Ana de Iorque (1475-1511)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ana de Iorque)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Ana
Princesa de Inglaterra
Cônjuge Tomás Howard, 3.º Duque de Norfolk
Descendência Tomás Howard
Casa Casa de Iorque (por nascimento)
Família Howard (por casamento)
Nascimento 2 de novembro de 1475
  Palácio de Westminster, Londres
Morte 23 de novembro de 1511 (36 anos)
Enterro Priorado de Thetford, Norfolk
Igreja do Arcanjo São Miguel, Framlingham
Pai Eduardo IV de Inglaterra
Mãe Isabel Woodville

Ana de Iorque (em inglês: Anne; Palácio de Westminster, 2 de novembro de 147523 de novembro de 1511) foi a terceira filha sobrevivente de Eduardo IV e sua consorte Isabel Woodville.

Nascida no Palácio de Westminster, foi a irmã mais nova de Isabel de Iorque, Maria de Iorque, Cecília de Iorque, Eduardo V e Ricardo, duque de Iorque ( os Príncipes da Torre) e mais velha de Jorge, duque de Bedford, Catarina e Brígida de Iorque.

Em cinco de agosto de 1480, o Rei, seu pai assinou um contrato de casamento com Maximiliano de Áustria, no qual a Princesa Ana se casaria com seu filho mais velho, Filipe, o Belo. Este documento também inquiria que Maximiliano não faria outras alianças matrimoniais por três anos.

Maximiliano, sendo o filho mais velho do Imperador do Sacro Império Romano e Germânico, tinha chance de ser eleito o seu sucessor. Sua esposa e mãe de Filipe, era, Maria, duquesa da Borgonha. Estas condições o fariam um ótimo aliado para o rei inglês. Porém o contrato foi repudiado após a morte de Eduardo IV e nunca foi concluído.

Para renovar os laços entre a família Howard e a dinastia, Ana ficou noiva de Tomás Howard, 3o Duque de Norfolk em 1484. O noivado foi renovado após a queda do Rei Ricardo III. Casaram-se em 4 de fevereiro de 1495, tendo somente um filho, Tomás, que faleceu aos doze anos.

Participou do batizado de seu sobrinho mais velho, Artur, em 1486, onde carregava a manta baptismal fazendo a mesma coisa no baptismo de sua sobrinha Margarida em 1489. Ganhou várias propriedades de seu sobrinho, Henrique VIII e faleceu, sem filhos, em 23 de Novembro de 1511.