Ana Beatriz Nogueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde dezembro de 2009) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ana Beatriz Nogueira
Nome completo Ana Beatriz Soares Nogueira
Nascimento 22 de outubro de 1967 (49 anos)
Rio de Janeiro, Brasil
Nacionalidade brasileira
Ocupação Atriz
Atividade 1984–presente
Festival de Berlim
Urso de Prata de melhor atriz
1987
Vera
Outros prêmios
Prêmio Qualidade Brasil RJ
Melhor atriz coadjuvante - televisão
2004 Celebridade
Prêmio Qualidade Brasil SP
Melhor atriz coadjuvante
2004 Celebridade (empatada com Jussara Freire)
IMDb: (inglês)

Ana Beatriz Soares Nogueira (Rio de Janeiro, 22 de outubro de 1967) é uma atriz e produtora brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou-se na atuação nos palcos do Teatro Amador do Colégio Andrews (Rio de Janeiro), tendo como professores: Miguel Falabella e Maria Padilha.

Sua estreia no cinema, no papel de uma menina com personalidade masculina no filme Vera em 1987, do diretor Sérgio Toledo, lhe rendeu o prêmio de melhor atriz em vários festivais.[1]

Já participou de diversas telenovelas e filmes. Suas últimas atuações em telenovelas têm sido na TV Globo. Recentemente produziu o curta-metragem Furos no Sofá. No filme Villa-Lobos - Uma Vida de Paixão interpretou a primeira esposa do compositor Villa-Lobos.

Em 2008, interpretou a governanta Frau Herta, na novela Ciranda de Pedra. No ano seguinte interpreta Ilana, sua primeira personagem de mais destaque, em Caminho das Índias. Em 2011 viveu a dissimulada Eva em A Vida da Gente.

Em 2012 interpretou a fútil Rachel em Salve Jorge.[2][3] No ano seguinte, é escalada para o remake de Saramandaia, no qual interpreta a parteira Maria Aparecida.

Em 2014, deu a vida a Selma na novela Em Família. Embora bastante criticada pela sua idade real e na novela, conseguiu bastante elogios pela sua atuação.[4]

No ano seguinte, atuou como Emília em Além do Tempo, rendendo-lhe muitos elogios do público, bem como da crítica especializada.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1984 Santa Marta Fabril S.A.[5]
1986 Mania de Querer Teca
1988 O Pagador de Promessas
1989 Kananga do Japão Alzira
1991 Felicidade Selma
O Sorriso do Lagarto Evangelina
1992 As Noivas de Copacabana Fátima
1995 Você Decide Eps: "Veneno Ambiente"
"O Jogador"
1996 O Rei do Gado Jacira
1997 Anjo Mau Maria Eduarda Rezende (Duda)
1999 Andando nas Nuvens Marta
2001 Estrela-Guia Esperança
2003 Celebridade Ana Paula Diniz Moutinho
A Casa das Sete Mulheres Dona Rosa
2004 Sob Nova Direção (episódio: "O Pavor Está no Ar")
2005 Essas Mulheres Leocádia Duarte
2006–07 Bicho do Mato Lili Sampaio
2008 Ciranda de Pedra Frau Herta
2009 Caminho das Índias Ilana Gallo Goulart
2011 Insensato Coração Clarice Cortez[6]
A Vida da Gente Eva Fonseca[7]
2012 Salve Jorge Rachel Flores Galvão [2][8][9]
2013 Saramandaia Maria Aparecida Moreira (MarIa Aparadeira)[10]
2014 Em Família Selma Proença Fernandes [11][12]
2015 Além do Tempo Emília Diffiori/ Emília Beraldini [13][14]
2016–17 Rock Story Aldnéia Da Conceição (Néia)
2018 O Sétimo Guardião Ondina[15]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1987 Vera Vera [1]
Dama da Noite (curta-metragem) Júlia[16]
1990 Stelinha
Meu Vizinho Comprou um Carro (curta-metragem) Jornalista[17]
1991 Matou a Família e Foi ao Cinema esposa jovem
1995 Jenipapo Márcia
1997 Dois na Chuva (curta-metragem) Ana[18]
2000 Villa-Lobos - Uma Vida de Paixão Lucília
2001 Copacabana Salete (jovem)
2002 Lara Marta
Poeta de Sete Faces
Querido Estranho Teresa
Furos no Sofá (curta-metragem) Direção e Autora do filme[19]
2004 O Diabo a Quatro Andréa
O Vestido Angela
2006 Mulheres do Brasil Mãe de Ana

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1984 Ubu Rei Bugrelau[20]
1988 Maroquinhas Fru-Fru[21]
Flor do Milênio[21]
1993 Othello, A Sombra de uma Dúvida[22]
1994 O Homem sem Qualidades[23]
1998–99 As Três Irmãs Natasha[24]
2000 Macário Satã[25]
2001–02 A Memória da Água Catarina
2004 Mais uma Vez Amor Lia[26]
2006 Leitor Por Horas Moça Cega[27]
2007 Fala Baixo Senão Eu Grito Atriz e Produtora da peça [28]
2010–12 Tudo que eu queria te Dizer Cinco papéis[29]
2014 Uma Relação Pornográfica Mulher[30]
2015 Um Pai (Puzzle) Sibylle Lacan/Ela mesma[31]
2016 Tudo que eu queria te Dizer Cinco papéis[32]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado Ref
1986 Festival de Brasília Melhor Atriz Vera Venceu [33]
1987 Festival de Berlim Melhor Atriz Venceu
Festival de Nantes Melhor Atriz (Júri Oficial) Venceu
Festival de Nantes Melhor Atriz (Júri Popular) Venceu
Molière do Cinema Brasileiro Melhor Atriz Venceu
Festival do Locarno Melhor Atriz (Prêmio Especial do Júri) Venceu
1991 Festival de Gramado Melhor Atriz Coadjuvante Matou a Família e Foi ao Cinema Venceu
2002 2ª Goiânia Mostra Curtas Melhor Direção Furos no Sofá Venceu [34]
2004 Prêmio Qualidade Brasil RJ Melhor Atriz Coadjuvante Celebridade Venceu [33]
Prêmio Qualidade Brasil SP Venceu
2009 Prêmio Qualidade Brasil Melhor Atriz Coadjuvante Caminho das Índias Indicado [35]
Prêmio Extra de Televisão Melhor Atriz Coadjuvante Indicado [36]
2011 Prêmio Quem de Televisão Melhor Atriz Insensato Coração Indicado
2014 4º Prêmio Questão de Crítica Melhor Atriz Uma Relação Pornográfica Indicado [37]
Prêmio Cesgranrio Melhor Atriz Indicado [38]
Prêmio FITA Melhor Atriz Indicado [39]
2015 Prêmio Extra de Televisão Melhor Atriz Coadjuvante Além do Tempo Indicado [40]
3º Prêmio Cesgranrio de Teatro Melhor Atriz Um Pai (Puzzle) Indicado [41]
2016 Prêmio APTR Melhor Atriz Indicado [42]

Referências

  1. a b Cinemateca Brasileira, Vera [em linha]
  2. a b «Ana Beatriz Nogueira está confirmada em 'Salve Jorge'». Na Telinha UOL. Consultado em 10 de dezembro de 2012 
  3. «Trio de super atrizes vem arrancando risos em 'Salve Jorge'». Paraná Online. Consultado em 10 de dezembro de 2012 
  4. «Ana Beatriz Nogueira sai de Salve Jorge para papel de parteira em Saramandaia» 
  5. Redação Contigo!. «Teledramaturgia - Santa Marta Fabril». Teledramaturgia. Consultado em 11 de janeiro de 2011 
  6. Redação Contigo! (2010). «Clarice Cortez - Quem é Quem - Insensato Coração». Contigo!. Abril.com. Consultado em 11 de janeiro de 2011 
  7. Redação Rede Globo (26 de agosto de 2011). «A Vida da Gente: Direto da Argentina, Ana Beatriz Nogueira apresenta Eva». Globo.com 
  8. «Ana Beatriz Nogueira também está na fila dos insatisfeitos em "Salve Jorge"». Na Telinha UOL. Consultado em 10 de dezembro de 2012 
  9. «Ana Beatriz Nogueira deixará Salve Jorge por conta de pouco espaço na trama». Televisão UOL. Consultado em 07 de março de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  10. «Ana Beatriz Nogueira sai de Salve Jorge para papel de parteira em Saramandaia» 
  11. Patrícia Kogut (15 de agosto de 2013). «Ana Beatriz Nogueira fará próxima novela de Maneco». O Globo. Consultado em 16 de junho de 2014 
  12. Natália Boere (25 de agosto de 2013). «Ana Beatriz Nogueira será mãe de Gabriel Braga Nunes em próxima novela das 21h, de Manoel Carlos». Extra. Consultado em 16 de junho de 2014 
  13. Lígia Mesquita; Victoria Azevedo (6 de maio de 2015). «Trama das 18h terá romance que ressurge após 150 anos». Folha de S. Paulo. Outro Canal. Consultado em 13 de maio de 2015 
  14. Regina Rito (27 de maio de 2015). «'Sete Vidas': Miguel Larga mulher e filho novamente». O Dia. Consultado em 27 de maio de 2015. Veja o subtítulo Mulher pobre sofre com ira de Condessa. 
  15. «Ana Beatriz Nogueira será dona de cabaré em novela de Aguinaldo Silva». O Globo. 27 de março de 2017. Consultado em 27 de março de 2017 
  16. «Damas da Noite - Cineluz». Cine Luz. 1987. Consultado em 27 de março de 2017 
  17. «Meu Vizinho Comprou um Carro. Curta-metragem de Marcus Vinícius Cezar». Cinemateca. 1990. Consultado em 27 de março de 2017 
  18. «Dois na Chuva. Curta-metragem de Miguel Przewodowski com Ana Beatriz Nogueira». Curta Agora. 1997. Consultado em 27 de março de 2017 
  19. «40ª Mostra Internacional de Cinema - Filme - Furos No Sofá». 40ª Mostra Internacional de Cinema. 2002. Consultado em 27 de março de 2017 
  20. «UBU REI – 1984 - O Tablado». O Tabaldo. 1984. Consultado em 25 de março de 2017 
  21. a b «ana beatriz nogueira - Encilopedia Itau». Enciclopedia Itau. Consultado em 28 de março de 2017 
  22. «othello - a sombra de uma dúvida - Todo Teatro Carioca -». Todo Teatro Carioca. 1993. Consultado em 27 de março de 2017 
  23. «Bia Lessa monta 'Homem sem Qualidades'». Biblioteca Folha. 1 de junho de 1994. Consultado em 27 de março de 2017 
  24. «Folha de S.Paulo - "As Três irmãs" retrata cotidiano». Folha de S.Paulo. 9 de outubro de 1998. Consultado em 27 de março de 2017 
  25. «Caio Blat leva "Macário" para o palco». Folha Online. 14 de setembro de 2000. Consultado em 27 de março de 2017 
  26. «Marcos Palmeira e Ana Beatriz Nogueira se apresentam em Portugal». Bol. 19 de outubro de 2004. Consultado em 27 de março de 2017 
  27. «Folha de S.Paulo - Teatro/Crítica: "Leitor por Horas" é imperdível». Folha de S.Paulo. 16 de maio de 2006. Consultado em 27 de março de 2017 
  28. «Fale Baixo Senão Eu Grito». Consultado em 10 de junho de 2013 
  29. «turnê popular do espetáculo TUDO QUE EU QUERIA TE DIZER, com a atriz Ana Beatriz Nogueira». Teatro Sesi. 19 de maio de 2012. Consultado em 27 de março de 2017 
  30. «Uma Relação Pornográfica aborda os relacionamentos». VEJA Rio. 17 de outubro de 2014. Consultado em 27 de março de 2017 
  31. «Ana Beatriz Nogueira estreia o solo 'Um pai (puzzle)', no CCBB». O Globo. 21 de fevereiro de 2015. Consultado em 27 de março de 2017 
  32. «Ana Beatriz Nogueira encarna relatos femininos em nova peça». Cultura Estadão. 2016. Consultado em 27 de março de 2017 
  33. a b «ana beatriz nogueira - Mapa Filmes». Mapa Filmes. Consultado em 28 de março de 2017 
  34. «2002 - Goiânia Mostra Curtas». Goiânia Mostra Curtas. 2002. Consultado em 27 de março de 2017 
  35. «Categoria Televisão - 2009 - Prêmio Arte Qualidade Brasil». Prêmio Qualidade Brasil. 2009. Consultado em 27 de março de 2017 
  36. «Are baba, "Caminho das Índias" é a grande vencedora do Prêmio Extra». Uol. 2 de dezembro de 2009. Consultado em 27 de março de 2017 
  37. «Indicados do 2° semestre de 2014 ao 4° Prêmio Questão de Crítica». Prêmio Questão de Crítica. 8 de fevereiro de 2015. Consultado em 27 de março de 2017 
  38. «Veja lista de indicados do 2º semestre do Prêmio Cesgranrio». Da Gaveta. 11 de dezembro de 2014. Consultado em 27 de março de 2017 
  39. «A lista de indicados do Prêmio FITA foi divulgada». Teatro em Cena. 4 de dezembro de 2014. Consultado em 27 de março de 2017 
  40. «Elizabeth Jhin comemora indicação de 'Além do tempo' ao Prêmio Extra». Extra. 18 de outubro de 2015. Consultado em 27 de março de 2017 
  41. «Kiss Me Kate leva três dos doze troféus do Prêmio Cesgranrio de Teatro». Isabele Benito. 19 de janeiro de 2016. Consultado em 27 de março de 2017 
  42. «Os finalistas do Prêmio APTR». Folias Teatrais. 23 de janeiro de 2016. Consultado em 27 de março de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]