Analito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Em uma titulação ácido-base, podemos ter a substância ácida a ser mensurada (analito) e a substância básica de concentração conhecida (titulante).

Analito  é uma substância ou componente químico, em uma amostra, que é alvo de análise em um ensaio.[1][2][3] Tecnicamente, os experimentos sempre procuram para medir as propriedades de analitos, já que em si não podem ser medidos. Por exemplo, não se pode medir uma mesa (analito-componente), mas sim a altura, largura, etc. Da mesma forma, não se pode medir a glicose, mas se pode medir a concentração de glicose. Neste exemplo "glicose" é o componente e "concentração" é a propriedade mensurável.

Referências

  1. Frengen, Jomar; Tore (1 de janeiro de 1995). «Dual analyte assay based on particle types of different size measured by flow cytometry». Journal of Immunological Methods. 178 (1): 141-151. doi:10.1016/0022-1759(94)00252-R 
  2. Reder, Sabine; Frank (30 de dezembro de 2003). «Multi-analyte assay for triazines using cross-reactive antibodies and neural networks». Biosensors and Bioelectronics. 19 (5): 447-455. doi:10.1016/S0956-5663(03)00202-1 
  3. Bakaltcheva, Irina B; Frances S (8 de novembro de 1999). «Multi-analyte explosive detection using a fiber optic biosensor». Analytica Chimica Acta. 399 (1–2): 13-20. doi:10.1016/S0003-2670(99)00571-1