asfaltadas, para ir as Olimpíadas, mas sem recursos e sem conhecer nada e sem técnico.[2]

Em Melbourne, 1956, Argenton obteve a nona colocação na prova de velocidade e em Roma, 1960, ficou em quinto (recorde brasileiro que durou 20 anos) e em sexto lugar, respectivamente nas provas de velocidade e de 1.000 metros contra o relógio.[2] Afastou-se do ciclismo em 1967, quando correu seu último Pan-Americano em Winnipeg, no Canadá.[2]

Faleceu em decorrência de uma hemorragia interna provocada por um câncer de intestino, no Hospital São Paulo, em Araraquara.[2]

Destaques[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. A Volta ao Mundo de Anésio Argenton Memória do Esporte Olímpico Brasileiro - acesso em dez/2015
  2. a b c d Olimpianos - Atletas Olímpicos Brasileiros: ANÉSIO ARGENTON Acessado em 23 de janeiro de 2017

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • 1000 maiores esportistas do século 20. São Paulo: Três, 1996.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre ciclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.